VANGUARDA 35# (RTP2) - (10/12/13) - SHOW

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

VANGUARDA 35# (RTP2) - (10/12/13) - SHOW

Mensagem por vlladmin em Qua 11 Dez 2013, 06:54

Surgem na imagem os acontecimentos chave da Vanguarda #34 dando destaque aos vencedores dos combates, que avançaram para a próxima fase do torneio. Este vídeo de introdução, mostra também Lobo e Fragas questionando os fãs sobre o que mais vai acontecer entre estes dois e por fim deixa a pergunta de como vai Santiago Guerreiro mudar o rumo da Vanguarda da Luta Livre agora que é o novo Presidente e dono da mesma.




A imagem do evento começa na arena com um enorme fogo de artíficio não demorando nada a começar o espetáculo com Augusto Lousada sentado no seu novo escritório algo bem mais modesto devido agora a ter mais controlo da hierarquia que está acima dele. A seu lado temos Eduardo Santos, antigo lutador da federação que começou à pouco tempo a trabalhar como road agent. O mesmo tem ao seu lado esquerdo o objeto que tem decidido os combates ao longo dos últimos tempos.
Augusto Lousada com uma cara algo rancorosa devido a este seu novo espaço prepara-se para falar.

Augusto Lousada: Bem-vindos a mais um escaldante e sensacional evento da Vanguarda da Luta Livre. Se é a primeira vez que estão a ver este programa é sinal que os meus esforços têm sido recompensados. O meu nome é Augusto Lousada e sou o supervisor-geral da VLL e também o produtor do programa ligado à RTP2. 

O mesmo levanta o queixo confiante das suas palavras.

Lousada: Esta semana temos a fase final de 24 lutadores do torneio pelo título Supremo, mas temos muito mais. Por isso o primeiro combate da noite vai já ser sorteado a partir do meu escritório! Inovador não?

A imagem foca Eduardo Santos que começa a rodar o objeto que contem as bolas ainda por sortear neste torneio. Alguns segundos nisto e retira-se a primeira.

Lousada: Aqui está a primeira bola deste vanguarda número trinta e cinco e temos… Michel-Baptiste Bangalter! Um dos dois membros em falta da afiliação DeLuxe? Será que o seu adversário vai ser Delmar?

Lousada começa a esfregar as mãos enquanto Eduardo roda novamente e tira uma bola entregando-a a Lousada.

Lousada: O adversário de Bangalter é…

O supervisor-geral abre a bola e fica com uma cara de descontentamento.

Lousada: Tyler Woodstate! Teremos a estreia do sul-africano contra o Francês Bangalter! Que comece a Vanguarda!

*Toca How Do You Want It, tema de Tyler Woodstate*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota! E agora, a caminho do ringue, acompanhado por Filipe Azevedo,  vindo da Cidade do Cabo, África do Sul, e pesando hoje 98 Kgs...TYLER WOODSTAAAAATE!!!


Beja: E ai vamos nós para mais uma Vanguarda! Boa noite a todos os espectadores hoje a acção na Vanguarda da Luta Livre começa de imediato! Podemos já ver Tyler Woodstate a caminho do ringue!

Luís: E na companhia de um amiguinho pelos vistos sabe que vai ser difícil fazer alguma coisa sozinho, com os nomes que ainda faltam ser sorteados hoje.

Beja: O seu “amiguinho” é o Filipe Azevedo, Barreira. Mais um produto saído das escolas da ANW. Estes dois ao que parece querem inserir-se na divisão de equipas e eu vejo-os com bom futuro lá, se queres que te diga. Mais, eles não são de lutar sujo, se estão aqui hoje é para se mostrarem unidos.

Luís: Diz isso diz, Beja. Se fosse um dos membros dos DeLuxe a vir acompanhado ao ringue começavas logo com as tuas teorias. É engraçado ver como o teu discurso muda.

*Toca Keep Me There, tema dos DeLuxe Stars SAD*

Luís: Mas seja como for isto é uma vitória garantida para este grande senhor dos ringues! Cala-te agora, Beja, e aprecia esta entrada, que é algo digno de se ver!

Algum fogo-de-artifício cai do céu, dourado e brilhante. Michel entra, sozinho, aos 37 segundos da música, com um casaco que diz nas costas “De Luxe”.

Raquel Jacob: E o seu adversário, vindo de Bobigny, Seine-Saint-Denis, França, e pesando hoje 89 Kgs, ele é o DELUXE...MICHEL-BAPTISTE...BANGAAALTEEEEEEEEEEEEER!!!

O espetáculo de luzes e de pirotecnia termina e este vira-se para o ringue. No ecrã gigante passam várias imagens, sempre com tons dourados e vintage. Paris e Bangalter são os temas do vídeo. Este caminha então tranquilamente para o ringue, entra no mesmo, retira o casaco e dobra-o de forma perfeccionista colocando-o no seu canto. Estica os braços e as pernas e no fim de fazer isso levanta o braço direito e aponta para as bancadas, recebendo nada a não ser vaias.

Luís: Brilhante este homem, absolutamente brilhante, é a classe em pessoa. E veio sozinho para o ringue porque, ao contrário do novato, sabe que não precisa de ninguém para ganhar este combate. A sorte calhou a Bangalter, dá para ver que o nosso grande Supervisor-Geral não está a controlar o sorteio, como alguns difamadores já insinuaram...

Beja: Estás a falar de membros dos DeLuxe, Luís?

Luís: Respeito, Beja, respeito...Estás perante a grandeza neste momento, não me fales nesse tom. Não fales sequer.

O árbitro deste combate é Jorge Mesquita, que inspecciona os dois homens na procura de objectos ilegais. Não os encontra e dá o início ao combate. Soa a campainha.

Bangalter diz umas palavras menos amigáveis a Filipe Azevedo, que está no exterior do ringue. Woodstate aproveita a distracção do adversário e corre na direcção do mesmo, com uma Clothesline em mente, mas o francês consegue-se desviar, passando por baixo do braço do estreante. E atinge-o  com um pontapé forte na parte do joelho, que o deixa a cambalear por uns momentos. O líder dos DeLuxe sorri de forma arrogante para o público que reage com vaias bem audíveis.

Tyler Woodstate não perde pela demora e atira-se novamente a Bangalter. Os dois lutadores entram numa chave de braços, mas o francês volta a sair por cima, derrubando o sul-africano com um Arm Drag. Bangalter abre os braços para o público, exibindo-se confiante e volta a receber mais umas boas vaias. Tyler levanta-se rapidamente, nova chave de braços entre os dois homens...e Tyler consegue fazer a transição para um Takedown com sucesso! O sul-africano descarrega agora socos em Bangalter, livrando-se da frustração criada pela arrogância do francês, que protege a cabeça como pode! 

E é o árbitro que tem que tirar Tyler de cima de Bangalter, e avisa-o. Tyler desculpa-se a Jorge Mesquita, mas tudo isto deu tempo a Bangalter para se levantar, e o francês atinge Woodstate com um Running Front Dropick! Bangalter lança-se de imediato para cima de Tyler, e prende um Side Headlock. Os dois lutadores estão no meio do ringue e é possível ver a agressividade na face de Bangalter, que cerra bem os dentes! Tyler levanta a mão, como que a pedir o apoio do público que, juntamente com Filipe Azevedo que o incentiva fora do ringue, corresponde.

Tyler consegue apoiar-se num joelho...dá cotoveladas no abdómen de Bangalter, luta com todas as armas que tem, e consegue mesmo voltar a pôr-se de pé. Atinge Bangalter com uma cotovelada mais forte, que faz com que este o solte. O pública vibra com a acção mostrada por Woodstate, que vai para as cordas atrás de si, procurando ganhar ímpeto no reencontro com Bangalter...Tyler corre na direcção do francês...“OH!”, grita o público, depois de Bangalter interromper de imediato a ofensiva de Woodstate com um pontapé na zona abdominal seguido de um forte DDT! Bangalter vai para o assentamento de espáduas...

1...2...Tyler levanta o ombro, safando-se, ainda é cedo! Bangalter levanta-se frustrado e irado por o combate não ter acabado e pisoteia agressivamente o corpo do debutante. O “Deluxe” ganha balanço nas cordas e acerta com um Elbow Drop em cheio no peito de Woodstate, ficando logo em posição de assentamento de espáduas. 1...2...Tyler consegue evitar a derrota novamente, para o alívio de Azevedo. O francês exibe um sorriso sádico enquanto dá um jeito na cotoveleira com que atingiu Tyler.

Bangalter agarra em Tyler, levantando-o, mas recebe de imediato um soco forte no abdómen...e outro! Bangalter larga o sul-africano, que conecta com dois pontapés estrondosos na perna do francês e de seguida com um murro forte no estômago, que faz com que o líder dos DeLuxe se curve, deixando-o mesmo a jeito para um Uppercut de Woodstate! O passado de Tyler no Kickboxing a ver-se neste momento! 

Bangalter rola para fora do ringue, procurando respirar um pouco e quebrar o ímpeto de Woodstate, mas é desde logo interceptado por Azevedo, que se limita a atirá-lo de volta para o ringue. Tyler está pronto para ele e dá-lhe logo as boas vindas com um bom soco de esquerda, e agora um segundo! E Superman Punch por parte de Tyler com o seu punho direito, que derruba Bangalter! Excelente técnica de Woodstate no striking! Assentamento de espáduas do estreante...

1...2...E Bangalter leva o ombro, evitando assim o escândalo neste combate! Azevedo leva as mãos à cabeça no exterior do ringue. Woodstate espera que Bangalter se levante...Haymaker potente por parte do sul-africano, mesmo na cara do francês! Mas desta vez Woodstate não vai para o assentamento de espáduas, ele sobe ao canto e o público vibra, querendo ver sobretudo a derrota de Bangalter. Tyler vai para o Moonsault, a sua versão do Moonsault, cá vai ele...“OOOOOHHHH!”. Bangalter consegue-se desviar no último instante da manobra de alto risco, rolando para o lado! Woodstate estatela-se no chão e ambos os lutadores estão caídos!

Bangalter levanta-se primeiro para frustração de Filipe Azevedo. O francês aproxima-se de Woodstate com uma expressão furibunda na face. O sul-africano ainda está no chão a contorcer-se com dores e Bangalter dá-lhe uma chapada forte, que enraivece o público. “Não me voltes a tocar na cara, ouviste, africain de merde?!”, grita Bangalter. O líder dos DeLuxe levanta o oponente e coloca-o em posição para o DDT, mas Woodstate consegue fazer valer a sua força e empurra Bangalter contra o canto.

Shoulder Thrusts fortes por parte de Woodstate, que se livra do aperto do francês! E agora murros fortes na zona abdominal...e um soco de direita portentoso mesmo no queixo de Bangalter! Parece que Woodstate não deu ouvidos às palavras de Bangalter! Woodstate afasta-se e Bangalter cai de cara no tapete! Tyler recua mais uns passos e parece aguardar que o francês se levante, tem algo planeado...Azevedo puxa pelo público fora do ringue, e este corresponde na perfeição, querendo ver o líder dos DeLuxe vergado perante um estreante...

Bangalter vai-se recompondo, abana a cabeça e vai gatinhando para o meio do ringue. Woodstate continua na expectativa, tal como Filipe Azevedo e o público...Bangalter levanta-se, parece não saber muito bem onde está e o sul-africano corre na sua direcção, cá vai Woodstate! Bangalter consegue escapar à ofensiva do adversário com um Leapfrog! Excelente salto vertical do francês, a demonstrar todo o seu atletismo! Woodstate consegue parar, vira-se para Bangalter e...“OOOHH!!”, que pontapé de Bangalter, cheio de impacto, mesmo na cabeça do estreante! Bangalter vai para o assentamento de espáduas...

1...2...Tyler levanta o ombro novamente, mostrando todo o seu coração! O público rejubila com a garra do sul-africano e Bangalter fica mais frustrado do que nunca! O francês cai imediatamente para cima do oponente e começa a descarregar murros até que o árbitro o puxa! Bangalter protesta com a acção do árbitro que o ameaça com uma desqualificação. Enquanto isso Woodstate consegue recuperar e voltar a pôr-se de pé. Bangalter corre na sua direcção...mas Tyler, por instinto, coloca-o em cima dos seus ombros! Está a preparar o Iron Bump, nome que dá ao seu TKO...

Só que Bangalter consegue escapar arranhando-lhe os olhos e cai de pé nas suas costas! O árbitro não vi, Woodstate estava virado de costas para Jorge Mesquista! Bangalter aguarda que Tyler se vire e...Enziguri! Executado na perfeição! Sublime a técnica de Michel-Baptiste Bangalter na aplicação desta manobra! A cara de Bangalter está da cor do sangue, o francês já não está para aturar mais brincadeiras. Pega em Tyler, coloca-o em posição de Vertical Suplex...e faz a transição para um Cutter, plantando-o assim no chão! É o seu Puissance! O combate pode acabar agora, mas Bangalter não parece ter intenções de o terminar já. Exibe um sorriso arrogante ao público, que o apupa, e sobe ao canto superior...

Tyler Woodstate ainda não se mexe, Azevedo grita para ele, mas o sul-africano não parece estar a ouvi-lo...Leg Drop de Bangalter! Que elevação fantástica! Bangalter a acertar em cheio no alvo com o seu Augmenter! Agora sim, o francês vai para o assentamento de espáduas...1...2...3! Vitória para Michel-Baptiste Bangalter!


Raquel Jacob: Senhoras e senhores, o vencedor deste combate, o “Deluxe” Michel-Baptiste Bangalter!

*Toca Keep Me There, tema dos DeLuxe Stars SAD*

Beja: Bangalter sai do ringue ainda com aquele sorriso arrogante e levanta o braço em sinal de vitória. Azevedo entrou no círculo quadrado para ver como está o seu companheiro e protesta com o árbitro, falando-lhe da arranhadela do líder dos DeLuxe. Bangalter safou-se de forma suja quando as coisas estavam mal paradas...

Luís: Desculpa, Beja? O quê? Mas tu só dizes o que te interessa?! E que tal falares da demonstração de qualidade exibida por Bangalter neste final de combate, em que se apresentou intenso e perfeito tecnicamente? Como bem te disse, o Bangalter não precisou dos DeLuxe para derrotar este tipo e avançar no torneio. O homem tem muita qualidade e algo que mais ninguém neste plantel tem: classe em tudo o que faz.

Beja: Fala por ti, Luís. O Bangalter pode ter tido o final de combate que teve, aquela Leg Drop até foi demasiado, na minha opinião, mas o Woodstate mostrou não ser favas contadas, como tu previste quando se soube que este seria o combate. Excelentes indicações dadas pelo novato esta noite, Bangalter precisou de um truque baixo para sair por cima dele, se isto mostra alguma coisa é precisamente falta de classe.


****

Vê-se agora alguém num balneário, esse alguém é Diogo Lourenço que vemos pela primeira vez em algum tempo. O público tem uma reacção mista.

Diogo: Boa noite, Vanguarda! Como vêem… não morri, estou aqui. Tirei um tempo, sim é verdade, mas estou de volta melhor que nunca, quer fisicamente, quer mentalmente. Aproveitei bem estas “mini-férias” para repensar a minha vida e… estou aqui para colher os frutos da minha reflexão.

Diogo Lourenço faz uma curta pausa no seu discurso, permitindo ao público manifestar-se com um pequeno burburinho.

Diogo: Como vêem, a Alexandra não está comigo e nunca mais a vão ver. Para além disso, como sabem eu nem tenho combate.

A câmara foca Diogo Lourenço de alto a baixo, comprovando a verdade das suas palavras.

Diogo: Porém… há um motivo de eu estar aqui hoje e de não regressar só no fim do torneio como seria o politicamente correcto. Simplesmente estou aqui, como vêm, estou equipado, estou preparado para qualquer eventualidade e quero mostrar do que o Diogo Lourenço é feito. Oportunidades… Elas surgem a qualquer momento… Quando menos esperamos.

Diogo Lourenço sorri e abandona o local, passando a imagem a foca a mesa dos comentadores Luís Barreira e Diogo Beja.

****


Beja: Parece decidido Diogo Lourenço que hoje regressou, ao que parece, com uma mentalidade renovada.

Luís: Sinceramente, depois de entregar o título ao Petrov da maneira que foi… Tudo o que este tipo diz magora vai-me entrar a 100 e sair a 1000. Ele já não é credível e ninguém quer saber do que ele tem para dizer.

Beja: Discordo contigo… Mas apenas Diogo Lourenço poderá esclarecer-nos quanto a isso.


****

Num corredor, a câmara foca Caim Ezequiel falando de forma algo demente de Moore SD.

Caim: Não preciso de fetos… Tudo por Deus… Aquele infiel… Sofrimento ele irá ter às minhas mãos…

A câmara foca então Moore SD com um sorriso convencido na cara que surge nas costas de Caim Ezequiel, dando-lhe uma palmada nas costas.

Moore: Bravo! De conversa tua já eu estou farto. Mas por ironia do destino… o sorteio ditou Moore e Caim frente a frente e adivinha rapaz… Eu avancei para a 2ª fase… Graças a Deus, hã?

Caim Ezequiel cerrando os dentes, vira-se na direcção de Moore SD.

Caim: Avançou sim! E como? Quebrando as regras para obter vantagem? E nem se digne a usar o nome de Deus, nem merece fazê-lo… Seu… Seu…

Moore: Calma meu caro devoto… Cada um ganha como pode… Tu também não és nenhum santo. Mas que mais posso eu fazer senão obedecer à vontade do Senhor?

Caim Ezequiel de súbito apanha Moore desprevenido com um soco forte que deixa Moore a sangrar do lábio. Moore de súbito parte para cima de Caim Ezequiel.

Moore: Filho da puta!

Moore esmurra Caim com toda a raiva do mundo enquanto Caim começa igualmente furioso a retribuir, começando uma troca acesa de murros. De imediato alguns seguranças aparecem a separar Moore e Caim que tentam libertar-se da segurança intensamente e ofendendo-se mutuamente.

Moore: O melhor ganha sempre! E esse chama-se Moore SD!

Caim Ezequiel tenta quebrar a segurança para atacar Moore SD novamente mas sem sucesso. A imagem passa para os comentadores.

****



Luís: As coisas entre estes dois estão longe de estarem resolvidas.


Beja: É verdade, tenho de concordar Luís, e Moore saiu uma vez mais com a última palavra. Será que no ringue será igual?

Luís: Não sei, Diogo, não sei.


****


A imagem de súbito vai para o exterior do pavilhão onde surge uma Limousine com vidros fumados a chegar ao recinto entrando para o Parque de Estacionamento. A mesma limousine para e imediatamente o Motorista da mesma, apressa-se a ir abrir a porta do “passageiro”.

Surge na imagem, Santiago Guerreiro, o novo Presidente da Vanguarda da Luta Livre com um ar bastante autoritário, vestido a rigor que sai da Limousine apertando o seu casaco e ignorando totalmente a câmara caminha para o interior das instalações da Vanguarda da Luta Livre neste espetáculo desvanecendo a imagem.

Luís: A autoridade chegou! Que homem esbelto, repleto de confiança. Clara postura de líder naquele senhor! Já era hora de despachar aquele gordo caduco da cortiça.

Beja: Parece que teremos novidades em breve sobre esta nova Autoridade que reina na Vanguarda da Luta Livre… E por amor de Deus, Luís, acalma-te.

Luís: Peço desculpa, adoro esta mudança na Presidência! Eu diria até mais… Este senhor teria o meu voto para a Presidência da República! Que classe!


A imagem volta a focar Santiago Guerreiro a caminhar sozinho pela zona mista da Vanguarda da Luta Livre ignorando o staff por completo. Até que subitamente…

A câmara foca agora Adam Reid sozinho a olhar para a mesa até que é interrompido por uma palmada no ombro perante Santiago Guerreiro que de longe observa o acontecimento.

Trincão: Olha quem é ele! O homem… da tropa…

Reid: Desculpa, queres-me alguma coisa?

Trincão: Eu?! Nada… só te queria avisar que a VLL não é a tropa e muito menos o circo dos ianques que é esse país de merda de onde tu vens. Aqui não tens amigos, não tens companheiros para te ajudar quando estiveres mal e falhares a tua missão. E eu não vou ser um deles. Para além disso, as ameaças podem vir de todos os lados.

Reid mostra um sorriso um pouco irónico.

Reid: Para o que eu já vi não penses que me espante com isso. Mas aviso… estou preparado para o que der e vier. E não é a falares mal dos Estados Unidos da América que me vais afectar… Sou muito superior a esses jogos psicológicos medíocres.

Trincão: Rapaz, poupa-me… não é por vires do exército ou dos SEALS que és melhor, nem é por isso que me metes medo. De facto, tu é que te podias sentir intimidado.

Trincão encosta a testa com Adam Reid que primeiro entra no jogo mas depois desvia-o empurrando Mauro no peito.

Reid: Não te metas nisso jovem… acredita. Tu não queres isso.

Santiago Guerreiro de súbito e mantendo a sua postura algo sobranceira bate nas costas de ambos os lutadores que são surpreendidos pelo novo Presidente.

Guerreiro: Estou a adorar, meus caros. Estou a adorar de tal forma todo esse diálogo que… Oh, esperem um pouco.

Santiago Guerreiro começa a chamar um árbitro perante o olhar estupefacto de ambos os lutadores.

Guerreiro: Como eu ia a dizer… Adoro este espírito competitivo. É esta a minha visão para a Vanguarda da Luta Livre… De tal forma que este combate vai começar de imediato e será um combate em que as derrotas contam em qualquer lado… E evidentemente…

Santiago Guerreiro sorri sarcasticamente.

Guerreiro: …Este combate não terá desqualificações e evidentemente não contará para torneio algum. Será apenas uma bela sessão de pancadaria com o meu aval. Portanto, menos conversa mais agressão. Boa sorte rapazes.

O Presidente da Vanguarda da Luta Livre abandona o local com uma cara de satisfação algo maldosa e Adam Reid fica algo confuso a tentar perceber junto do árbitro se tal combate seria mesmo ofical ao que o árbitro responde que sim dando sinal ao início do combate e Reid é subitamente atacado pelas costas por Mauro Trincão.

Trincão começa a atacar Reid a puni-lo com uma sequência de murros na cara, Reid começa a tentar defender-se encolhendo os braços para tentar proteger a cara mas com pouco sucesso. Trincão tenta agarrar uma cadeira que estava a mão mas Reid do nada vai as pernas de Trincão e consegue pô-lo no chão.

Reid de súbito fica com uma expressão furiosa e pega na cadeira a começar a massacrar Trincão no chão com cadeiradas dolorosas sendo elas na cabeça, costas, ombros. Liberdade de dor para Trincão! Reid então agarra Trincão e atira-o contra a mesa do Catering. Reid agora agarra Trincão… Vai tentar a Powerbomb na mesa!! Trincão contra-ataca com um DDT e Reid destroi a mesa! Isto acabou aqui! 1…2…………………………… Safa-se no último segundo! Trincão nem quer acreditar!

O “Homem do Fraque” agora começa a provocar Reid com algumas chapadas na cara a ofendê-lo e a gozá-lo… Vai tentar levantar Reid para um Two Handed Choke Suplex… Isto vai doer… Mas Reid bloqueia! Reid faz um sorriso algo gozão para com Trincão… Spine buster no meio do cimento!!! Trincão grita de dor e Reid mantêm a sua expressão. Parece que descobrimos uma no faceta deste lutador que pelos vistos gosta de causar dor aos adversários.

Adam Reid agarra de novo a cadeira e começa a punir Trincão de forma violentíssima com cadeiradas novamente… 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9… 10! 10 Cadeiradas em Trincão, ele já nem consegue esboçar reacção. Reid faz sinal que vai acabar, agarra Trincão… Death Valley Driver! O excessivo gozo de Mauro Trincão pôs o mesmo em maus lençois! Trincão já era… 1…2….3!

O árbitro ergue o braço de Adam Reid como vencedor perante o olhar satisfeito do mesmo enquanto Trincão está completamente inconsciente no chão. Adam Reid afasta-se da zona desta “Rixa” algo dorido.

****

A imagem entretanto muda de local no balneário onde vemos Darren Keane acompanhado por Scott que estão a caminhar pela zona mista enquanto vêem um sujeito de casaco e encapuçado de costas.

Keane: É hoje que este cabrão não me escapa. Vamos Scott!

Darren Keane ataca cruelmente pelas costas este mesmo sujeito derrubando-o e com a ajuda de Scott começa a pontapear o mesmo violentamente na cabeça e na zona da barriga sem intenções de parar. O capuz do sujeito acaba por tombar e Darren Keane e Scott percebem que o lutador é Marcos Santos.

Eles olham um para o outro encolhendo os ombros e sorriem, voltando numa fracção de segundo depois por um olhar sério e continuar a dar esta incrível sova em Marcos Santos que acaba por sangrar da cabeça algo agressivamente.

Entretanto surge Philip Hunt tentando resgatar Marcos Santos mas Darren Keane mâl o vê aplica-lhe um soco com autoridade na cara, deixando Philip Hunt no chão. Darren Keane faz sinal a Scott, ergue Marcos Santos num power bomb, Scott prepara-se para ajudar… e que Double Team de ambos plantando Hunt no cruel cimento. Pura destruição de Keane e Scott que abandonam o local da chacina com Hunt inconsciente no chão e Marcos Santos sangrando bastante da cabeça, chegando o staff médico e alguns road agentes com bastante pressa para assistir os lutadores à medida que a imagem volta a arena, focando os comentadores: Diogo Beja e Luís Barreira.

****

Beja: Bem… não tenho bem a certeza do que acabei de ver… Que brutalidade de Darren Keane, tudo bem que tem talento mas eu julgo que ele hoje passou das marcas… Vamos esperar que esteja tudo bem especialmente com o lutador Marcos Santos.[/size]

Luís: Acho que Keane acabou encurtou a carreira destes dois jovens lutadores em anos hoje. Ele não irá parar o seu caminho de destruição enquanto não encontrar o Mascarado e descobrir a sua identidade.

Beja: E é tempo, Luís, tempo de outro combate nesta Vanguarda número trinta e cinco.

Luís: É verdade Beja. Um dos últimos combates desta primeira fase do torneio, quem serão os dois participantes do mesmo? Vamos já descobrir!




*****



Última edição por vlladmin em Qua 11 Dez 2013, 09:08, editado 4 vez(es)
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vanguarda #35 - Parte II

Mensagem por vlladmin em Qua 11 Dez 2013, 06:58

*Toca Tiptoe Through The Tulips, tema de Verme*

Raquel Jacob: Este combate está marcado para uma derrota. A caminho do ringue, vindo da Covilhã e pesando 89 quilos... Verme!

Beja: E aqui está um dos principais candidatos, a meu ver Luís, a vencer o torneio... Verme! Sádico, psicopata, tem a capacidade de dominar qualquer adversário.

Luís: Psicopata, bem o dizes e Henrique Coelho certamente concorda, Beja! Mas a questão é... quem é a incógnita que vai enfrentar Verme já de seguida?

Beja: Não me perguntes que eu não sei, mas pode bem ser um grande nome.

Verme entra para o ringue acompanhado por Liechenstein, cambaleando até ao ringue. Já no centro da ação, Verme abana a cabeça. Já Liechenstein, mais calmo fica de olhar fixo no stage, esperando um adversário para o seu cliente.

Luís: Este Verme assusta-me, Beja! Mas acho que será só até alguém achar o seu ponto fraco. Ele não é nenhuma máquina indestrutível.

Beja: Podes estar certo, porém, não sei se será hoje. Veremos quem será o seu adversário.

*Toca Sleepwalking, tema de Jorge Gante*

Raquel Jacob: E o seu adversário, vindo de Lisboa, pesando 99 quilos... Jorge Gante!

Reação mista para Jorge Gante, porém audível.

Beja: Grande regresso, Luís!

Luís: Jorge Gante de volta. Veremos o que tem para trazer à VLL. Espero que venha com as ideias novamente no lugar. Antes de abandonar o barco parecia que estava estúpido, não sei.

Beja: Dizes mal do pai e da mãe tu! Estou feliz pelo regresso do Gante, Luís... quanto a ti não sei.

Gante caminha para o ringue de braços abertos, como era seu costume. Enquanto isso no ringue Verme não se parecia acalmar. Jorge Gante entra no ringue e aponta para o público dedicando-lhe o combate, porém, sem desviar o olhar de Verme.

Luís: Noto ali alguma preocupação do Gante quanto ao Verme.

Beja: Certamente que vai ser um combate interessante, pelo menos julgo eu.

Afonso Martins, oficial do combate inspeciona os dois intervenientes quanto à posse de objetos. O combate começa a um ritmo intenso com Verme a partir para cima de Gante com alguma violência e com socos que deitam Jorge ao chão, começando de imediato a sangrar da cara devido à violência dos socos de Verme. Gante levanta-se e tenta um Lariat mas Verme baixa-se e Gante leva com um DDT. Verme sobe ao canto, embora lentamente, decidido a massacrar o regressado neste combate. Gante levanta-se mas é atingido por uma Clothesline potente de um Verme voador.

Verme prepara o Silêncio Mortal esperando que Jorge Gante se levantasse, não será cedo demais? Gante levanta-se e Verme tenta atacar, mas Gante agarra-lhe a mão, segue-se um pontapé no abdómen. Desesperadamente Jorge Gante tenta o Gravedigger, seu especial, mas um Backdrop de Verme impede-o. Gante levanta-se rapidamente mas é atingido por um Rolling Elbow. Gante cai para a frente, sendo apanhado por Verme que o olha sadicamente, inclinando a cabeça para o lado. De seguida levanta a mão direita para um Mandible Claw. Gante tenta-se livrar da manobra e vai esperneando mas é empurrado por Verme, Gante cai no chão e Verme continua a aplicar a manobra. O ensaguentado e massacrado Gante não tem opção e tem que desistir.
[/size]


Luís: Que massacre, Verme avança no torneio com todo o mérito e sem dúvida que temos aqui um sério candidato depois desta destruição total de Gante que acabamos de ver!

Beja: Estou sem palavras para com o que acabei de ver. E isso é raro, muito raro.

A imagem foca Verme acompanhado Lichenstein a abandonarem o recinto satisfeitos e confiantes pela vitória de Verme e vemos Jorge Gante sentado no ringue encostado às cordas abanando a cabeça e negando aos médicos da Vanguarda da Luta Livre que estagnem o sangue que sai das suas feridas na cabeça. De súbito vemos Diogo Lourenço a correr, ele entra no ringue e tentar ajudar Gante a recompôr-se.. Mas de súbito Jorge Gante empurra Diogo Lourenço e rola para fora do ringue algo combalido e abandonando a arena.

Os fãs ficam quase tão confusos como a expressão de Diogo Lourenço que é filmada pelas câmeras da Vanguarda da Luta Livre até que a imagem desvanece e passa um vídeo promocional de Gabriel Martins.


****

Encontramo-nos numa sala rodeada por jornais colados na parede, todos eles relativos a acontecimentos de wrestling, tanto de ações passadas na America, dos anos 80 e 90, como da VLL, artigos esses obviamente recentes. No centro da pequena e escura sala vemos Gabriel Martins, o lutador da VLL que vai enfrentar Vinícius Nunes na próxima semana, na segunda fase do torneio.

Gabriel Martins: O meu pensamento vai mais além, o meu pensamento é o todo.

Gabriel abre os braços apontando para duas noticias distintas, uma de Vinícius Nunes quando venceu o título Supremo e outra de um lutador a dominar o “favorito do público”, nos anos 80.

Gabriel: Digam o que disserem isto é real. O passado repete-se. Este cheiro a jornal não engana ninguém e se vocês não o sentem eu sinto! Eu consigo perceber que a Vanguarda da Luta Livre não é a mesma daquela imagem que fez Vinícius Nunes campeão.

Ele coloca os braços para baixo.

Gabriel: Os ventos da mudança continuam a soprar e é altura de eu brilhar… É altura de dar as boas vindas, de uma vez por todas, é altura de 2014 chegar antes do seu tempo! Está na hora de uma nova era começar… A era de Gabriel Martins!

Gabriel pega num martelo que se encontrava no chão e atira-o contra a única lâmpada do local, ficando tudo escuro. O mesmo começa a sorrir. A imagem começa a desfocar-se por completo enquanto vemos as letras “Gabriel Martins” no ecrã.

****

A imagem volta à mesa de comentadores.

Beja: Ainda estamos todos algo em choque com o que aconteceu há pouco, Gante regressou e foi esmagado por Verme e depois o seu antigo companheiro Diogo Lourenço tentou ajudá-lo e foi recebido com um empurrão…

Luís: Realmente é complicado perceber o que vai na cabeça desse fracassado. Mas, falando de coisas mais importantes está na hora de sabermos mais um combate deste torneio!

*Toca Impele a tua Própria Canoa, tema de António Queijadas*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota! E agora, a caminho do ringue pesando 53kg, vindo de Amareleja, Beja… “O Escuteirinho da Amareleja” António… Queijadas!!

Luís: Queijadas vai lutar? Bem só resta saber quem vai ganhar.

*Toca Ain’t no Grave, tema de tema de António Andrade*

Raquel Jacob: E o seu adversário, vindo do Rio de Janeiro, Brasil, pesando 128 kgs… António  Andrade!

Beja: Julgo que teremos um combate…

Luís: Pois eu julgo que teremos um massacre. 75 Kgs de diferença. Ouviste bem Beja? 75! Como achas que isto vai acabar?

Os dois lutadores já se encontram no ringue bastente concentrados para o combate. O oficial designado para o combate é Adelaide Amaral que confere os dois lutadores e ambos se apresentam limpos. A contenda começa com uma hold no centro do ringue, vencida facilmente por Antonio Andrade. Toni Queijadas levanta-se e os dois medem forças mais uma vez, e Toni perde de novo. Andrade esboça um pequeno sorriso, mas Toni tem mais uma vez uma disputa de forças, porém perde mais uma vez, porém ‘O Escuterinho da Amareleja’ não desiste e tenta mais uma vez medir forças com Andrade, só que dessa vez ele vai nas pernas e incrivelmente consegue um roll-up, pode ser a grande chance de Queijadas, é agora, 1-2-2,5! Antonio escapa e fica com um olhar atônito, a platéia vai ao delírio com esse ataque de Toni, o povo aprecia a determinação do pequeno rapaz.

Andrade, um pouco nervoso, parece que quer resolver logo o combate, utiliza uma seqüência de socos em Queijadas e aplica um Runing DDT! Depois pega as duas pernas de Queijada e as abre, enquanto isso, aplica joelhadas na perna esquerda de Queijadas, parece que todos sabem o que vem por aí! Sim, ajeitou no centro do ringue o ‘Pain of ignorance’! (Figure-four leglock). Queijadas está no meio do ringue, a dor é insuportável, o público teme pelo pequeno herói, mas ele é valente e não desiste, e pasmem! Ele consegue se arrastar até as cordas, porém Andrade pressiona-o de maneira incrível, a dor é quase insuportável, parece que é desta, Toni levanta a mão, mas depois desiste! Levanta a mão de novo! Desiste de bater novamente! Mas o que é isso? Toni Queijadas consegue chegar às cordas e Antonio teve que abandonar a submissão. 

Andrade não entendia o que estava acontecendo, a finalização que garantiu sua primeira defesa do título da Vanguarda frente a Henrique Coelho, não foi nada efetiva com Queijadas. Andrade pega Queijadas e aplica uma seqüência de 3 suplexes! Depois teve um Powerslam fortíssimo, esperou Queijadas se levantar e Chokeslam! 1....... 2....... Nada feito! Queijadas se levantou no último instante! Agora Andrade pegou Queijadas em um Sharpshooter! Sharpshooter! Sharpshooter! É pra desistir! Queijadas vai desistir pela primeira vez! Não! Não! Não! O público grita por Queijadas, e ele chega as cordas de novo! Hoje nada derrota esse pequenino e parece que Andrade já não sabe o que fazer. 

Queijadas encontra forças e começa a dar vários socos no estômago de Antonio, no início sem efeito, mas depois Antonio começa a sentir por causa do cansaço, é agora, agora ele sobe em Andrade, vai para o seu Sleeper! Andrade está muito cansado, voltou tem pouco tempo, está sem ritmo de luta, muito desgastado pela resistência de Queijadas! Ele vai adormecer! Não! Andrade reverte para um IntelecutalDriver (Piledriver)! Agora não tem mais como, 1-2-3! Antonio vence! 
Antonio espera Queijadas se levantar e aperta a mão de Queijadas e o congratula pelo bom combate e os dois são aplaudidos!


Raquel Jacob: Senhoras e senhores, o vencedor deste combate… António Andrade!

*Toca Ain’t no Grave, tema de António Andrade*

Beja: Grande desportivismo destes atletas! Que grande combate! Vemos Queijadas a abandonar o ringue sobre uma grande ovação e certamente com emprego seguro depois desta prestação… E Andrade fica no ringue pois o nosso entrevistador Pedro Lombarda está desde já a subir para o ringue para obter algumas reacções do mesmo.

****

Lombarda: Antonio Andrade, mais uma vez retornas para a VLL, o que esperar de mais um retorno?

Andrade: Pois é, voltei basicamente para lutar e monstrar que tenho qualidade para ter ouro a minha cintura, seja ele qual for. Não tive essa oportunidade ainda, graças a uma das falhas do Lucas Brandão para comigo, só espero que o Lousada não cometa o mesmo erro... 

Lombarda: E o que pensas do torneio? Gostas desse formato do sorteio? 

Andrade: Acho bem interessante, pois obriga o lutador está sempre preparado, no Vanguarda 36 já sabemos o nosso adversário, porém no PPV, vamos ter mais surpresas, ou seja, é algo para deixar os lutadores alerta e manter o telespectador atento... 

Lombarda: Sinceramente, na sua opinião, quais são as suas chances de vencer esse torneio? 

Andrade: Não sei, acho que tenho as minha chances sim, mas estou voltando de lesão, e temos muitos nomes de peso, acredito muito em mim e como já disse não tenho dúvidas que mais tarde ou mais irei ter o ouro à minha cintura.

Lombarda: Sobre o combate de hoje? Achas que foi a melhor atuação de Toni Queijadas? 

Andrade: Tivemos notícias que o emprego dele corria risco, mas ele se mostrou muito determinado e muito forte, tenho muito respeito por ele, e respondendo a pergunta, creio que ele deu o melhor dele hoje, foi a melhor luta dele sem dúvidas. 

Lombarda: Finalmente, sobre essa aliança, Vinícius, Rob Este e Yuri Petrov, o que achas desse novo grupo opositor aos Deluxe? 

Andrade: Acho válido, se os Deluxe se juntaram para o Bangalter ser campeão, acho interessante o Vinícius se juntar aos outros dois para ter um grupo de auto-defesa, ou seja, acho isso tudo válido. 

Lombarda: Alinharás nesse grupo como foi no caso da guerra contra a ADW? 

Antonio: Não sei, voltei para cumprir os meus objetivos, porém eu repito, apoio essa ideia e a formação desse grupo de auto-defesa. Mas não quero mesmo estar a comentar grandes planos a não ser que quero mostrar que tenho ambição neste meu regresso. Nada Mais.

Lombarda: Muito obrigado Antonio e boa sorte no torneio e nos seus objetivos. 

Antonio: Obrigado a você e até mais!


Andrade abandona o ringue sob uma grande ovação da plateia da Vanguarda da Luta Livre… E é hora de um curto Intervalo!

****




Última edição por vlladmin em Qua 11 Dez 2013, 09:09, editado 3 vez(es)
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vanguarda #35 - Parte III

Mensagem por vlladmin em Qua 11 Dez 2013, 07:31

A imagem regressa ao ringue com Lousada e Santos. Lousada já tem um microfone na mão e muito provavelmente vai falar sobre a sua situação agora que Santiago Guerreiro é o novo Presidente da Vanguarda da Luta Livre.

*Toca a música Enae Volare Mezzo, tema de Daniel Lobo*

O público recebe Lobo com uma reacção maioritariamente positiva, havendo apenas umas poucas pessoas que o apupam.

Luís: O Lobo e o Mayhem?! Que é que estes estão aqui a fazer?! E porque é que o Lobo traz aquela cadeira?!

Beja: Ele vem com uma cadeira e um microfone. Eu diria que ele quer deixar umas palavrinhas ao Augusto Lousada. Afinal de contas o Lobo já disse que depois de resolver a questão do Fragas iria passar para o Lousada.

Luís: Repara bem na expressão intimidadora do Lobo a olhar para o Lousada! Graças a Deus que o Santos se está a meter à frente do chefe, o nosso Supervisor-Geral não é um lutador! O Lobo devia mostrar maior consideração pela sua entidade patronal!

Beja: Calma Luís...

Lobo (já não com a mesma expressão intimidadora, mas com um sorriso): Boa noite.

Praticamente toda a gente no recinto responde a Lobo, gritando com entusiasmo. O lutador afasta-se de Lousada e Santos, recuando, e monta a cadeira de aço no chão, no topo da rampa. Lobo senta-se, com Mayhem de braços cruzados.

Lobo: Boa noite, Excelentíssimo Supervisor-Geral Augusto Lousada – diz com uma ironia bastante óbvia -, boa noite, Eduardo. Pelas vossas caras consigo perceber perfeitamente que não esperavam que aparecesse aqui hoje para dizer umas coisas, mas é verdade, cá estou, em carne e osso.

Lousada empurra Eduardo Santos da sua frente, com jeito e sem mostrar medo dá uns passos na direcção de Lobo.

Lousada: Obviamente que não, Daniel, afinal de contas não estava planeado que o fizesses.

Lobo: Tal como não estava planeado que eu fizesse o que fiz ao nosso amigo Fragas no Vanguarda 33. Como já deve ter percebido, eu gosto de fazer coisas fora do programa. Estou aqui hoje apenas para exercer o meu direito de liberdade de expressão. O direito que todos nós temos, não é assim?

Lousada: Obviamente, Daniel. E eu deixo que toda a gente tenha a sua palavra. Que é que tens para me dizer? Ou será que a toda mensagem não é só para mim? É também para o Aníbal? Para o nosso grandioso público?

O público começa a vaiar Lousada intensamente.

Beja: Parece que os fãs da VLL não gostam que o nosso Supervisor-Geral se refira a eles...

Luís: E a isso eu chamo ingratidão. Pura ingratidão para com o homem que lhes tem dado um excelente produto desde que assumiu este cargo.

Lobo: Na verdade, gostaria de falar um pouco a todos. E começo precisamente pelo Fragas, a quem digo que fico contente por saber que está feliz por se ver libertado daquilo que tinhas preparado para ele nesta fantochada de torneio, embora não perceba o porquê de tanta felicidade sabendo que mais tarde ou mais cedo tu, que és só o maior canalha desta Federação... 

O público demonstra vigorosamente o seu apoio a Lobo!

Lobo: ...lhe darás mais um trabalho sujo para cumprir.

Luís: Que lástima, este vândalo a injuriar o nosso Supervisor-Geral desta forma e estas ovelhas apoiam-no...

Lobo: Mais, quero-lhe dizer que não basta fazer o que ele está a fazer, que é nada. Tal como eu já lhe disse anteriormente, é tão dono de si como qualquer outro homem, e pode escolher impor-se a ti, coisa que, pelo menos por aquilo que tu deixas ver, não tem mostrado. O que eu acho estranho, porque me pareceu que naquele momento em que ele ouvia e voltava a ouvir as minhas palavras algo se tinha verdadeiramente iluminado na sua mente.

Lousada: Que eu deixo ver? Estás a querer insinuar alguma coisa com isso, Daniel?

Lobo (cheio de convicção): É mais do que uma insinuação, Lousada. Eu sei de onde é que tu vens, sei o que é que tu fazes. Sei que no site da VLL só passa aquilo que tu queres que passe!

Lousada: Essas acusações entristecem-me, Daniel...Eu sou um homem sério, garanto-te que caso houvesse algo de interesse para se passar no site que não o cortaria só para me favorecer.

Lobo ri-se… Ouve-se um grito vindo de um fã do público “O CARALHO QUE ÉS UM HOMEM SÉRIO!”

Lobo: Como queiras, Lousada. De qualquer modo, o que eu quero é respostas vindas da própria boca do Fragas e não da tua. Quero saber até que ponto é que ele sente remorso pelo que tem feito a teu mando na VLL e se está disposto a desculpar-se e a redimir-se disso. Quero saber afinal qual a sua culpa no assassinato da rapariga por que foi condenado. Eu quero respostas, e vindas da boca dele, aqui, hoje, em carne e osso. Quero saber se ele está verdadeiramente disposto a mudar ou se esta batalha terá que continuar!

Faz-se um compasso de silêncio no recinto, o público espera que toque o tema de entrada de Aníbal Fragas, sem que tal aconteça...

Lobo: E claro...quero saber se foste mesmo tu quem mentiu sobre o facto de eu estar no corredor de acesso às bancadas na Vanguarda 32. Se és foste mesmo tu que naquele último vídeo disseste aquelas merdas sobre mim e a minha irmã, e não este pulha que eu tenho aqui à minha frente a fingir que era Deus numa sala com computadores!

Lousada faz que não com a cabeça. Há um novo compasso de espera na expectativa de que Fragas apareça, mas novamente nada acontece.

Lousada: Fico triste que penses mesmo isso de mim, Daniel. Eu, que fui quem sugeriu a tua contratação, que fiz força para te resgatar da América juntamente com o Mayhem, que garanti a toda a gente que o esforço que se iria fazer para pagar os vossos salários chorudos compensaria...

Lobo: Não te faças de santo, Lousada. Eu não vou cair na tua merda de jogo.

Lousada: Eu, Lobo? Eu fazer-me de santo? É preciso muito descaramento da tua parte para me disseres isso, sabes?!

Luís: Exactamente, diga-lhe umas verdades, chefe.

Lousada: Porque se há alguém que se tem armado em salvador aqui, esse alguém és tu. Se há alguém que anda a fingir ser Deus na VLL, esse alguém és tu, que tens feito tudo aquilo que queres a teu belo-prazer, não é?! Desde que apareceste que tens ameaçado o Aníbal, que te julgas dono da razão e que mostras pensar que podes fazer aquilo que quiseres para fazer cumprir aquilo que tu, e só tu, achas justo...como atacar alguém pelas costas, não é, Daniel? Ou a vires aqui hoje intimidar um simples homem de negócios...

Lobo: Não mudes a conversa, Lousada. Não te atrevas.

Lousada: O que é que tens contra mim e o Aníbal, afinal, Daniel? Diz-me. Independentemente de ele ser um homem culpado, irrita-te que tenha uma segunda oportunidade, é isso? Na tua mente fechada as pessoas que cometem erros não podem ter direito a segundas oportunidades? Porque é isso que eu estou a dar ao Aníbal, nada mais, nada menos. Uma oportunidade de sair da sua cela e de provar ao mundo que é um homem reabilitado! És contra isso?!

Lobo (gritando furioso): Cala-te! 

Lobo levanta-se num salto da cadeira, completamente possesso.

Lobo (berrado a plenos pulmões ao microfone): Chega de mentiras! Chega de encenações! Estou farto desta merda! Toda a gente sabe que tu te estás a foder para o Fragas, que só o queres usar de acordo com os teus interesses! E só te deixam que o façam porque tens as costas quentes! Porque tens conseguido a única coisa que queres com essa história, as audiências! Porque esta cambada de idiotas insiste em ver o que lhes dás de comer! 

Beja: Saltou a tampa ao Lobo, que vaia monumental por parte do público da VLL...

Luís: Uma reacção devida, não chega difamar o nosso Supervisor-Geral da forma que o está a fazer e ainda tem que insultar os nossos fãs!

Beja: Há momentos atrás chamaste-lhes ovelhas, Luís...
Lousada sorri, contente com a situação. Bate palmas lentamente, de modo sarcástico.

Lobo (ainda com a voz irritada, a respirar pesadamente): Só espero que o novo presidente te meta na linha, ou melhor ainda, te despeça.

Lousada dá uns passos em frente, na direcção de Lobo.

Lousada: Eu e o Santiago estamos na mesma página...não te ponhas com sonhos molhados em relação a isso. Só te digo uma coisa...

O Supervisor-Geral aproxima-se mais ainda de Lobo.

Lousada: Não sei porque é que tiveste que me marcar a mim e ao Aníbal como teus alvos, mas desconfio que o Aníbal tenha razão. Sim, porque tudo aquilo que tu ouves nos seus vídeos é ele que o diz, isso eu te garanto. Eu acho que ele tem razão, e não passas de uma criança assustada a querer agarrar-se às saias da irmã...

Lousada dá mais um passo em frente, Lobo vai-se a lançar na sua direcção mas é agarrado por Mayhem.

Lousada: Não te preocupes, ele não me vai fazer nada...Afinal sabe que eu sou seu superior e que se me amarrotar sequer o casaco o despeço, e lá se vai toda e qualquer oportunidade para fazer o que quer que seja ao Aníbal. Não é assim, Daniel? Aliás, eu já estou a ser simpático, podia perfeitamente castigar-te depois de tudo o que já disseste aqui hoje.

Lobo tenta-se soltar de Mayhem, mas sem sucesso. O gigante sussurra-lhe alguma coisa ao ouvido, que faz com que Daniel pare de se mexer. Lousada roda sobre os calcanhares e anda de costas voltadas para Lobo com os braços bem abertos, em clara provocação. Já junto a Santos, o Supervisor-Geral vira-se novamente de frente para Lobo.

Lousada: Mas eu acho mesmo que sim, acho que no fundo és um miúdo com traumas e que o estás a canalizar da maneira errada, que estás a fazer do Fragas o criminoso que fez o que fez à tua irmã. E digo isto sem querer insultar de maneira alguma a sua memória. A pobre que descanse em paz, o que lhe aconteceu foi terrível e nenhum ser humano merece passar por aquilo que ela passou.

Lobo (gritando completamente enraivecido): Cala-te, foda-se! Eu não quero a tua falsa pena.

Lousada: Daniel, tamanho desrespeito e eu ainda te vou dar aquilo que tu queres. Como já deves ter percebido, o Aníbal não está aqui hoje. Está no seu quarto, a descansar para que possa recuperar plenamente da mazela no ombro que tu lhe provocaste...e a preparar-se para o combate que ele quer tanto como tu e que irá acontecer no Poder Popular! 

O público reage positivamente!


Beja: Bem, isto sim é um anuncio por parte de Augusto Lousada! Fragas e Lobo frente a frente no Poder Popular, no que promete ser um combate disputadíssimo e carregado de emoção!

Luís: E que acabará com o Fragas a arrancar a cabeça a este falso justiceiro...

Lousada: Isso mesmo, Lobo, no Poder Popular poderás enfrentar pessoalmente o Aníbal Fragas, mas cara a cara, e num combate de igual para igual! No final disto estás contente? Diz-me, quero saber!

Lobo esforça-se por se soltar de Mayhem, que lhe volta a sussurrar alguma coisa. Lobo diz-lhe alguma coisa ao ouvido e o gigante larga-o. Daniel aproxima-se de Lousada, colando a sua cara na dele.

Lobo (de forma bastante séria): Ouve-me bem, podes estar seguro agora...mas depois de eu resolver o que tenho a resolver com o teu protegido, não terei problemas nenhumas em te desancar. Estou-me a foder para o contrato e para as consequências, percebes? 

Lousada: Isso é, se conseguires sequer derrotar o Aníbal, não é assim, Daniel?

Lobo ri-se sadicamente no nariz do Supervisor-Geral. O lutador e o seu guarda-costas ignoram Lousada e voltam para a zona dos bastidores, deixando um ambiente extremamente entusiasmado enquanto a imagem desvanece.


****

A imagem surge com Henrique Coelho que está no backstage a andar com um ar desconfiado, parece ter receio de tudo e de todos, muito provavelmente por medo de Verme, apesar de esse não demonstrar isso. Zé Maravilha que está no local, usou o seu instinto de repórter e tentou surpreender Coelho.

Zé: Tudo bem Henrique? 

Coelho (assustado): Estás doido? Como podes chegar assim do nada? Podia ter dado um armlock em ti, pá? 

Zé: Calma Coelho, anda assustado? 

Henrique toma o microfone de Zé. 

Coelho: Epá! Eu sou a Sensação Açoriana, eu sou Henrique Coelho, nada me assusta, muito menos aquele Verme! Se ele pensa que pode me manipular, me fazer ter medo dele, bem, ele está muito enganado! Eu sou ex-campeão nacional, por causa de mim tiveram que mudar o título, para título da Vanguarda, porque não teve um português capaz de tomar meu título, e aparece esse Verme a pensar que é melhor do que eu? Nepia! Ele é apenas um darkzinho doido, sabes meu brassard, e todos da Vanguarda? 

Faz uma pequena pausa para respirar.

Coelho: Esse torneio nem me dizia muito, antes de ser campeão supremo dessa federação parava de continentais e brasileiros e russos e franceses nojentos, bem, eu derrotarei e humilharei Verme, assim como fiz com Eduardo Santos, com Moore SD, com Peter World, com Markus Silva, com Rob Este, com Alberto Valente! Vou fazer ele desistir com meu armlock! Mostrarei que ele é apenas um ser humano comum e medroso! Vou mostrar que ele vai ser mais uma vítima do meu poder açoriano! Mostrarei mais uma vez que os continentais não estão com nada, e que eu, o faixa preta de judô, o melhor campeão de toda a Vanguarda... Eu sou o Henrique Coelho!!! Toma aqui seu microfone! 

Henrique Coelho dá o microfone para Zé e sai vangloriando-se. 


****

A transmissão então aparece no escritório do Presidente Santiago Guerreiro, devidamente decorado ao estilo da nova autoridade (escritório que era de Lousada) que está sentado algo informalmente na sua secretária com um copo de vinho na mão analisando a qualidade do mesmo à medida que tem a televisão no seu escritório a transmitir aquele que vai ser o Evento Principal da Noite.
A imagem surge agora no ringue onde as pessoas aguardam saber quem são os últimos dois participantes sorteados neste torneio.

Toca a música Dance with Devil, tema de de Yuri Petrov.

Raquel Jacob: Senhoras este combate é o último da fase qualificatória do torneio pelo título supremo e é também o nosso evento principal da noite! Vindo de São Petersburgo, Rússia pesando 135 Kg e acompanhado por Rob Este e Vinícius Nunes, o campeão da Vanguarda… YURI PETROV!

Luis: Olha só para essa trupe, espero que o adversário dele tenha cuidado, não confio nada neles.

Beja: Eles só estão lá para garantirem o bom combate e que seja tudo limpo.

Luis: Se fosse os Deluxe já dirias diferente, como és incoerente!

Beja: Tu pareces que é cego! 

Gera-se alguma expectativa para conhecer o seu adversário e surge Lousada no ecrã gigante com uma cara algo sorridente.

Lousada: Boa noite. Quero só comunicar que o adversário de Yuri Petrov é Delmar Bento!

Toca Street Knock, música de entrada de Delmar Bento.  

O público começa a vaiar imenso à medida que Delmar entra junto com Eustass Kid, Bangalter e Arsénio Fuinha, o grupo estava completo. Vinícius e Rob encaravam secamente os Deluxe, enquanto Yuri esperava ansiosamente Delmar no ringue. 

Raquel Jacob: Representando os Deluxe, um dos Parceiros de Guerra, pesando 140 kg, Delmar Bento! 

Luis: Agora o russo vai sofrer, Delmar é um dos homens mais poderosos da federação!

Beja: Vais reclamar que ele trouxe os seus ‘amiguinhos’, Luis?

Luis: É só auto-defesa, os Deluxe não iriam deixar o companheiro deles lutar em desvantagem, eles estão ali para não deixarem Vinícius e Rob atacarem o pobre Delmar.

Beja: Claro, os Deluxe é que defendem e Rob e Vinícius que atacam primeiro,ora , tu tens problemas sérios!

Luis: Um dia ainda me revolto contigo, sempre a ofender-me!

O oficial designado para o combate é Marcos Mendes.Delmar tem um comportamento estranho e oferece a mão para Yuri apertar, Yuri hesita mas aperta, Delmar espertamente larga uma chapada na cara de Yuri com a outra mão. O russo fica possesso e derruba o rival e distribui vários socos por cima, até que o árbitro faz a contagem e separa os dois. Yuri segue com uma boa ofensiva, é DDT em cima de Delmar! 1…2... Delmar sai da cover! Yuri é persistente e tenta uma sequência de European Uppercuts, mas Delmar desvia do terceiro e contra ataca com um Shoulder Block potente! Yuri vai para o chão, Delmar vai para a cover! 1.. mas Yuri sai com muita facilidade. 

Depois deste confronto inicial, os dois rodam no ringue, e enfrentam-se num poderoso hold disputando forças, porém Yuri ataca com joelhadas, mas Delmar efetua dois Headbutts e envolve Yuri em uma Bear Hug, Yuri grita loucamente, mas Delmar segue com mesma pressão no russo! Yuri parece perder um pouco as forças, mas estica os dois braços de Delmar e depois ataca com vários murros em Delmar, o mercenário responde com os mesmos murros! Temos um combate bastante físico com esses dois atletas, não tem muita técnica por aqui! Delmar segue em vantagem e aplica um bem-sucedido Standing Side Slam, 1…2… safa-se o Campeão da Vanguarda! Delmar olha para os companheiros dos Deluxe, Bangalter abana a cabeça e Delmar volta-se para o combate e recebe um potente Irish Whip, que tira Delmar do ringue! Bangalter vai conversar com seu companheiro, enquanto Yuri o espera no ringue! Deluxe reagrupam-se!

Delmar volta pro ringue, mas é derrubado novamente por Yuri, os Deluxe sobem ao ringue, Bangalter vai tentar acertar em Yuri mas Vinícius aparece e aplica um Chokeslam no francês! Arsénio tenta ajudar mas recebe um Big Boot potente! Já Eustass é vítima do Spinning Crucifix Toss de Rob Este! O árbitro tira os dois do ringue!

Delmar aproveita a distração e aplica um golpe baixo em Yuri, e faz o roll up! 1…2…2,9……………Yuri escapa no último momento, fantástico! Delmar fica furioso e pega Yuri pelo pescoço! Vai ser o Chokeslam! Não! Yuri sai do Chokeslam e inverte para o seu Jumping Piledriver! Ele chama isso de ‘A Bigorna’! 1…2……….3! Vitória para Yuri Petrov!

Raquel Jacob: O vencedor do combate e último classificado para a segunda fase do torneio, Yuri Petrov!

Beja: Espetacular como Yuri venceu mesmo com um golpe baixo de Delmar!

Luis: Quase Delmar venceu! Culpa do Vinícius e do Rob que agrediram os membros do Deluxe, deixou Delmar preocupado!

Beja: Como se o Delmar se preocupasse com alguém, e, além disso, os Deluxe que interferiram no combate primeiro...

Luis: Sempre a defendê-los Beja, por favor, sê mais imparcial!

O público festeja imenso a vitória de Petrov que está a sair do ringue a celebrar com Vinícius e Rob Este enquanto que subitamente os Deluxe vão a correr atrás deles e gera-se a pancadaria geral e a situação começa a ficar completamente fora de controlo!

Vê-se a confusão geral a alastrar para o backstage e então para o parque de estacionamento da Vanguarda da Luta Livre os lutadores das duas facções trocam socos, pontapés até que a imagem surge subitamente no escritório de Santiago Guerreiro onde se encontra também Augusto Lousada ao seu lado.

****

Lousada: Devo mandar os Road Agents e os árbitros para tentar acabar com esta situação?

Santiago Guerreiro levanta-se da sua cadeira, batendo com a mão nas costas de Lousada enquanto a imagem foca Santiago Guerreiro e Augusto Louasda a observarem a televisão com as cenas de pancadaria no parque de estacionamento entre Vinícius, Petrov e Rob Este contra Arsénio, Bangalter, Delmar Bento e Eustass Kid, que estão em superioridade numérica…

Guerreiro: Sabes meu caro Lousada… Isto que está aqui… é o que eu, doravante, quero para a Vanguarda da Luta Livre… Caos… Anarquia… Violência… e Imprevisibilidade. O Pro Wrestling é uma modalidade de homens de barba rija onde a imprevisibilidade é o expoente máximo de qualidade. E falando de imprevisibilidade o teu emprego a partir de hoje estará nessa situação pois ele estará em avaliação até tempo indeterminado, avaliação essa que será feita por mim. Agora vamos apreciar o desfecho desta Vanguarda 35.

Lousada fica com uma cara algo perturbada perante o sorriso maléfico de Santiago Guerreiro e a imagem surge então com as duas facções já bastante gastas desta sessão de violência no parque de estacionamento sendo que sobra apenas Vinícius Nunes de pé contra Bangalter e Arsénio…

Vinícius consegue esquivar-se de um golpe de Bangalter e agarra em Arsénio atirando-o de cabeça contra o vidro de um dos carros à medida que a câmera filma os outros lutadores todos combalidos no chão…

Vemos Vinícius e Bangalter então a trocarem murros, Vinícius acerta em Bangalter com um poderoso uppercut, Bangalter vai ao chão e Vinícius julga ter conseguido arrumar o francês. Bangalter então levanta-se com um cano de aço que encontrou no chão e acerta violentamente com ele na nuca de Vinícius deixando-o completamente inconsciente. A imagem foca Bangalter sorrindo algo sádicamente após vencer este “numbers game” para os Deluxe à medida que a imagem desvanece com o olhar atento do Lutador Mascarado que está sentado num dos carros perto do lucal da luta...
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 35# (RTP2) - (10/12/13) - SHOW

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum