VANGUARDA 34# (RTP2) - (03/12/13)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

VANGUARDA 34# (RTP2) - (03/12/13)

Mensagem por vlladmin em Qui 28 Nov 2013, 05:48


PAVILHÃO DA VANGUARDA DA LUTA LIVRE, LISBOA

TORNEIO PELO TÍTULO SUPREMO - RONDA DE 24


??? vs. ???
??? vs. ???
??? vs. ???
??? vs. ???
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 34# (RTP2) - (03/12/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 04 Dez 2013, 07:42

Um video curto é emitido, como é habitual, este foca os acontecimentos mais relevantes da passada Vanguarda, neste caso, da 33#, prestando o devido destaque ao torneio pelo título Supremo. Passa a vitória de Eustass bem como o consequente ataque dos DeLuxe e o salvamento de Vinícius. Segue-se a vitória do Lutador Mascarado e o confronto entre Coelho e Liechenstein que terminou com Verme a mostrar o seu poderio. A vitória de Gabriel Martins também é destaque, seguindo-se o ataque a Aníbal Fragas por parte de Daniel Lobo. Logo após isso passa a vitória de Vinícius e o ataque de Bangalter e Fuinha.


Fogo de artifício abre nova emissão da Vanguarda, começando o delírio do público.


*****

*Toca Até Quando, o tema de Vinícius Nunes*

YEEEEEEEEEEEEEEEEEEEAAAAAAAAAAHHHHHH


Luis: O que este gajo quer daqui? Ele já não tinha levado uma tareia dos DeLuxe?

Beja: Acho que Vinícius tem muito que dizer, vamos ouvi-lo!

Luis: Deus, que seca... aposto que já houve gente a mudar de canal com isto.

Vinícius sobe no ringue com microfone na mão.

Vinícius: Oi galera da Vanguarda! Bem, como vocês sabem, na semana passada, derrotei Arsénio Fuinha, um dos membros do grupo… DeLuxe, depois fui atacado covardemente pelo líder deles e pelo próprio Fuinha...

BUUUUUUUUUUUUUUUU

Vinícius: Pois é amigos, mas se os DeLuxe acham que vão fazer isso novamente, olha, eles estão bem enganados... E quem acha que eu estou sozinho pode estar enganado, e agora vou chamar um dos homens que ajudou a conter a ADW, senhoras e senhores, que venha o homem que vai me ajudar a acabar com os DeLuxe, ROB ESTE!

YEEEEEEEEEEEEAAAAAAAAAAAAAH

*Toca Horns Up, o tema de Rob Este*


Beja: Isso mesmo, Vinícius também tem aliados!

Luis: Coitado, aliar-se com este bêbado é perda de tempo...

Beja: Olha só o Rob Este a entrar cumprimentando os fãs, eles adoram-no!

Luis: Beja, vê! Ele já está a andar torto, bêbado a esta hora?

Beja: Tu às vezes... Enfim...

Rob Este cumprimenta Vinícius Nunes e saúda o público.

Rob Este: Quanto tempo, Vinícius! Lembro dos velhos tempos com Ricardo Soares e... Alberto Valente... Bem, o segundo é melhor esquecer... Porém, estamos juntos de novo e também me interessa acabar com os DeLuxe, não sou ‘O Justiceiro’ à toa, não gosto nada do comportamento dos DeLuxe, e se eles querem interferir no bom andamento do torneio, bem, serei obrigado a agir!

YEEEEEEEEEEEEEAAAAAAHHHH

Vinícius: Estás certo Rob! Porém, há gente que não acredita que nós dois possamos dar conta dos Deluxe sozinho...

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUHHH

Vinícius: Pois é, pois é, mas ainda são quatro contra dois, por isso, para equilibrar as coisas, eu lhes trago um campeão! É isso mesmo, que entre o campeão da Vanguarda, YURI PETROV!

YEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHH

*Toca Dance With The Devil, o tema de Yuri Petrov*


Luis: O Vinícius é uma comédia, será que ele acha mesmo que ele, um bêbado e o russo vão dar conta dos DeLuxe? Tolinho, tolinho!

Beja: Não sei não Luis, estamos a falar de um antigo Parceiro de Guerra, um antigo campeão supremo e o atual campeão da Vanguarda!

Yuri Petrov sobe ao ringue, cumprimenta Rob e Vinícius.

Yuri: Finalmente que me chamam para a festa! Era disso que estávamos a precisar! Só como união podemos impedir que os Deluxe manchem este torneio, sei que todos nós pretendemos ganhar esse torneio, e sei que ninguém vai ajudar o outro a ganhar os combates, e nem quero isso... Quero apenas que esse torneio ocorra de maneira limpa, sem cobardia e sem esquemas, por isso que me juntei a vós! Então, se os DeLuxe quiserem interferir no bom andamento do torneio, terá que resolver isso connosco!

Vinícius: Exatamente Pedro, agora os DeLuxe terão uma forte oposição, não farão tudo que quiserem!

Beja: Era disto que a VLL precisava agora. Um torneio limpo é o que se quer!

Luís: Essa imparcialidade…

Beja: O quê? Olha quem…

Os três, Rob à direita, Petrov á esquerda e Vinícius no meio, levantam as mãos um do outro e saem animados e saudados pelo público. A imagem desvanece.

*****

A imagem surge no backstage da Vanguarda da Luta Livre onde Darren Keane acompanhado por Scott vagueiam pelos balneários em busca do Lutador Mascarado.

Darren Keane: Mascarado! Podes esconder-te mas não podes fugir seu cabrão! Mostra-te imediatamente!

Ambos continuam a andar até que vêm uma porta ligeiramente encostada com uma luz lá dentro acesa e ouvem o movimento de alguém lá. Darren Keane manda Scott parar e de surra, ambos entram lá dentro. O lutador em questão está de costas e não vê ambos entrarem.

Darren Keane: Agora apanhamos-te!

De repente o lutador, vira-se algo confuso.

Tyler Woodstate: Sim? Que desejam? Querem um pouco de curry de frango? Estou a preparar e parece óptimo, lá na África do Sul morremos por isto.

Darren Keane de súbito encosta Tyler Woodstate à parede pegando-o "pelos colarinhos".

Darren Keane: És tu o mascarado? És o gajo que me atacou?

Tyler Woodstate: Então jovem, calma contigo. Não preciso de máscaras nenhumas para mostrar as minhas capacidades, sugiro que te acalmes e que te vás embora com o teu amiguinho.

Darren Keane olha para Scott que lhe faz um sinal negativo de como quem não acredita ser este o Mascarado.

Darren Keane: Se eu sonhar, suspeitar ou sequer ter a minima prova que és o mascarado... Tu vais ter problemas sérios às minhas mãos.

Tyler Woodstate é largado por Darren Keane, e começa-se a rir com alguma expressão de gozo para com Darren Keane e Scott.

Darren Keane: Vamos embora desta espelunca!

Darren Keane pontapeia o tacho com o "Curry" que Tyler Woodstate ia comer e abandona o balneário com Scott.

Darren Keane então faz sinal a Scott que vai beber uma Guinness e que irá pensar melhor numa forma de conseguir descobrir o Mascarado, Scott despede-se de Keane e o mesmo continua a caminhar pelo balneário da VLL.

De súbito Darren Keane para.


Darren Keane: Oh, merda! Esqueci-me de trazer dinheiro! Scott!

Darren Keane começa a voltar atrás...

Darren Keane: Scott?!

De súbito, Keane vê Scott estendido no chão, inconsciente e vê a máscara do "Lutador Mascarado" sobre o peito do lutador. O lutador Irlandês furioso agarra na máscara do misterioso luatdor e a imagem desvanece.

*****

*Toca o tema da Vanguarda*

A imagem volta ao cenário principal, é tempo para acção no ringue, para o primeiro combate da noite e lá vem Augusto Lousada acompanhado por Eduardo Santos ao som de alguns apupos. A tômbola dourada já lá está.


Luís: Pronto… já me cheira a audiências a subir.

Beja: A ver vamos. Aqui vai, tudo pronto para o primeiro combate da noite?

Lousada: Boa noite Vanguarda!

Os apupos intensificam-se quando Lousada puxa pelos fãs. Este solta uma gargalhada.

Lousada: Bom… não me interessam os apupos. Estou aqui para o que vocês sabes, para o que vocês querem e não percamos mais tempo, Eduardo, gira a tômbola, por favor!

Eduardo Santos roda a manivela fazendo a tômbola girar. Em seguida acontece o normal procedimento: Lousada retira uma bola preta e tira um papel. Lousada parece agradado.

Lousada: Caros espectadores… começamos a noite de hoje com um ex-campeão… Henrique Coelho!

*Toca Rabo de Peixe, tema de Henrique Coelho*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota. A caminho do ringue, vindo de Ponta Delgada, Açores e pesando 95 quilos… “A Sensação Açoriana”, Henrique Coelho!

BUUUUUUUUU

Luís: O Henrique é capaz de chegar bem longe neste torneio, tenho a certeza disso e pode bem recuperar a forma que tinha quando era campeão.

Beja: Não discordo e seria mesmo óptimo para o Henrique se conseguisse um lugar de destaque, ou até a vitória neste torneio. Mas não podemos esquecer-nos de Verme. Imprevisível, não se sabe bem o que pode fazer, pode até aparecer aqui hoje para custar a vitória ao seu rival.

Luís: Bem lembrado, Beja, mas isso para mim soa-me a cobardia.

Henrique Coelho caminha até ao ringue ostentando a bandeira dos Açores, com um ar convencido, porém o seu rosto expressava nervosismo também. Quem seria o seu adversário?

Beja: Parece-me um pouco nervoso, o Henrique.

Luís: Concentrado, diz antes. O Henrique não fica nervoso, como grande atleta que é.

Já no ringue Henrique Coelho vai aquecendo os punhos, sem desviar o olhar do stage. A câmara foca novamente Lousada.

Lousada: Prossigamos… Eduardo?

A tômbola gira novamente, o supervisor tira uma outra bola e olha o seu conteúdo, sorrindo para Henrique Coelho.

Lousada: O décimo participante, caros espectadores… Mike Orzan.

*Toca Adrenaline, tema de Mike Orzan”

Raquel Jacob: E o seu adversário, vindo de Juneau, Alasca, pesando 110 quilos… “Mr. Knockout”, Mike Orzan!

Luís: É este tipo que vai fazer frente ao Henrique?

Beja: Nunca digas nunca. Eu acho que o rapaz tem potencial, só falta mostrá-lo e pode ser hoje.

Luís: Lembras-te da estreia dele, contra o Bangalter?

Beja: Lembro.

Luís: Achas que hoje vai ser muito diferente? Por amor de deus.

Orzan vai cumprimentado os fãs no caminho até ao ringue. Já o seu adversário nem se mostra nada descontente com o sorteio. Orzan sobe ao ringue e olha Henrique com ar sério. Henrique também se mostra sério agora.

Beja: É agora! Primeiro combate da noite, já há árbitro no ringue.

Jorge Mesquita é o oficial designado para a contenda.
Mesquita fiscaliza os dois oponentes no primeiro combate desta noite, nenhum apresenta qualquer objecto estranho às regras. Tudo começa com uma chave de braços no centro do ringue. Orzan vai empurrando Coelho, mostrando o seu poder físico, Coelho torce o braço direito de Orzan e puxa-o de novo para o meio do ringue. Pontapé na zona abdominal por parte de Orzan, Coelho aumenta a pressão mas outro pontapé faz o açoriano largar a manobra. Dropkick de Orzan que depois se queixa um pouco do braço, Coelho não cai mas é apanhado por um Bulldog. Cover rápido mas Coelho safa-se ao 1. Não serão favas contadas.

Orzan levanta-se mas depressa parte para cima do açoriano com Mounted Punches, porém Coelho contra-ataca com um Armbar rápido mas muito perto da corda. Não faz mossa. O árbitro ordena que Coelho se afaste. Este cumpre a ordem mas rapidamente corre para uma Clothesline. Orzan apanha-o e tenta um Belly to Belly Suplex para fora do ringue, Coelho agarra-se às cordas e é ele que aplica um Belly to Belly, mas bem dentro do ringue, Orzan levanta-se e corre… Exploder Suplex por parte de Coelho, segue-se um German, grande sequência pelo ex-campeão. 1…2… mas Orzan escapa antes do três. Resiliente.

Henrique Coelho tenta levantar Orzan mas este aplica-lhe um murro potente, segue-se um High Kick que derruba Coelho ao chão. Mounted Punches, agora sim mas Coelho consegue escapar ao fim de algum tempo aplicando cotoveladas no braço direito de Orzan. Coelho tem um foco para este combate. Coelho pontapeia o braço de Orzan, segue-se um Neckbreaker e transacção para Dragon Sleeper, com pressão no braço. Orzan queixa-se mas não desiste. Cotoveladas no abdómen de Coelho, segue-se um Chokeslam Backbreaker. Excelente demonstração de força. Orzan repõe energia na corda, Coelho tenta-se levantar e Orzan vai para o Enziguri mas o açoriano baixa a cabeça. Os dois depressa se levantam. Orzan tenta uma Clothesline mas Coelho surpreende com o Voo do Açor. Jumping Armbar preso, Orzan está no chão, o público aplaude a sequência. Orzan não quer desistir, a corda não está longe mas Coelho aplica pressão.

Toca Tiptoe Through The Tulips, tema de Verme... Isso distrai Henrique Coelho que larga Orzan e fica procurando o seu rival... Mas olha só! Roll-up rápido de Orzan sobre Coelho! 1-2-3! Orzan vence!


Raquel Jacob: Senhoras e senhores, o vencedor deste combate, Mike Orzan.

Luís: Que vacilo do Coelho, mas tudo foi culpa do Verme! Ele ajudou Orzan a vencer!

Beja: Viste o Verme? Foi apenas sua música que tocou, por isso não pode ser considerada uma interferência, contudo concordo, o combate seria mais bonito sem isto.

Luís: Injustiça foi o que aconteceu aqui hoje, Henrique foi roubado!

Beja: Henrique deu chance ao azar e não pode distrair-se no combate!

Henrique Coelho partiu para cima de Orzan e começou a aplicar o seu Jumping Armbar mais uma vez, a manobra está muito bem encaixada e Orzan urra de dor. Vários oficiais tentam tirar o Henrique Coelho que insiste em não largar o Orzan. Depois de muito esforço, conseguem separar os dois lutadores e Orzan sai do ringue levando a mão no seu braço direito. Henrique pede para se afastarem dele, pois ele tem algo a dizer.

Luís: Vamos ouvir o que o Henrique tem a dizer.

Henrique: Isso mesmo, levem essa nisca de gente daqui para fora!

BUUUUUUUUUU

Henrique: Tudo isto… tudo isto, público… foi causado por mim… Henrique Coelho! Hoje foi assim, e quando finalmente tiver o meu combate com um individuo escuro e sádico, falo de Verme, pois claro… quando o enfrentar. Não vai ser diferente!

BUUUUUUUUUUUU

Beja: Qual o objectivo deste rapaz? Não está já contente com o estrago que fez. Isto é de loucos.

Henrique: A próxima vítima… a próxima vítima serás tu, Verme! Aí, aí vais-te arrepender do ataque cobarde da semana passada e vais te arrepender por ter me custado esse combate também. Aí Verme, na altura em que me quiseres enfrentar, como homem… ou bicho que és… nessa altura vais sofrer e o Açor vai voar por cima de ti.

Henrique deixa cair o microfone e abandona o ringue, caminhando para os bastidores ao som de alguns apupos. A imagem desvanece.

*****

avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 34# (RTP2) - (03/12/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 04 Dez 2013, 07:44

Após o primeiro intervalo da noite, a câmara volta a focar Augusto Lousada, no stage, com a já habitual tômbola e com o já habitual Eduardo Santos.

Lousada: Estamos de volta. Prontos para o sorteio?

O supervisor geral procurava um “SIM” como resposta mas do pavilhão só recebeu apupos e assobios.

Luís: Que falta de respeito!

Beja: Shiu! Sossega.

Lousada: Enfim… Eduardo, por favor… roda a tômbola.

Eduardo Santos faz girar a tômbola. Lousada retira uma bola e um papel e torce o nariz ao ver o resultado.

Lousada: Senhoras e senhores… Rob Este

*Toca Horns Up, tema de Rob Este*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota. A caminho do ringue, vindo da cidade da Nazaré, pesando 102 quilos… “o Justiceiro” Rob Este!

YEEEEEEEEEEEEEEEEAH

Beja: Ouve o público, Luís, eles estão eufóricos com a nova aparição do cowboy.

Luís: E aparentemente trouxe os novos amigos com ele… e continua a vir torto.

Beja: Não digas disparates.

Rob Este caminha até ao ringue com Vinicius à esquerda, Yuri à direita e uma cerveja na mão. Foi possível observar uma troca de olhares entre o brasileiro Vinícius e Augusto Lousada.

Beja: Vamos voltar a ver Rob Este em acção. Lembras-te da última vez que isso aconteceu? Vitória perante Alberto Valente num… belo combate, sem dúvida!

Luís: Agora se calhar a sorte dele não é a mesma. Não me parece muito sóbrio.

Rob Este entra no ringue e aproxima-se de um dos cantos, sentando-se no chão, Yuri e Vinícius fora do ringue também estão perto do canto e vão falando algo com Rob Este. Votos de boa sorte talvez.

Lousada: Vamos continuar. Quem será o adversário de Rob Este? Vamos já saber… Eduardo!

Eduardo Santos roda novamente a tômbola. Lousada tira outra bola e olha o seu conteúdo, mordendo o dedo para conter o riso. Parece que a sorte não foi amiga do Justiceiro, que olha Lousada com ar sério enquanto dá um último gole na cerveja.

Lousada: O décimo segundo participante do torneio… Shotgun Eddy!

*Toca To Hell And Back, tema de Shotgun Eddy*

Raquel Jacob: E o seu adversário, vindo de Carson City, Estados Unidos, pesando 76 quilos… “The Craziest Thing Ever” Shotgun Eddy!

BUUUUUUUUUUU

Luís: Eu vou gostar disto, Beja!

Beja: Porque dizes isso? Há que lembrar o poderio físico de Rob Este, comparado com o de Eddy.

Luís: Sim, mas o Eddy já provou que sabe fazer estrago. Lembras-te da última vez que o vimos? Vanguarda 31# contra Yuri Petrov, o homem que está hoje a acompanhar Rob Este. Ele lembra-se certamente.

Beja: Tens razão, mas não podemos esquecer que isso foi com um líquido verde, que o desqualificou. Não se ganha nada ao ser desqualificado.

Luís: Tenho a certeza que o Eddy consegue vencer qualquer adversário, se quiser, claro.

Rob Este já está de pé, Yuri Petrov mantém-se focado em Shotgun Eddy, bem como Vinícius, porém este mostra-se menos sério à chegada de Eddy que se mostra irreverente e com um sorriso quase doentio no rosto. Este entra no ringue e fixa o olhar mais em Petrov que em Rob Este. Eddy despe o casaco, coloca-o no bordo do ringue e prepara-se para o combate.

David Peralta, o árbitro disponibilizado para o combate passa revista a ambos os lutadores. Nada é encontrado e soa a campainha.
Chave de braços ganha por Rob Este com facilidade, que empurra Eddy. Este levanta-se rapidamente e parte para cima de Este com um Spear seguido por uma combinação de socos que mantém Este no chão. Knee Trembler rápido quando Rob se tenta levantar. Cover rápida mas Este safa-se antes do 2.

Eddy levanta Rob e coloca-o encostado ao canto. Seguem-se algumas Chops mas Este vira o jogo. Chops de Rob Este que puxa Eddy para uma Clothesline, potente. Elbow Drop de Rob Este, Shotgun levanta-se, Este tenta o Bulldog mas Eddy empurra-o contra o canto. No rebound Eddy faz um Sitout Jawbreaker. Eddy corre para a corda mas Este segue-o e esmaga-o contra o canto, Shotgun é virado por Este… Belly To Belly Suplex. Bulldog agora sim. 1…2… mas Eddy tinha a mão na corda.

Rob Este vai para levantar Eddy que o puxa contra a segunda turnbuckle. Shotgun levanta Rob Este e após alguns socos sobe ao canto, vem aí um Frankensteiner… potente! Shotgun volta a ir ao ar… vem aí: Swanton Bomb mas Rob Este desvia-se do caminho. Este leva algum tempo e os dois levantam-se ao mesmo tempo: Running High Knee por parte do Justiceiro. Rob levanta Eddy para um Spinning Crucifix Toss mas Eddy escapa-se perto do canto e retira a protecção de um dos cantos. Low Dropkick em Rob Este. O ábitro vai colocar a protecção no seu lugar, dando tempo a Shotgun Eddy para ir ao casaco. Do casaco ele tira alguma coisa, o árbitro não viu mas foi avisado por Vinícius Nunes e Yuri Petrov. Shotgun já tinha algo na boca. David Peralta manda soar a campainha e Eddy cospe-lhe um líquido verde em cima.


Beja: Já vimos isto antes, Luís! Desqualificação para Eddy.

Luís: Questiono-me… será que o Eddy tencionava usar o líquido? Não seria só porque… sei lá…

Beja: Isso faz algum sentido? Paramédicos por favor, temos um oficial no chão!

Raquel Jacob: E o vencedor deste combate, por via de desqualificação… Rob Este!

Yuri Petrov e Vinícius Nunes sobem ao ringue, Rob Este levanta-se e Shotgun Eddy sai do ringue.

Beja: Isto era escusado. Não poderia o Eddy ter cumprido as regras?

Luís: Não poderia o árbitro só o ter desqualificado se ele eventualmente usasse o líquido?

Beja: Claro que ele ia usar o líquido, já o fez antes.

Vinícius e Rob Este verificam a condição do oficial, David Peralta enquanto os paramédicos chegam ao local. Já Yuri está mais preocupado propriamente com Eddy, confrontando-o do ringue enquanto este se desvia do ringue com um sorriso de contentamento meio sádico.

Beja: Bom, já conhecemos um outro combate para a Vanguarda 36#, daqui a duas semanas: Mike Orzan defronta Rob Este, pela primeira vez.

A imagem desvanece.

*****

A imagem foca Aníbal Fragas, o lutador, que outrora foi uma das promessas do futebol nacional. O mesmo encontra-se num carro, onde uma pequena chuva se abate. No canto inferior direito da imagem podemos ler “Gravado durante a tarde de hoje”.

Aníbal Fragas: Quero começar por agradecer ao lutador Daniel Lobo.

Aníbal faz uma pequena pausa, o mesmo é quem comanda a imagem, mas rapidamente aponta para fora do carro onde vemos duas pessoas encostadas ao mesmo.

Aníbal: Ali se encontram os homens de Lousada, que me perseguem nesta “aventura” digamos assim. Ficou delineado que seria obrigado a fazer este vídeo, mas consegui escapar do papel que tinha de ler. Ainda são alguns contra o tabaco?

Os homens lá fora fumam, como se pode ver na imagem, enquanto Aníbal continua a falar.

Aníbal: Enquanto estou aqui sozinho posso dizer de forma simples e crua que o Lobo salvou-me do torneio. Eu não queria entrar e assim sendo foi um favor que ele me fez, apesar de todas as diferenças que tenho com ele.

A imagem volta a focar o lutador.

Aníbal: A conclusão é simples. Afinal eu e o Lobo não somos assim tão diferentes, mesmo que o seu amiguinho lhe diga que somos… portanto ele que pense sobre o assunto e me diga algo, enquanto os outros se fantasiam atrás de um título que o Lousada simplesmente pode colocar em quem quiser, mas para retirar o fardo da minha pessoa… já não é meu!

Ele desvia a imagem, que fica a gravar um pouco em cima do banco de passageiros até desvanecer.

*****

E após uma curta pausa, a emissão volta ao stage. Augusto Lousada está uma vez mais com Eduardo Santos junto da tômbola que já vai sendo presença habitual na VLL nas últimas duas semanas.

Lousada: Bom… ainda agora terminou o segundo combate e já vamos para a terceira contenda da noite. Metade dos participantes já foram sorteados. Quem será o próximo? Eduardo?

A tômbola gira pela décima terceira vez no geral, quinta vez hoje. Lousada tira um papel que o deixa surpreendido com o lutador tirado, porém solta um riso irónico.

Lousada: Outro lutador da Associação Nacional de Wrestling… Camaleão.

*Toca Zelig, tema de Camaleão*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota. A caminho do ringue, vindo de local desconhecido, pesando 95 quilos… Camaleão!

YEEEEEEEEEAH

Luís: Oh por favor, este gajo?

Beja: Muito querido do público que já o conhece da ANW. Resta saber se isso pode chegar para surpreender e avançar para a fase seguinte.

[b]Luís:
Estás a falar a sério!? Olha para este pokemon… ainda por cima não tem respeito por ninguém, imita toda a gente. Olha para ele hoje.

Beja: Hoje é o Lutador Mascarado que ele está a imitar, à risca, mas mais sorridente, claro.

Camaleão vai cumprimentando as pessoas no caminho para o ringue. Hoje traz consigo uma máscara diferente da do costume, trata-se da do Lutador Mascarado. Também o casaco do mesmo é ostentado por Camaleão. No ringue sobe ao canto e de lá salta puxando pelo público e retira a máscara, por baixo da qual está a máscara do costume pois claro. Camaleão despe o casaco e dá-o ao timekeeper. Vai puxando pelo público esperando o adversário.

No stage, Eduardo Santos já vai rodando a tômbola. Lousada retira novamente uma bola. Lê o seu conteúdo e ri para Camaleão.


Lousada: Não podias ter escolhido melhor disfarce… Darren Keane!

*Toca I Wear My Skin, tema de Darren Keane*

Raquel Jacob: E o seu adversário, vindo de Belfast, Irlanda do Norte, pesando 119 quilos… “The Son Of Violence”, Darren Keane!

BUUUUUUUUUU

Beja: Isto não está famoso para o Camaleão. Neste momento o rapaz é a coisa mais parecida com o mascarado que pode haver.

Luís: Falta o talento que o Mascarado mostrou ter na semana passada, de resto…

Beja: O Camaleão está neste ringue por alguma coisa… na VLL só são aceites os melhores.

Luís: O que interessa é que o Keane quer vingança à muito do Mascarado e enquanto essa não chega, vai ter de se contentar com o Camaleão.

Darren Keane vem sozinho até ao ringue, Scott foi vítima de um ataque recentemente e não pode estar com ele. A Harley hoje ficou em casa. Keane sobe ao ringue, despe o seu casaco de cabedal e entrega-o ao timekeeper. Sempre olhando para Camaleão que vai dando pulos e aquecendo.

Adelaide Rodrigues é a oficial do combate.
Após a vistoria da árbitra o combate começa bem rápido com Keane a partir para cima logo ao início com alguns socos que encostam Camaleão às cordas. Irish Whip e Big Boot forte em Camaleão. Keane vai às cordas e ataca o adversário com um Knee Drop. O norte-irlandês levanta Camaleão e atira-o ao canto. Vai para uma Clothesline com ímpeto mas o “Mascarado” desvia-se… Enziguri em Darren Keane. Camaleão executa um Snap DDT, manobra executada pelo lutador que hoje imita. Cover mas Keane safa-se antes do 1. Esta manobra só o enfureceu.

Keane vai para se levantar mas Camaleão tem outros planos, vai para o Scissors Kick, mas Keane para-o com um Uppercut com autoridade. Darren levanta-o para um Elevated Powerbomb que teve a aprovação de Luís Barreira. Keane aperta os maxilares de Camaleão e grita-lhe uma mensagem. Pareceu: “Respect me, asshole!”. Brawl Slam! Vertical Side Slam Suplex por parte de Darren Keane. Está tudo acabado. 1…2…3. Nunca na vida Camaleão se levantava disto.


Raquel Jacob: E o vencedor deste combate… “The Son of Violence”… Darren Keane!

Luís: Vitória sem espinhas. Eu não disse? Alguma vez este tipo conseguia fazer frente ao Keane? Nem por sombras.

Beja: Bom, tenho que concordar contigo, foi sem espinhas mesmo. E o facto de o Camaleão ter vindo feito Mascarado só o enterrou ainda mais. Mas também isto era de mais. O que é que o Keane vai fazer.

Luís: Se bem o conheço, abraça-lo não é de certeza.

Darren Keane levanta Camaleão novamente para outro Brawl Slam! Ouch! Virou-o do avesso. Camaleão não pode estar bem.

Beja: Portentoso, porém escusado, por parte de Darren Keane.

Luís: Um gajo que quer ser lutador tem de se sujeitar a isto. Talvez ele devesse ter ficado mais um tempo na ANW.

Beja: Fala a voz da experiência, pois então…

Keane abandona o ringue, abstraindo-se completamente do público. Já Camaleão é assistido no ringue por Adelaide Rodrigues. A imagem desvanece.

*****

avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 34# (RTP2) - (03/12/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 04 Dez 2013, 07:45

Vemos a afiliação DeLuxe no balneário pessoal. Todos os membros, excluindo Lucas Brandão, encontram-se no balneário. Michel-Baptiste Bangalter encontra-se bastante agitado, enquanto Sebastião, num canto sentado numa cadeira de aço vê algumas coisas no telemóvel em voz alto.

O mesmo é interrompido por Arsénio Fuínha.


Arsénio Fuínha: Já vos disse que esta equipa não vai dar em nada.

Sebastião Fonseca: Eu também acho.

Bangalter para por alguns segundos e olha para Arsénio.

Michel-Baptiste Bangalter: Achas mesmo? Não percebes que outrora os homens já estiveram nesta posição? O Vinícius faz sempre esta. Já no tempo da ADW foi igual.

Eustass Kid: Temos é de nos preocupar em partir cabeças, como eu fiz na semana passada!

Sebastião levanta-se.

Sebastião: Eu compreendo a tua visão Bangalter, mas eles no passado falharam, não vai ser agora que vão conseguir e não esquecer que em número continuam a ser menos do que nós.

Bangalter: Isto só pode ser coisa do Lousada, ele deve estar por trás disto.

Sebastião: Não vamos pensar nessas teorias da conspiração.

Eustass começa a rir-se e coloca-se pelo meio.

Eustass: O Lousada anda armado em Vince Russo é? Ou será que simplesmente anda nas drogas? Se é ele que ta metido nisso o meu primo depois acaba com ele!

Bangalter: Eustass podes deixar-te de palhaçadas por um segundo? Este assunto é bem importante, os DeLuxe estão em jogo aqui.

Arsénio: Calma, eu já disse que não acho isto nada de especial. Eu ocupo-me do Yuri já vos falei.

Eustass e Bangalter fazem um confronto visual, até que Sebastião se coloca no meio de ambos.

Sebastião: Não vamos cair na tentação de fazer algo que mais tarde a equipa se arrependa.

Delmar levanta-se do banco onde estava e olha para Eustass intimidando-o. O mesmo deixa de olhar para Bangalter e vai-se sentar juntamente com Delmar.

Bangalter: Eu não quero conflitos com ninguém aqui. Desculpa Kid.

Eustass: Eu também peço desculpas.

Bangalter: Talvez eu esteja a exagerar, mas isto pode ser perigoso. Não podem negar isso.

Arsénio: Perigoso porquê? O Rob fez o que na vida? Venceu o Valente? Ui que perigo. O Yuri eu trato dele, tu tratas do Vinícius. Nem é preciso usar a outra metade da força que temos na nossa equipa. Somos invencíveis por estes lados!

Sebastião: É nisto que temos de acreditar.

Bangalter senta-se.

Bangalter: Vou acreditar em ti Arsénio. Vou chegar ao dia 22 de Dezembro, vou estar na final e vou ser o campeão Supremo, quer o Lousada queira quer ele não queira… Já o Vinícius? Vai pagar por se estar a meter com quem não deve!

A imagem desvanece.

*****

A imagem volta, uma vez mais ao ringue, neste caso foca Beja e Barreira. Luís tem um iPad nas mãos.

Beja: Estamos a entrar na reta final desta emissão da Vanguarda, falta apenas um combate, caros telespectadores que nos seguem, quer na RTP quer no Luxemburgo. Tem sido uma Vanguarda com novidades e certamente que os fãs já se fizeram ouvir.

Luís: É verdade, Diogo! Aqui no twitter por exemplo, já temos alusões à nova aliança de Vinícius Nunes, Yuri Petrov e Rob Este. Vejamos:

“@Cfreitas13 oops, parece que os deluxe têm agora concorrência. Let’s go Dream Team. Fora com eles. #VLL”

Luís: Um tweet com o qual não podia discordar mais. Beja!

Beja: Como estamos perto do Natal, lemos aqui um tweet do “Rei Mago”. Este alusivo à situação do Mascarado.

“@Magodeportimão ainda me pergunto quem será o Mascarado. Não é o Tyler, já percebemos, mas quem será? O Camaleão também não é mas pagou caro uma gracinha #VLL”

Luís: Continuo a achar que é o Vinícius. É o principal suspeito, Beja!

Beja: Eu não sei, mas o Vinícius tenho quase a certeza que não é.

Luís: Quase…

*Toca a música da Vanguarda*

Beja: Olha só Luís… está quase! Vem aí o último combate da noite. Quem serão os sorteados?

Luís: Não me perguntes a mim, não sou vidente, mas gostava.

Lousada: Muito bem caro público… vamos dar início ao último combate da noite, não vale a pena perder tempo. Eduardo?

A tômbola é rodada uma vez mais por Eduardo Santos. Augusto Lousada retira uma bola e lê o papel. Uma cara nada infeliz é feita pelo supervisor geral, contudo, a sua expressão não é muito alegre.

Lousada: Senhoras e senhores… Moore SD!

*Toca American Bad Ass (instrumental), tema de Moore SD*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota. A caminho do ringue, vindo de Detroit, Estados Unidos e pesando 97 quilos… o “Rock City Agression”, Moore SD!

YEEEEEEEEEEEAH

Luís: Reação mista para Moore SD.

Beja: Contudo são os gritos de apoio os que mais se ouvem. O público parece ter escolhido o seu favorito para este combate, pelo menos até conhecer o adversário.

Luís: Lembro que o Caim ainda não foi sorteado, e o Moore tem tido algumas desavenças com ele. Seria interessante um confronto entre os dois.

Beja: Não é provável que aconteça. Possível sim mas não apostaria num confronto entre ambos.

Luís: É engraçado ver o respeito do Moore ao Lousada. Ao menos isso. Quem é o novo amigo?

Moore entra confiante com Miguel e, ainda que apoiado pelo público, mostra-se arrogante na ida para o ringue. Antes cumprimenta Lousada e Eduardo Santos. Já no ringue Moore vai aquecendo os punhos olhando para o stage.

Lousada: Muito bem, prossigamos ao sorteio do adversário de Moore SD para esta noite.

Eduardo Santos gira novamente a tômbola, pela última vez esta noite. Lousada tira um papel e mostra-se surpreendido.

Lousada: Ui! Preparem-se para isto… Caim Ezequiel!

*Toca Invasion, tema de Caim*

Luís: Isto agora é que vai descambar. Eu bem te disse que isto era possível, Beja! Devíamos ter apostado alguma coisa.

Beja: Possível era, provável é que não, e Caim não perde tempo.

Caim Ezequiel nem espera pela introdução e corre para o ringue, seguido por Micael Isaías. Caim deita Moore ao chão com uma Clothesline, ficando depois a olhar para Miguel, o seu ex-discípulo, chamando inclusive de traidor. Caim tencionava atacar Moore de novo mas ambos são separados por Marcos Mendes.

Beja: Vamos ter um combate aceso, sem dúvidas.

Marcos Mendes revista ambos os participantes e manda soar a campainha.
Moore e Caim partem um para cima do outro com socos, prendendo depois uma chave de braços, que é vencida por Caim, que ri quando Moore chega ao chão. Moore pareceu facilitar e levanta-se rapidamente, partindo para cima de Caim para delírio dos fãs com cotoveladas. Caim entra no jogo e os dois trocam agressões no centro do ringue até Moore voltar a ter vantagem com um DDT. Caim levanta-se e é apanhado… Suplex, dois Suplexes e Moore tenta o terceiro mas Caim dá uma cotovelada em Moore. Moore corre para Caim mas é apanhado num Spinebuster. Cover rápida de Caim que só chega ao 1.

Caim prepara um Superkick mas Moore sai para fora do ringue por baixo das cordas. Caim segue-o e persegue-o até Moore entrar no ringue. Caim corre até ser apanhado por um Tilt-a-Whirl Backbreaker. Moore tenta agora um Dragon Suplex mas Caim contra ataca, passa para trás e aplica um German, dois Germans e vai para o terceiro mas Moore faz o mesmo movimento e aplica um Dragon Suplex, agora sim. 1… mas Caim mostra-se resiliente também. Moore sobe à corda: Crossbody mas Caim consegue dar a volta por cima e pega em Moore… Scoop Slam. Caim sobe ao canto e tenta um Double Axe Handle mas Moore apanha o braço, tenta prender o Golden Key mas Caim agarra-se à corda. O árbitro manda largar.

Moore vai agarrar em Caim mas Caim aplica um Superkick antes que isso pudesse acontecer. Caim tenta agora um Backstabber mas Moore estica o braço, chega à corda e livra-se do israelita. Rolling Elbow, seguido por um Standing Code Blue de Moore SD! Cover… 1…2… mas Micael Isaías tenta atacar Moore, o árbitro apanha-o impedindo-o e Miguel entra no ringue: Clothesline a Isaías para fora do ringue. Miguel foca-se agora em Caim mas o árbitro impede-o de fazer alguma coisa. Moore também ajuda, dizendo que não quer a intervenção de Miguel.

Caim Ezequiel levanta-se e troca socos com Moore, Moore aproveita a distracção do árbitro para aplicar um pontapé nas partes baixas de Caim. Um “boo” é audível vindo do público mas Moore não se importa: The Muppet Show! Suplex Double Knee Backbreaker, o finisher de Moore SD. Miguel avisa o árbitro para contar. 1…2…3! Moore ganha a Caim e avança no torneio.


Luís: Vitória de Moore SD num grande combate!

Beja: Ele usou um Low Blow, vais negar?

Luis: Não nego não, mas o Moore é daqueles que diz que o que importa é vencer. Se não puder ser limpo, que seja assim.

Beja: Verdade, nunca escondeu essa sua faceta mas uma vitória justa era mais bonita. Digo eu, ou não?

Luís: Mas o wrestling não é para ser bonito! Podia haver um Low Blow do Caim, também, não me admirava.

Beja: Nem eu. Mas não aconteceu. Por um lado, o Moore queria acabar com a obsessão do Caim, não sei se isso vai acontecer, mas certamente que o Caim não se esquece da derrota.

No ringue Moore SD tem a sua mão levantada por Marcos Mendes e por Miguel, enquanto que Micael Isaías leva Caim pelo braço enquanto o mesmo ainda se queixa do Low Blow, subindo a rampa.

Luís: Bom, caros espectadores, daqui é tudo. Fica para a história esta edição da Vanguarda.

Beja: Não percam para a semana, a continuação do torneio, e daqui a duas emissões, a ronda de 12, já com quatro combates feitos, incluindo Rob Este vs. Mike Orzan, e agora: Darren Keane vs. Moore SD! Até lá.

A imagem desvanece com Miguel e Moore, este último satisfeito pela vitória a ferros, no ringue, a comemorar.
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 34# (RTP2) - (03/12/13)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum