O Pai salvou-me

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Pai salvou-me

Mensagem por PedroS. em Seg 29 Set 2014, 12:01

(Atenção: A minha personagem em todo o seu discurso usa a língua inglesa, porém, para melhor compreensão dos leitores irei usar o português)

- O ambiente é escuro, vê-se uma cruz grande de Jesus Cristo e ouve-se um homem a assobiar. Lentamente aproxima-se o som de sapatos a tocar o chão a um ritmo próprio. Toc… Toc… Toc… Toc... É Paul Puder. Ele chega-se à cruz e dá uma chapada ao homem lá preso. Impressionantemente não é a figura de Jesus Cristo, mas sim um homem de verdade. Esse homem reage à chapada e afastando o seu cabelo longo com um movimento de cabeça, nota-se a sua barba também longa, fazendo lembrar um Jesus real. Mas calma… O homem é… Peter World!

Puder: Peter World… Tu podias ter conquistado o mundo, mas o que é que fizeste? Amoleceste e deixaste-te derrotar pelos jogos psicológicos dos teus inimigos. O teu melhor amigo, a tua mulher, o Moore… Deixaste-os entrar na tua cabeça e agora estás aqui miserável à procura de um guia de vida.

- World olha para Puder com uma cara de derrotado e completamente devastado e pede para ser salvo.

Puder: Tu que te martirizas, que fazes coisas inexplicáveis, que choras e ris sem querer, que existes sem saber como se formou o mundo deixa-te de rodeios e passa a acção. Neste mundo de crueldade e infidelidade só tu podes ser o teu próprio salvador. Não vale a pena implorar por aquilo que não irás alcançar, não te esforces a tentar fazer o impossível, pára de falar no que não existe e concentra-te na realidade que por vezes pode ser triste mas também é a fonte de inspiração da felicidade. Tu és o que os outros não são, tu és único e não consegues mudar de pessoa porque cada um nasce como é e quer queiramos quer não assim será no futuro. Nós somos aquilo que fazemos mas nem sempre fazemos aquilo que somos, pois seria a repetição de um movimento, uma fala, um olhar… Tu vives neste mundo que é de todos mas tu próprio tens o teu mundo que engloba a tua família, os teus amigos, os teus conhecidos e é aqui que tu queres ficar porque interiormente tens medo de explorar o outro mundo. Tu não queres perder os teus amigos, não queres perder a família e principalmente não queres perder a tua pessoa, pois essa é a única em que podes confiar mesmo que duvides de ti mesmo. Tu és tu e nada nem ninguém vai mudar isso.

- Peter sorri e quer agradecer, mas Puder dá-lhe um soco na barriga que o deixa a gritar de dor.

Puder: Não! Não agradeças a minha intervenção, agradece a tua disponibilidade. Tu já perdeste o que não querias perder, mas agora vou dar-te o que tu nunca pensaste ter. Só a tua força de vontade te vai salvar. Eu agora sou o teu Pai.
avatar
PedroS.

Número de Mensagens : 76
Data de inscrição : 24/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum