Calavera Plaza #1 - Shoot

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Calavera Plaza #1 - Shoot

Mensagem por Guerrero em Ter 05 Ago 2014, 03:48

A imagem surge num pequeno estúdio com quadros de Santiago Guerrero, lenda do E-Wrestling e ex-Multi Campeão de EWL, TWZ, TAW e ICPW bem como adornos pessoais do mexicano na decoração como t-shirts, bandeiras do méxico e objectos culturais mexicanos. Vemos uma modesta mesa de madeira com dois copos de água com um apresentador a organizar alguns papéis, vestido de fato e gravata com um lenço elegantemente colocado no bolso do seu casaco.


Ribeiro: Boa tarde senhores e senhoras. Sejam bem-vindos ao Calavera Plaza nesta nossa primeira emissão. Para quem não me conhece o meu nome é Tito Ribeiro e fui comentador na Extreme Wrestling League de 2005 a 2009 bem como Supervisor Geral da mesma...

Tito Ribeiro pega nos papéis e coloca-os todos juntos batendo com eles na mesa para ficarem todos direitos. Esta acção é feita discretamente com o apresentador a manter os olhos fixos na câmera.

Ribeiro: O Calavera Plaza será de hoje em diante a consciência e a crítica livre do Wrestling Português. Como sabemos hoje em dia ele é dominado pela Vanguarda da Luta Livre. Iremos falar muito dela, do passado e fazer uma análise ao momento actual do Wrestling Português nesta nossa primeira emissão. Fiquem por aí tele-espectadores... Eu sou Tito Ribeiro e este é o Calavera Plaza.

A imagem dissipa-se e de súbito começa a passar o genérico de abertura do Calavera Plaza bem como a sua música.



O genérico termina e a câmera surge focando novamente a mesa com Tito Ribeiro sentado numa cadeira ao centro da mesa e Santiago Guerrero sentado numa cadeira na parte lateral da mesa central do espetáculo. O estúdio tem alguma plateia mas não muita devido ao tamanho modesto do mesmo. A plateia é composta por fãs considerados "die hard" e "hardcore" do Wrestling Português, altamente conhecedores do mesmo. Os fãs aplaudem a presença de Guerrero e de Ribeiro, que agradecem.

Ribeiro: Novamente, boa tarde tele-espectadores. Bem-vindos à nossa primeira emissão. Tenho aqui ao meu lado Santiago Guerrero, uma grande lenda do Wrestling Nacional que é o criador deste conceito e certamente será mais um sucesso na sua carreira. Um aplauso para ele por favor.

Os fãs aplaudem e entoam alguns cânticos para Guerrero e para a Extreme Wrestling League.



Guerrero: Obrigado, obrigado. É um prazer finalmente poder ter um espaço de opinião livre. Acho que numa indústria tão monopolizada pela Vanguarda da Luta Livre é importante haver discussão sobre o Wrestling sem ter de obedecer ás regras deles e alguns chavões actuais.

Tito Ribeiro faz uma expressão de quem concorda sem pensar duas vezes com as palavras de Guerrero.

Guerrero: Uma pequena nota Tito. É bom ver-te passados todos estes anos. Estás com bom aspecto. Qualquer dia vamos criar nós uma federação, o que achas?

O público vai ao delírio.

Ribeiro: Financiem-nos e cá estaremos novamente para levar o Wrestling Português ao melhor nível! É um bom projecto para a minha reforma Guerrero.

Ambos riem-se mostrando que não estão a falar a sério.

Ribeiro: Guerrero, hoje vamos ter este programa dedicado à tua entrevista e aos teus pensamentos sobre o estado da modalidade nos dias presentes. Na verdade acho que não poderiamos começar melhor. A primeira questão que te tenho a colocar é sobre Venom que é o booker da Vanguarda da Luta Livre. Como ex-rival dele nas famosas guerras EWL contra VWW, o que achas dele ainda ter esta relevância no Wrestling Nacional?

Santiago Guerrero mostra-se pensativo a reflectir sobre a sua resposta durante alguns segundos.

Guerrero: Sinceramente Tito, acho que o Venom foi um grande lutador no seu tempo na VWW. Não vou mentir que nutria ódio por ele e pela sua federação em que ele era a cara da mesma, afinal de contas ele era não outro do que o campeão, mas são tempos passados. Tenho um respeito enorme pelo Venom e acho que é uma pessoa extremamente talentosa. A Vanguarda escolheu bem e tenho a certeza que está bem entregue. Afinal de contas ele é um dos melhores de sempre, não é um qualquer.

Ribeiro: Mas não achas estranho? A Vanguarda da Luta Livre sempre teve uma política de negação em relação ao passado do Wrestling Português e é mesmo sabido que há algum "bad blood", chamemos-lhe assim, dos lutadores mais novos para com os mais antigos do período antes da Vanguarda.

Santiago Guerrero faz uma expressão algo desagradada mas porém de acordo com Tito Ribeiro.

Guerrero: Sim, isso é verdade. Eu próprio estive na Vanguarda, com o nome de Sebastián Rivera, visto que o Presidente deles... ironicamente tem um nome semelhante ao meu.

A plateia ri-se e Santiago Guerrero e Tito Ribeiro trocam algumas palavras sem falar para os microfones, visivelmente bem dispostos.

Guerrero: Como eu ia a dizer... Eu passei por lá e fui booker da mesma como todos sabem. E sinceramente acho que a Vanguarda da Luta Livre tem um grande problema de mentalidade. A mentalidade é simplesmente diferente para pior em relação aos nossos tempos nos anos 2000.

Ribeiro: O que achas que mudou?

Guerrero: Tudo. Antigamente eramos todos dedicados no Wrestling. Eu quando cheguei a Portugal, entrei no balneário da EWL e fui de imediato posto à margem das Lendas e dos Veteranos que lá estavam. Eu e os outros que eramos o futuro eramos mesmo vítimas do elitismo dos mais velhos. A única forma que tivemos de fazer um nome por nós próprios foi sermos dedicados e ter um empenho e um compromisso em querermos ser a geração de que todos iriam falar durante anos.

Santiago Guerrero faz uma pausa e dá um gole no seu copo de água.


Guerrero: E assim foi. A nossa atitude, o nosso empenho. A minha e a de todos os outros na altura, fossem eles melhores que eu ou piores que eu... Marcámos uma era. As federações interessavam. Nós mostrávamos todos os dias a quem mandava neles que nós estávamos lá para carregar a tocha e levar o Wrestling em Portugal para o próximo nível. E o mais engraçado é que nunca nos davam nada. Nós é que tínhamos de os obrigar a darem-nos as oportunidades. E isso só aconteceu com dedicação.

A câmera foca Tito Ribeiro atento ás palavras de Guerrero e volta a focar Guerrero.


Guerrero: Tu olhas para a Vanguarda da Luta Livre e entendes logo que as coisas já não são assim. Vou-te dar um exemplo. Eu conheci por um exemplo um wrestler com quem lutei, chamado Diogo Lourenço que me disse a mim e a outros que não gosta de ver os combates da federação.

O público presente começa a vaiar Diogo Lourenço. A câmera foca Tito Ribeiro a acenar com a cabeça negativamente algo incrédulo.

Ribeiro: Inacreditável.

Guerrero: É a verdade. E sabes uma coisa? Acho que ele não é o único. Mas pelo menos dou-lhe a coragem de admitir embora ache que seja uma atitude vergonhosa e embaraçosa para o Wrestling. E adivinha que mais, ele agora está a lutar pelo título Supremo. Uma pessoa destas pode ser a cara do Wrestling em Portugal nos próximos dias.

O público vaia novamente Diogo Lourenço.

Guerrero: Que mais? Yuri Petrov. Vamos falar do Yuri Petrov. Potencial físico impressionante. Ele intimida qualquer um naquele ringue. Mas depois, o seu trabalho na Vanguarda da Luta Livre é patético. Ele fala como se fosse um cordeiro mansinho. Ele nos espetáculos é colocado como uma besta destruidora e depois vemos ele a promover o seu trabalho escrevendo em blogues, com um léxico ridículo. Petrov faz-me lembrar aqueles brutamontes que levam porrada das mulheres e ainda lhes pedem desculpa.

Ribeiro: O que pensas de Arsénio Fuinha e de Kevin Gunn?

Guerrero: Atenção eu com isto não estou a dizer que Lourenço e Petrov não são talentosos ou não podem vir a ser grandes estrelas ou grandes campeões no futuro. O problema é a mentalidade. Ela tem de mudar ou o Wrestling irá sofrer com isso. Isto é ridículo.

O Calavera faz uma pausa para reflectir sobre Fuinha e Gunn.

Guerrero: O Kevin Gunn é um bom atleta e um excelente tecnicista, um dos bons talentos da Vanguarda da Luta Livre mas tem sérios problemas de temperamento. Relembro-te que ele já entrou e saiu da Vanguarda umas quatro ou cinco vezes. Isso prejudica a sua imagem perante quem trabalha na Vanguarda pois têm medo de apostar nele novamente. 

Guerrero: Quanto ao Fuinha. Acho que é um excelente talento, bastante novo e com um potencial tremendo. Algo arrogante por vezes mas tem dedicação suficiente para a poder ter. Não tenho dúvidas que vai ser um dos grandes nomes do Wrestling nos próximos anos.

A imagem volta a focar-se em Tito Ribeiro.

Ribeiro: Estamos a falar sobre rumo e mentalidade... O que pensas sobre a história actual do Campeão da Vanguarda, Ryo Tanaki?

Guerrero sorri e acena com a cabeça.

Guerrero: Das piores histórias que eu já vi. Vamos dar o título a um lutador que tem imenso a provar e vamos por imediatamente ele em coma num acidente sem credibilidade para ele não defender o título nos próximos tempos para ele continuar a não ter credibilidade. Em vez de ter muito a provar como lutador passa a ser um campeão com tudo a provar. Brilhante.

Ribeiro: Concordo. Um péssimo rumo para um lutador japonês cujo talento apenas pode ser comprovado no ringue. E quanto aos ex-Campeões Supremos da Vanguarda da Luta Livre? O que pensas da falta de prestígio do Título Supremo?

O público reage ouvindo-se algumas conversas de fundo que duram alguns segundos voltando ao silêncio.

Guerrero: Frederico de Queirós. Talento duvidoso e zero de dedicação. Straight Jonny. Uma piada. Na EWL nem contra o Rick James no dark match ele teria qualidade para lutar. Vinícius Nunes. Muita dedicação mas não tanto talento quanto o que é necessário para um campeão. Michel-Baptiste Bangalter. Talento, dedicação mas sem adversários credíveis para solidificar o seu reinado como campeão. É óbvio que isto não credibiliza um título.

Tito Ribeiro apercebe-se que o tempo do programa está a terminar e discretamente age em conformidade.

Ribeiro: Infelizmente não temos muito tempo quero apenas pegar em dois tópicos. O primeiro é: O que achas que tem de mudar? Eu pergunto isto porque me parece notório que a Vanguarda da Luta Livre está em espiral decrescente com as vendas a diminuir e o interesse a diminuir também.

Santiago Guerrero dá um novo gole no seu copo de água.

Guerrero: O que tem de mudar na Vanguarda da Luta Livre é tudo. E quando digo tudo estou a falar dos lutadores. Tem de haver mais dedicação, todos têm de querer ser mais. Todos têm de querer provar que podem carregar o Wrestling Português ás suas costas. Eles têm de se interessar em melhorar as suas perfomances drásticamente, interessarem-se pelos planeamentos dos espetáculos e acima de tudo têm de mostrar ao staff da Vanguarda que sabem estar a altura do que o staff lhes propõe. Porque isto desmotiva todos e tenho a certeza que o staff da Vanguarda, Venom incluído devem estar desmotivados com esta falta de compromisso dos lutadores da Vanguarda. Nada desenvolve na Vanguarda. Tudo parece genérico. Espero que o roster abra os olhos enquanto ainda há Wrestling em Portugal.

Ribeiro: Para terminar... Achas que a Vanguarda da Luta Livre poderá ser a melhor federação Portuguesa de todos os tempos?

Calavera fica pensativo.

Guerrero: Honestamente? Não. Há uns meses ainda achei que fosse possível. Mas se esta mentalidade não mudar, começando pelos casos que falámos aqui nunca terão hipótese. Aliás se isto não mudar, a sobrevivência da Vanguarda e do Wrestling em Portugal estão em causa. Seriamente. Todos na Vanguarda têm de subir os seus padrões. Empenho, participação, dedicação e amor a esta indústria. O talento está lá. Falta isto. A Vanguarda é a única federação relevante em Portugal Tito. Se a Vanguarda acabar o Wrestling em Portugal caminhará para o mesmo. Neste momento a Vanguarda tem de se preocupar em ser sólida porque ela está a vacilar. No dia em que ela for sólida e resolver este tipo de problemas poderemos discutir o que me perguntaste novamente.

Ribeiro: Muito obrigado Guerrero. Infelizmente não tivemos tempo para falar de tudo hoje mas iremos ter tempo nos próximos programas. Quero agradecer a todos por terem estado na nossa companhia e voltaremos no nosso próximo programa para continuar a falar do estado actual do Wrestling em Portugal. Até à próxima!

A câmera foca o estúdio, afastando-se e filmando Tito Ribeiro a organizar os seus papéis e a trocar algumas palavras com Santiago Guerrero. Começam a passar os créditos do programa e a imagem desvanece.


HISTORIAL: 
2x CAMPEÃO UNDISPUTED - EWL
1x CAMPEÃO PORTUGUÊS - EWL
1x CAMPEÃO HARDCORE - EWL
1x CAMPEÃO DE TAG TEAM c/ Drummer - EWL
1x CAMPEÃO ULTRAVIOLENCE - TAW
1x CAMPEÃO PESOS-PESADOS - TWZ
1x CAMPEÃO DE TAG TEAM c/ Sorrow - TWZ
1x CAMPEÃO DE TAG TEAM c/ Drummer - ICPW
1x COMBATE DO ANO em 2013 - VLL
...to be continued.
avatar
Guerrero

Masculino Número de Mensagens : 669
Idade : 26
Data de inscrição : 22/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calavera Plaza #1 - Shoot

Mensagem por delmar em Ter 05 Ago 2014, 06:04

Este mundo criado para englobar a VLL é um mundo "novo", isto é... todas as federações online do passado, em que vários de vocês já participaram nunca existiram para a história que aqui se realiza. Não se trata de desprezar o trabalho feito por outros no passado, mas dar um "clean start" no jogo, até porque a VLL não se encontra a um nível de uma VWW, exemplo prático, ou seja não valia a pena juntar lutadores que trabalharem nessa federação aqui. Uma coisa prática que podem fazer, se desejam tanto usar uma char antiga é usar o modo da "wwe", que geralmente corta o nome das federações onde cada individuo andou mas reconhece por exemplo um passado interessante da personagem, como é o caso do Kassius Ohno, antigamente conhecido como Chris Hero, que durante os combates falam que o mesmo já ganhou vários títulos a nível internacional e tal, que é um lutador reconhecido mundialmente e que tem um background excelente.


em http://www.vanguardaefed.com/t1997-nocoes-basicas
avatar
delmar

Número de Mensagens : 116
Data de inscrição : 27/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calavera Plaza #1 - Shoot

Mensagem por Demichelis em Ter 05 Ago 2014, 06:18

Neste caso Delmar, sugeres que o Guerrero se apresente como Sebastian Rivera?
avatar
Demichelis

Masculino Número de Mensagens : 2383
Idade : 24
Data de inscrição : 22/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calavera Plaza #1 - Shoot

Mensagem por Guerrero em Ter 05 Ago 2014, 06:26

delmar escreveu:Este mundo criado para englobar a VLL é um mundo "novo", isto é... todas as federações online do passado, em que vários de vocês já participaram nunca existiram para a história que aqui se realiza. Não se trata de desprezar o trabalho feito por outros no passado, mas dar um "clean start" no jogo, até porque a VLL não se encontra a um nível de uma VWW, exemplo prático, ou seja não valia a pena juntar lutadores que trabalharem nessa federação aqui. Uma coisa prática que podem fazer, se desejam tanto usar uma char antiga é usar o modo da "wwe", que geralmente corta o nome das federações onde cada individuo andou mas reconhece por exemplo um passado interessante da personagem, como é o caso do Kassius Ohno, antigamente conhecido como Chris Hero, que durante os combates falam que o mesmo já ganhou vários títulos a nível internacional e tal, que é um lutador reconhecido mundialmente e que tem um background excelente.


em http://www.vanguardaefed.com/t1997-nocoes-basicas

"Este programa é um espaço livre de opinião, não associado a nada nem ninguém e sem respeito por qualquer tipo de regra imposta pela Vanguarda da Luta Livre ou qualquer membro do staff/team da mesma ou user. O programa será colocado sem anúncio prévio ou data estipulada. O propósito do programa será ser um espaço livre de opinião e crítica ao Wrestling Português. O formato de shoot interviews será comum e possivelmente serão convidados Wrestlers que se considerem dignos de comparecer neste programa."


em http://www.vanguardaefed.com/t4212-calavera-plaza-introducao-conceito


HISTORIAL: 
2x CAMPEÃO UNDISPUTED - EWL
1x CAMPEÃO PORTUGUÊS - EWL
1x CAMPEÃO HARDCORE - EWL
1x CAMPEÃO DE TAG TEAM c/ Drummer - EWL
1x CAMPEÃO ULTRAVIOLENCE - TAW
1x CAMPEÃO PESOS-PESADOS - TWZ
1x CAMPEÃO DE TAG TEAM c/ Sorrow - TWZ
1x CAMPEÃO DE TAG TEAM c/ Drummer - ICPW
1x COMBATE DO ANO em 2013 - VLL
...to be continued.
avatar
Guerrero

Masculino Número de Mensagens : 669
Idade : 26
Data de inscrição : 22/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calavera Plaza #1 - Shoot

Mensagem por Demichelis em Ter 05 Ago 2014, 06:29

E isso encerra a questão, depois que eu lê tudo eu comento o show...
avatar
Demichelis

Masculino Número de Mensagens : 2383
Idade : 24
Data de inscrição : 22/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calavera Plaza #1 - Shoot

Mensagem por Kid em Qua 06 Ago 2014, 07:24

Isto ao início é um pouco confuso porque quebra a kayfabe. Supostamente isto é tudo real e aqui fala-se de booking.

A titulo de curiosidade, podias ter identificado a relevancia e preponderancia de cada uma das federações por onde o Guerrero passou.

Em relação à mentalidade da VLL, é uma consequência direta da falta de interesse em wrestling que existe em Portugal. São tempos diferentes, é impossivel ambicionar chegar perto do que foi o boom do wrestling (e consequentemente e-wrestling) em Portugal. Podes dizer-me que isso não interfere com o trabalho dos users da VLL. É verdade, mas dificulta imenso a rede de recrutamento de novos membros logo vai influenciar a falta de competição.

Deixaste um recado a alguns users, agora cabe a eles interpretar.

Continua.
avatar
Kid

Número de Mensagens : 870
Data de inscrição : 14/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Calavera Plaza #1 - Shoot

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum