VANGUARDA 32# (RTP2) - (19/11/13)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

VANGUARDA 32# (RTP2) - (19/11/13)

Mensagem por vlladmin em Qui 14 Nov 2013, 07:57


PAVILHÃO DA VANGUARDA DA LUTA LIVRE, LISBOA

COMBATE PRINCIPAL DA NOITE

DIOGO LOURENÇO (c) vs. YURI PETROV - ÚLTIMA CHANCE PARA PETROV


*****

VINÍCIUS NUNES vs. DARREN KEANE
ANÍBAL FRAGAS & DANIEL LOBO vs. DELMAR BENTO & EUSTASS KID
GABRIEL MARTINS vs. CRAZY MAN
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 32# (RTP2) - (19/11/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 20 Nov 2013, 05:28

Um homem bem trajado, de fato, e um sorriso meio sadístico encosta-se contra umas caixas no backstage enquanto os trabalhadores entram a carregar ainda apetrechos da VLL. Senta-se sobre uma caixa ajustando o seu fato enquanto olha para o lado, a câmera acompanha o seu olhar, para a esquerda, Verme encontra-se de cabeça baixa fazendo o que parece ser contar os seus dedos, e dizendo algo num tom de voz quase inaudível. O homem vira-se então para a câmera ainda com o sorriso no seu rosto.

Liechenstein: Como alguns já sabem, o meu nome é Frederico Liechenstein, e eu sou o homem que tem acompanhado o Verme desde quase o inicio. Tal como o meu companheiro e vosso antigo lutador Lasombra. Pode-se dizer que eu ajudo o Verme com a sua personalidade, sendo quase uma voz da razão, enquanto o Lasombra lhe melhora a condição física, condição essa que já é quase sobrenatural.

Liechenstein inclina-se para o lado esquerdo dando uma pancada de leve no ombro de Verme antes de colocar as mãos nos bolsos e ao que parece cheirar o ar à sua volta.

Liechenstein: Um dos vossos lutadores cometeu um erro, erro esse que foi desafiar o meu protegido, erro esse que foi atacá-lo pelas costas como um mero fraco, de carne e osso fraca. Saberá ele que a carne rasga-se e o osso parte-se? Saberá ele que a fúria do Verme é superior ao orgulho dele? Saberá ele?

Verme levanta a sua cabeça lentamente, os olhos que não são nada mais que dois buracos escuros na máscara fitam a imagem enquanto o mesmo esfrega uma mão na outra parecendo-se satisfeito com o que lhe passa pela cabeça. Começa então a assobiar bem baixo o trítono infernal e Liechenstein ri-se friamente.

Liechenstein: Henrique Coelho, podes treinar à vontade, aumentar o teu repertório de movimentos, aumentar a tua capacidade defensiva. Mas por mais que treines, por mais que sues, por mais que sangres, nunca, NUNCA!

Liechenstein volta a rir-se friamente.

Liechenstein: Chegarás ao nível do Verme, porque tu não passas de um humano como qualquer outro, e à tua frente tens uma obra de arte criada nos poços mais profundos, um exímio exemplo daquilo que é a evolução do guerreiro. E o medo, esse tu não fazes desaparecer com os teus treinos, e tu vais ver o medo em primeira pessoa, e senti-lo à flor da pele. Espero que gostem do programa, e tenham uma boa noite.

As últimas palavras são carregadas de falsa caridade e o mesmo começa a assobiar ao mesmo tempo que Verme enquanto uma música fria ecoa por trás deles, como se enchesse o corredor.

*****

Um vídeo com breves minutos é emitido. Este tem um pequeno resumo do que aconteceu na edição anterior da Vanguarda, a trinta e um. Começa com a vitória clara do francês: Michel-Baptiste Bangalter sobre Mike Orzan, passando a mostrar em seguida a entrada surpresa de Shotgun Eddy, bem como o final do combate do mesmo com os paramédicos a socorrer Yuri Petrov.
De seguida em câmara mostra-se o ataque de Henrique Coelho a Verme, bem como o ataque de Moore SD a Caim Ezequiel, dando a vitória ao duo de Marcos Santos e Phillip Hunt. Por fim, a saída de Bangalter da arena antes do fim do evento e a vitória de Rob Este sobre Alberto Valente num combate de jaula completaram o vídeo.


Fogo de artifício no pavilhão da Vanguarda da Luta Livre. Assim abre esta edição da Vanguarda na RTP2 para delírio do público que se faz ouvir bem alto neste último evento antes do torneio pelo título Supremo.


Luís Barreira: Muito boa noite a quem nos vê pela RTP2 e também a quem nos segue directamente do Luxemburgo. Como é hábito às terças-feiras estamos em direto no vosso televisor. Comigo tenho Diogo Beja. Diogo?

Diogo Beja: Uma muito boa noite a quem nos segue na televisão e também a quem está hoje presente aqui no pavilhão da VLL. Hoje teremos quatro combates, incluindo o maior desafio de Darren Keane desde que chegou à VLL: Vinícius Nunes! Os dois estarão no mesmo ringue um contra o outro.

Luís Barreira: E impossível de esquecer, a última chance para Yuri Petrov pelo título da Vanguarda. Depois do que aconteceu na Vanguarda 30#, o russo quer-se vingar e conquistar o título de uma vez por todas. Mas Diogo Lourenço não deixará isso acontecer, espero eu.

Diogo Beja: Podias era deixar o teu fanatismo de lado por um segundo e seres profissional…

*Toca a música da Vanguarda*

Luís: Não havia melhor maneira de começar esta Vanguarda #32 do que com o supervisor geral do povo, Augusto Lousada. Com o torneio à porta, será isso que ele vem ao ringue abordar?

Beja: Não sei, mas traz consigo Eduardo Santos e o público não parece muito satisfeito por ver o supervisor geral no ringue, ao contrário de ti.

Luís: Oh, os fãs têm mais é de se habituar. Vão ver o Augusto todas as terças feiras na RTP2 durante a transmissão da Vanguarda e deviam de o respeitar mais que a si próprios.

Beja: Não estás a ser um bocado extremista?

Augusto Lousada sobe ao ringue, juntamente com Eduardo Santos e pede um microfone.

Augusto Lousada: Boa noite, público da Vanguarda! Tudo bem?

[color=red]Ouvem-se alguns apupos dos fãs.

[b]Augusto Lousada:
Não posso dizer que esteja feliz com essa reacção, ainda assim tenho uma coisa para vos anunciar. Venho explicar-vos como se vai desenrolar o torneio pelo título a começar já para a semana.

Luís: E oxalá o campeão seja melhor que o antigo.

Beja: Enfim…

Lousada: Bom! É o seguinte: a primeira ronda contará com nada mais nada menos que 12 combates, espalhados por três Vanguardas. Avança-se então para a ronda de 12, a ter lugar na Vanguarda 36#. Finalmente, no Poder Popular, a 22 de Dezembro teremos não só as meias-finais como a final, um combate ameaça tripla com estipulação a ser escolhida por vós para coroar um novo campeão Supremo.

O público mostra-se receptivo à explicação do torneio por parte do supervisor geral.

Beja: E está explicado o torneio, parece-me interessante, sem dúvida e daqui a pouco mais de um mês a VLL coroará um novo campeão no evento especial.

Luís: Excelente. O nosso supervisor geral realmente é um génio. Agora deixa ouvir.

Lousada: Finalmente, anuncio que, como é óbvio para não haver qualquer tipo de crítica, o sorteio da primeira ronda será feito à frente de todos vós no início de cada uma das três Vanguardas que acolhem a primeira ronda.

Luís: Como é óbvio, Lousada a mostrar-se imparcial, como sempre foi.

Beja: Isso eu posso contestar, não é verdade. Ainda assim acho uma boa decisão a de fazer sorteios às claras.

A câmara foca Augusto Lousada e Eduardo Santos que abandonam o ringue, até desvanecer a imagem.

*****

A imagem foca Daniel Lobo, uma das novas contratações da Vanguarda da Luta Livre, a fazer flexões num dos corredores de acesso ao corredor principal, que por sua vez dá para o stage da VLL. O mesmo encontra-se com uma camisola cava preta e com o resto do seu equipamento já posto.

Aníbal Fragas: Olha se não é ele…

Aníbal Fragas, o seu parceiro desta noite, aproxima-se a passos lentos do mesmo.

Daniel Lobo: Deixa-me em paz Fragas, não quero me chatear contigo agora. Depois resolvemos os nosso problemas, por enquanto ignoro a tua pessoa.

Fragas: Fazes bem, estou é admirado de não estares com o teu amiguinho…

Aníbal encosta-se a um caixote que estava na zona. Lobo levanta-se.

Lobo: O que é que queres mesmo? Provocar-me? Isto é algo vindo do Lousada? Mostra lá os teus braços, onde escreveste o guião que ele te mandou? Decoraste tudo foi?

Ambos ficam de nariz encostado, enquanto Aníbal puxa as mangas para cima e mostra os braços limpos.

Lobo: Até mais.

Luís: Parece-me que estes dois vão chocar mais que o Pinto da Costa e o Luís Filipe Vieira.

Beja: É verdade, certamente que os DeLuxe partem em vantagem para este combate por serem mais unidos, mas é esperar para ver.

Luís: Este Lobo mete-me nojo. Armado em salvador da pátria.

Daniel Lobo pega no seu telemóvel, que se encontrava no chão e caminha em direção oposto a que Aníbal chegou. O antigo jogador de futebol abana a cabeça em sinal negativo enquanto a imagem desvanece.

*****

*Toca Ghost Town, tema de Gabriel Martins*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota. A caminho do ringue, de Guimarães, com 87 quilos… Gabriel Martins!

Luís: Sabes, eu gosto deste gajo. Vi o vídeo dele para o youtube da VLL e parece-me um tipo com atitude que tem tudo para marcar a diferença na VLL.

Beja: Espero que tenha sucesso sim, mas para isso terá que começar já hoje. Mas ele que não seja assim sempre tão convencido.

*Toca Fade To Nothing, tema de Crazy Man*

Raquel Jacob: E o seu adversário, de Almada, com 85 quilos… Crazy Man!

YEAAAAAAAAH!

Luís: Já este… olha-me isto! Parece-te um tipo normal? Parece-te um homem capaz de fazer sucesso na Vanguarda da Luta Livre?

Beja: Tudo é possível… toma mas é atenção ao que se vai seguir.

Crazy Man entra no ringue e senta-se ao seu canto a balançar a cabeça para a frente e para trás enquanto Gabriel Martins o observa e questiona a sanidade mental do mesmo.


Adelaide Rodrigues é a oficial designada para este combate e a mesma revista primeiro Gabriel, depois Crazy Man, com Martins a partir para a ofensiva com uma Running Knee Strike na zona abdominal do adversário, atirando-o ao seu canto mal Adelaide manda soar a campainha. Seguem-se alguns socos em Crazy Man no canto e depois um DDT.

Gabriel Martins levanta os braços para o público que o assobia. Crazy Man levanta-se determinado a inverter o ímpeto para si com alguns murros, vai às cordas para uma Lariat mas Martins apanha-o num Sleeper Hold apertado. Crazy Man quase desiste e Martins incentiva-o a isso, porém o apoio do publico dá-lhe alguma força e com algumas cotoveladas em Martins, Crazy Man escapa-se da manobra.

Crazy Man corre para as cordas novamente mas é parado com um Enziguri de Gabriel Martins que logo de seguida o levanta no ar… Rascunho Final. 1…2…3!


Raquel Jacob: E o vencedor deste combate… Gabriel Martins!

Luís: Eu disse! Este tipo tem tudo para marcar o nome dele nos livros de história.

Beja: Calma! Foi só um combate…

Luís: Sim, mas ele foi fantástico. Já é um dos meus favoritos.

A câmara foca Gabriel Martins que está junto às cordas a vangloriar-se pela vitória. Este sai do ringue, mas não antes sem olhar com desdém para o seu oponente. A imagem desvanece.

*****

A imagem foca agora na zona de entrevistas onde está Pedro Lombarda, o conhecido entrevistador da federação, este estava com Yuri Petrov a seu lado, o tanque russo que no combate principal desta noite irá ter a sua última chance pelo título da Vanguarda.

Pedro Lombarda: Olá, boa noite a todos os telespectadores, tenho ao meu lado “O Tanque Russo” Yuri Petrov, ele que esta noite irá ter a sua última chance de segurar o título da Vanguarda. Yuri, sentes-te preparado para o combate de hoje à noite?

Yuri Petrov: Boa noite ao Pedro e a todos lá em casa. Perguntas se me sinto preparado para o combate de hoje à noite? Então eu respondo: nunca estive tão preparado para um combate como hoje, a minha carreira já teve os seus altos e baixos e com a experiência aprendi muita coisa que me pode ajudar hoje.

Pedro Lombarda: Achas que é hoje o dia em que finalmente segurarás o titulo da Vanguarda?

Yuri Petrov: Não vou mentir e dizer que não, eu acredito em mim e nas minhas capacidades. Já estive muito perto de segurar o título, na Vanguarda 30 mas o Diogo teve de usar um canto exposto para me vencer. Eu acho que com isso e com o ataque após o combate, foi ele próprio que “pediu” um novo combate.

Pedro Lombarda:  Sabemos que Alexandra Valente não vai estar presente no canto de Diogo Lourenço hoje à noite. Pensas que isso te pode favorecer?

Yuri Petrov:  Honestamente, não estou muito preocupado com isso. Com ela ou sem ela a apoiar ou a ajudar o Diogo, o meu empenho seria o mesmo e não vou mudar a minha estratégia de acordo com isso. O que interessa é que dentro de pouco tempo terei a minha última chance pelo título que desejo vencer há muito.

Pedro Lombarda: Muito bem Yuri, e caso não consigas vencer o título, quais são os teus planos para o futuro?

Yuri Petrov: Estou apenas focado no título mas caso isso aconteça… não sei, mas garanto que vou continuar a trabalhar como sempre fiz e melhorar com o treino, entretanto parece que o Shotgun Eddy se candidatou a uma desforra e se ganhar o título, eu próprio quero defendê-lo contra ele.

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!

Pedro Lombarda: Obrigado pelas declarações. Boa sorte para o teu combate

Yuri Petrov acena com a cabeça sorrindo e afasta-se do plano de câmara acabando assim por sair da zona de entrevistas. A câmara foca então Pedro Lombarda que se dirige ao público da Vanguarda.

Pedro Lombarda: Foram estas as declarações de Yuri Petrov, candidato principal ao título da Vanguarda pelo qual terá uma chance no fim da noite. Chance essa que pode ser a última.

*****

A imagem volta ao ringue com a câmara a focar a arena ao longe.

*Toca Horns Up, tema de Rob Este*

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!


Beja: Olha quem aí vem… Rob Este! O homem que derrotou Alberto Valente num combate de jaula no main event da última edição da Vanguarda! E que ovação! Os fãs adoram-no.

Luís: Realmente há que dar mérito à sua vitória mas ainda não consigo compreender como é que podem olhar a um bêbado como um modelo a seguir. Se calhar até metem os filhos de cinco ou seis anos a beber já.

Beja: Não digas disparates!

Luís: Não sei não. Olha para isto. Vai para o ringue a beber uma média.

Rob Este sobe ao ringue e no canto levanta o punho esquerdo para o público enquanto segura na cerveja e bebe com a outra mão. De seguida pede um microfone.

Rob Este: Boa noite Vanguarda!

Beja: O público está ao rubro com Rob Este.

Rob Este: Na semana passada finalmente tive a vingança que tanto queria sobre o Alberto, num combate de jaula, o combate mais violento em que já estive envolvido, do qual ainda estou combalido…

Luís: Está-se a armar em Jesus Cristo Superstar este.

Beja: És ridículo às vezes.

Rob Este: E graças a vocês, consegui sair vitorioso desse combate. Foi graças ao vosso apoio. Obrigado a todos vós! A isso… um brinde!

Rob Este tira outra cerveja do bolso, um abre-latas do outro e levanta a cerveja no ar, antes de dar um gole na mesma.

Luís: Para isto… por amor de Deus. É por isto que os putos cada vez começam a beber mais cedo.

Rob Este: Finalmente, já ouvi dizer que o Alberto abandonou a VLL e espero bem que seja para sempre e que nunca mais ele se intrometa no meu caminho. A isso… outro brinde! Obrigado!

Rob Este pousa o microfone no chão e dá um outro gole na cerveja, só parando quando esta fica vazia.

Beja: O público gosta sem dúvida de Rob Este, agora mais do que nunca e hoje tivemos uma receção memorável ao Justiceiro por parte destes fãs.

Luís: A mim parece-me que se o Alberto hoje viesse aqui todo arrependido os fãs também puxavam por ele. Esta gente às vezes muda de opinião como eu mudo de camisa.

A câmara vai focando Rob Este que vai subindo a rampa enquanto cumprimenta alguns fãs, sempre com um sorriso no rosto já ostentando os seus óculos de sol. A imagem desvanece e a Vanguarda vai para o 1º intervalo da noite.

avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 32# (RTP2) - (19/11/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 20 Nov 2013, 06:09

*Toca Keep Me There, tema dos DeLuxe Stars SAD.*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate de equipas está marcado para uma derrota. A caminho do ringue, com um peso combinado de 240 quilos, acompanhados por Sebastião Fonseca… os Parceiros de Guerra, Delmar Bento e Eustass Kid!

BUUUUUUUUUUUUUUUUH!

Beja: Vimos de intervalo e a acção no ringue vai ser retomada. Combate de equipas já de seguida…

Luís: E quem melhor para retomar uma emissão que os parceiros de guerra? Delmar e Eustass Kid, quem mais poderia ser?

*Toca The Day I Tried To Live, tema de Aníbal Fragas*

Raquel Jacob: E os seus adversários, primeiro, com 102 quilos… Aníbal Fragas!

BUUUUUUUUUUUUUUUUH!

Luís: Bom… melhor melhor só se for quem aí vem, Aníbal Fragas. O homem que tirou o título ao Vinícius para bem desta federação.

Beja: A sério, não sabes ser um pouco profissional de vez em quando?

Luís: Eu sou profissional, não sei do que estás a falar.

Aníbal Fragas entra no ringue, lançando um olhar aos campeões de equipa que lhe respondem da mesma forma. De seguida este vai para o seu canto onde espera Daniel Lobo enquanto aquece os punhos.

*Toca Enae Volare Mezzo, tema de Daniel Lobo*


Raquel Jacob: E o seu parceiro, com 109 quilos, acompanhado ao ringue por Mayhem… Daniel Lobo!

[b]Luís:
E aí vem o salvador da pátria.

Beja: Estou curioso por ver como é que estes dois vão interagir como equipa. Não sei se vai resultar.

Daniel Lobo troca um olhar com Aníbal Fragas que lhe diz qualquer coisa, apontando para Mayhem ao que este não responde.


Afonso Martins é o árbitro deste combate de equipas.
Daniel Lobo e Delmar Bento começam o combate com Aníbal no canto a não parecer particularmente interessado no mesmo. Chave de braços dos dois homens legais a abrir o combate. Delmar ganha e empurra Daniel Lobo ao chão mas este levanta-se rapidamente e corre para Delmar atacando-o com uma série de murros, porém Delmar agarra-lhe os braços e aplica uma Headbutt na cabeça de Lobo seguindo por um murro forte na cara do mesmo.

Aníbal Fragas provoca o seu parceiro que está sentado no respectivo canto que olha para cima e mostrando-se confrontado com as provocações de Aníbal levanta-se e reage com raiva para cima de Delmar com uma combinação de socos que o ajoelham. Segue-se um Running Knee e Daniel vai para o assentamento: 1….2… mas Delmar rompe a contagem.
Daniel Lobo vai ele desta vez confrontar Aníbal ao canto e quando vira costas Aníbal taz o tag nas costas do parceiro.

Aníbal joga-se a Delmar com joelhadas fortes que este rompe com um Elbow, seguindo-se um irish whip para o seu canto. Tag com Eustass Kid, Backbreaker de Delmar e Knee Drop de Eustass virando Fragas do avesso. Eustass tem Aníbal no chão e aplica um Armbar no oponente enquento Lobo, calado analisa o combate. Durante algum tempo Aníbal tenta chegar à corda mas vê que essa não é a melhor solução e passa a desferir cotoveladas no abdómen de Eustass Kid.

Aníbal Fragas assume o controlo parte para um Headlock, que Eustass tenta quebrar com um German Suplex, porém, Fragas assegura-se que fica em terra firme com um Eye Rake que o árbitro não viu. Aníbal mantém assim o Headlock mas Eustass chega às cordas. Aníbal para a manobra e Eustass aplica um pontapé na zona abdominal do mesmo. Segue-se um Takt. 1…2… mas Fragas levanta o ombro. Eustass questiona o árbitro quanto à contagem e Fragas levanta-se surpreendendo Kid com um Yakuza Kick.

Aníbal vai novamente provocar Daniel Lobo que lhe responde com uma chapada. Fragas perde a cabeça e derruba Daniel Lobo para o chão. Aníbal sai do ringue e troca socos com Daniel. Mayhem interfere mas é derrubado por uma joelhada de Fragas. Daniel corre para Fragas que o atira com um Hip Toss contra os degraus. Os parceiros de guerra estão a adorar isto e o ábritro chega ao 10. O combate termina.


Raquel Jacob: E os vencedores do combate, como resultado de uma contagem… os Parceiros de Guerra: Delmar e Eustass Kid!

Beja: Aníbal está louco, e ele não pára de desferir socos em Daniel Lobo.

Luís: É bem merecido. O Daniel é que lhe deu uma estalada.

Beja: O Fragas provocou-o…

Três seguranças vêm tentar parar Aníbal Fragas e apesar de este oferecer resistência conseguem levá-lo para longe de Daniel Lobo.
Ainda assim, este livra-se dos seguranças e aplica uma Grande Penalidade a Mayhem que se tentava levantar.


Beja: Meu Deus! Que violência neste pontapé!

Luís: Também é merecido, este também se meteu onde não era chamado, levou com a paga.

Beja: Tu realmente, só visto…

Luís: É mentira? Aposto que se fosse ao contrário tu aplaudias.

A segurança volta a segurar Aníbal Fragas levando-o para longe de Lobo e de Mayhem. Aí Aníbal pede para o largarem e este vai sozinho para os bastidores, ainda sob escolta. A imagem desvanece.

*****

A câmara foca agora os bastidores, em concreto a zona de catering, com Phillip Hunt e Marcos Santos junto à mesa da comida, onde há pizza, salgados, sumos, etc.
Phillip Hunt vai comendo pizza e croquetes à mão cheia enquanto que Marcos se limitava a beber sumo.


Marcos: Você é mesmo bruto, me deixa até cheio só de ver você comer, Phillip. Por amor de Deus, ainda lhe dá alguma doença…

[b]Phillip vai mastigando um croquete e só quando tem a boca menos vazia responde ao seu parceiro.


Hunt: Chama-se comer bem, meu caro colega. É assim que eu como e aposto que você não consegue comer mais rápido que eu.

Marcos: Puxa, nem vou tentar não!

Hunt: Pronto, apostamos assim… você não consegue encher três copos mais rapidamente que eu como uma fatia de pizza inteira.

Marcos aceita o “desafio” do seu parceiro, preparando-se com um gesto de voo do DragonBall Z, enquanto Hunt come a fatia de pizza com sucesso. Já Marcos não teve o mesmo jeito e entornou dois dos três copos.
Hunt faz troça de Marcos em jeito de brincadeira enquanto são interrompidos por Henrique Coelho:


Henrique: Estas niscas de gente estão atoleimadas, só pode! Para esta confusão que aqui vai, nossa senhora!

Hunt: Que quer daqui, Henrique?

Henrique: Daí não quero nada que parece que tu já comeste tudo. E parece que o teu amigo entornou o resto.

Marcos, que vai arrumando os copos em cima da mesa olha para Henrique mas não diz nada pois é surpreendido por um apagão das luzes na sala de catering, acompanhado por um som de um respirar ofegante que deixa Marcos e Hunt um pouco apanhados de surpresa.

Já Henrique Coelho parece mesmo um pouco sobressaltado, virando-se à procura de alguma coisa ou alguém como Verme assim que a luz volta na sala.


Marcos: Que se passa, rapaz? Parece assustado…

O açoriano chega perto de Marcos quase encostando o nariz ao mesmo e fala-lhe em tom ameaçador enquanto Hunt come vorazmente um outro croquete que ainda tinha na mão.

Henrique: Assustado? Vá larê rapaz. Não digas parvoíces. Agora vou-me embora que tenho mais a fazer!

Assim que se ouve a porta fechada por Henrique a câmara vai focando Marcos e Hunt, algo surpreendidos com o que se acabou de passar.

Marcos: Por vezes ainda não sei o que esse cara diz…

A imagem desvanece.

*****

A imagem foca a porta do balneário pessoal dos DeLuxe SAD, ao longe vemos Eustass Kid e Delmar Bento, ambos com os títulos de Parceiros de Guerra na mão. Eustass vem um pouco mais à frente bastante eufórico. Enquanto Delmar parece mais calmo. Eustass abre a porta com impacto e dentro do balneário vemos Bangalter, com uma camisa branca e umas calças clássicas pretas. Ao seu lado encontra-se Arsénio Fuínha que interage com Sebastião.

Tudo para Eustass levanta o título enquanto Delmar, o último a entrar na sala, fecha a porta.


Eustass Kid: Aqui está! Conseguimos! Primeira derrota para Aníbal Fragas nas mãos dos DeLuxe!

Michel-Baptiste Bangalter: Conseguiram por pouco. Todos nós vimos o combate aqui dentro.

Bangalter aponta para a televisão que se encontrava praticamente ao lado de Eustass, que até ao momento não tinha reparado nela devido ao campo de visão.

Sebastião Fonseca: Deixa para lá isso Michel, agora temos coisas mais importantes para falar.

Bangalter: Mas atenção que não vos quero tirar o mérito.

O lutador francês levanta-se e cumprimenta os dois lutadores individualmente.

Arsénio Fuínha: Parabéns pessoal, mas como o Sebastião já disse há coisas mais sérias a tratar. O torneio começa já na próxima semana.

Bangalter: Isso é verdade, este assunto do Lobo e do Fragas bem pode ficar para depois, tenho um pressentimento de o Daniel ainda se vai lançar para cima de nós.

Sebastião: É verdade, ele tem estado muito revoltado contra a causa dos DeLuxe, parece que não gosta de “injustiças”.

Todos os membros começam a rir, Bangalter volta a sentar-se, no local onde estava anteriormente. Delmar coloca o título em cima de um banco e começa a limpar-se com uma toalha.

Eustass: Por acaso o meu primo mostrou-me o vídeo dele, aquele último em que ele fala durante bastante tempo…

Sebastião: Também já o vi e já o mostrei aqui ao Michel.

Arsénio: Qualquer coisa que seja precisa avisem, estou sem fazer dentro desta federação infelizmente. Não me importo de ir atrás dele…

Bangalter: É bom saber que esta equipa se encontra unida pela causa.

A imagem começa a desvanecer.

*****

Noutro balneário está Diogo Lourenço, sozinho, a fazer o aquecimento para o main event desta noite, onde irá defender o seu título frente a Yuri Petrov. Diogo faz então uma pausa e olha para o título, que se encontra em cima do banco, com um olhar concentrado.

Em seguida retoma os seus alongamentos até ser interrompido, desta vez involuntariamente pelo toque do seu telemóvel, que após um suspiro, retira da mochila e olha para o ecrã.


Diogo Lourenço: A Al…?

Diogo abana a cabeça negativamente e rejeita a chamada, voltando a colocar o telemóvel na mochila e retomando o seu treino.

A imagem desvanece.


*****

*Toca “I Wear My Skin”, música de Darren Keane*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, oriundo de Belfast, Irlanda do Norte e pesando 119 quilos… “The Son Of Violence”: Darren Keane!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH!

Beja: O público apupa Darren Keane mas o som da Harley Davidson abafa o ruído vindo dos fãs

Luís: Eu não percebo este público realmente… mas o que importa é que este jovem vai ter aqui uma oportunidade de ouro para se mostrar. Vamos lá miúdo, tu consegues!

Beja: Tenho de concordar contigo. O irlandês vai enfrentar nada mais nada menos que o ex-campeão Supremo.

Luís: Ex… graças a Deus!

*Toca “Até Quando”, música de Vinícius Nunes*

Raquel Jacob: E o seu adversário, oriundo de Salvador da Bahia, Brasil e pesando 140 quilos… Vinícius Nunes!

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!

Beja: E a maior ovação da noite até agora é para Vinícius Nunes, sem dúvida.

Luís: Fãs leais estes, pena que o Vinícius já não seja campeão.

Beja: Modera lá o teu sarcasmo.


O oficial para esse combate é David Peralta que revista os dois lutadores, não encontrando nada em nenhum.
Ambos não se cumprimentam e começam o combate com uma chave de braços, Vinícius vence e joga Keane no chão. Keane levanta-se e pontapeia a perna de Vinícius, começando a controlar o combate com dois European Uppercuts e depois com um Big Boot, deixando Vinícius no chão. Vai para a contagem e Vinícius se safa no 2. Keane aproveita que Vinícius está ainda deitado e aplica vários Knee Drops, até que o árbitro manda os dois se separarem.

Vinícius consegue se levantar, Darren tenta um backbreaker, mas falha, Vinícius agarra Keane e aplica uma sequência de três German Suplexes, depois espera que Keane se levante para um National Slam, na sequência Vinícius atinge-o com um Chokeslam, agora foi para a cover, 1-2-2,5! Keane consegue se livrar por milagre! Keane levanta-se e é atingido por uma Clothesline potente! 1-2... Keane escapa-se e corre na direção de Vinícius, porém este o ataca com um Bahia Slam muito bem executado! Agora é o fim! 1-2-2,8! Inacreditável! Darren Keane salva-se! O brasileiro olha atónito, ninguém da platéia acredita no que está acontecendo, grande resistência por parte de Darren Keane que tem aguentado a ferros a ofensiva do brasileiro.

Vinícius espera Darren se levantar, faz sinal para o público, vem aí a Brazilian Bomb! Keane levanta-se. Vinícius dá um pontapé no estômago de Keane, e prepara a Brazilian Bomb, mas Keane puxa o ex-campeão pelas pernas, vai para o roll up, 1-2, Vinícius sai rapidamente! Keane atinge Vinícius com um Swinging Neckbreaker, e vai para a cover, 1…2… mas Vinícius escapa para o canto. Keane está como um cão raivoso agora. Tem sido um combate intenso desde o início. Keane chega perto de Vinícius e começa a desferir socos, sentando-o ao canto do ringue, o árbitro tenta afastar Keane mas ele afasta-o. O árbitro começa a contagem, e Keane não larga Vinícius que abriu o sobrolho com um soco. David Peralta não tem escolha, Darren Keane é desqualificado!


Raquel Jacob: O vencedor deste combate por desqualificação… Vinícius Nunes!

Beja: Alguém pare este homem! Ele ainda não parece satisfeito com o seu trabalho.

Darren Keane vai continuando a desferir socos em Vinícius que se mantém sentado no canto, totalmente KO. David Peralta tenta novamente afastar Darren Keane que o empurra agora mais violentamente, colocando o oficial no chão. Ainda assim, Keane finalmente larga Vinícius Nunes e abandona o ringue fixado no brasileiro.

Luís: Sabes Diogo, eu acho que algumas regras podiam ser abolidas da luta livre.

Beja: O que é que queres dizer com isso?

Luís: Nunca percebi isto por exemplo. Esta regra da contagem de cinco ao canto e nas cordas. Não tem jeito nenhum!

Beja: Enfim… espero é que nada de grave tenha acontecido ao Vinícius aqui hoje.

A imagem desvanece com os oficiais da VLL a prestar socorro a Vinícius Nunes e com Darren Keane no topo da rampa a parecer contente com o que fez.

*****

avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 32# (RTP2) - (19/11/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 20 Nov 2013, 06:22

A câmara volta a arena após um curto intervalo, neste caso focando a mesa de Diogo Beja e Luís Barreira, que tem um iPad na mão na app do twitter.

Beja: É agora altura de passarmos pelas redes sociais para ler alguns comentários que os nossos fãs escreveram.

Luís: No twitter podem-se ler alguns tweets acerca do main event de hoje. Passo a citar: “@JpPedrosa95: Petrov vs. Diogo, última chance do tanque #ForçaPetrov”. Não entendo a popularidade do russo.

Beja: Não digas disparates. Estamos certamente ansiosos pelo combate que fechará esta edição da Vanguarda e eu passo a citar um comentário já referente à situação da Alexandra: “@padrinhodegondomar: não sei se o Diogo não vai estar com a cabeça noutro lado #Alexandra”.

Luís: Dentro de poucos instantes… Diogo Lourenço vs. Yuri Petrov pelo título da Vanguarda. Não percam!

A imagem desvanece, focando os dois comentadores.

*****

A câmara foca o parque de estacionamento, onde se pode observar Darren Keane, o irlandês, de mochila às costas e de capacete na mão, já vestido com calças de ganga e casaco preto de cabedal, caminha em direcção à sua Harley Davidson.

Luís: Olha quem é ele, Beja! O homem que podia ter derrotado hoje o Vinícius.

Beja: Regras são regras, Luís! E o Keane quebrou-as hoje, é um facto!

Luís: Sim, ‘tá bem…

Keane coloca o capacete no acento da sua Harley enquanto fecha o seu casaco de cabedal. Em seguida pega no capacete mas ainda antes de o colocar é surpreendido pelas costas por um encapuzado vestido todo de preto com um cano de aço.

Beja: Que se…?

Luís: Quem é este?

A câmara foca o encapuzado mais de perto até este a empurrar com alguma violência com a sua luva, também preta. A câmara passa então a focar o chão com Keane estendido num panorama de 90 graus.

Beja: Não faço a mínima ideia mas está decidido a marcar impacto nesta federação, isso é certo.

A imagem desvanece.

*****

*Toca a música Dance With The Devil, tema de Yuri Petrov*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota e vale o Título da Vanguarda. A caminho do ringue, o desafiante, vindo de São Petersburgo, Rússia, com 135 quilos… “O Tanque Russo”, Yuri Petrov!

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!

Luís: É agora, Beja! Tempo de main event, combate pelo título da Vanguarda e nenhum destes dois quer sair derrotado. Isto promete!

Beja: É verdade Luís. O público está em pulgas por saber quem sai daqui como campeão e eu também.

Luís: Prognósticos, há?

Beja: Como se diz, prognósticos só no fim do jogo, Luís. Mas e tu, tens?

Luís: Idealmente ganhava o Diogo Lourenço, mas não sei não.

Yuri Petrov entra no ringue focado num só objectivo, sobe ao canto e faz uma pose a mostrar a sua envergadura ao som do apoio dos fãs.

*Toca a música Still Worth Fighting For, tema de Diogo Lourenço*


Raquel Jacob: E o seu adversário, vindo de Tomar, com 87 quilos… o campeão da Vanguarda… Diogo Lourenço!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH!

Beja: E aí vem ele, com o título à cintura, mas sem Alexandra ao lado… Diogo Lourenço. Os fãs não o recebem bem.

Luís: Mas ele não parece afectado por isso, ele quer manter o título na sua posse, e ele sabe que consegue, apesar da diferença corporal, ele já venceu o Yuri.

Beja: É verdade Luís, com as suas armas, mas venceu. Resta é saber se a situação com Alexandra Valente o vai condicionar nesta derradeira chance do Tanque Russo.

Luís: Espero bem que não…

Diogo Lourenço entra no ringue, mantendo sempre o olhar fixo em Yuri Petrov que vai fazendo o mesmo. Entrega o título ao árbitro que o ergue no ar ao som do burburinho do público.


Marcos Mendes é o árbitro do combate, que manda soar a campainha.
Diogo Lourenço estende a mão a Yuri Petrov, que não a aperta e o confronta de perto, cabeça com cabeça no centro do ringue. Yuri Petrov começa a todo o gás o combate com socos que são respondidos pelo campeão. Ambos trocam socos e o público parece agradado com isso. Yuri sobressai-se no despique com a diferença corporal a afigurar-se aqui, encostando Diogo ao canto assim. O campeão vai combatendo os socos com pontapés na perna esquerda do russo, ajoelhando-o junto às cordas. Running Dropkick do campeão atirando Yuri lá para fora. Lourenço vai às cordas… Suicide Dive!
O combate está na sua fase inicial e já ao rubro!

Diogo Lourenço levanta-se e lentamente levanta Yuri Petrov, levando-o para dentro do ringue. Diogo tenta um Russian Leg Sweep no centro do ringue mas Yuri Petrov dá-lhe uma cotovelada no abdómen seguido por um potente Uppercut no campeão da Vanguarda que cai ao chão face à força do “Tanque Russo” que parte para cima de Diogo com alguns socos, tendo mesmo de ser separados pelo oficial do combate. Dá para sentir o ódio e o desejo de vencer de Yuri Petrov.
O russo vai ter com Diogo, mas este surpreende-o com um Enziguri em cheio na nuca, seguindo-se um Swinging Neckbreaker. O campeão vai para a primeira cover do combate: 1…2… mas o russo escapa ao 2 para contentamento dos fãs.

Diogo Lourenço sobe às cordas, prepara um salto, mas Petrov levanta-se subitamente e pontapeia o canto do ringue, deixando Lourenço na corda bamba. Petrov sobe também ele ao canto, tentando um Superplex, mas Diogo para o ímpeto do russo com chapadas no peito e socos na cara. Diogo desce para o ringue e… Turnbuckle Powerbomb!!!! O público aplaude, apesar de ter sido o campeão a executar a manobra. Diogo tarda mas vai para o assentamento: 1….2……2,5 mas Yuri safa-se. O público está ao rubro, Diogo não quer acreditar no que acabou de acontecer e leva as mãos à cabeça.

O campeão volta a subir ao canto e desta vez salta mesmo: Crossbody em Petrov, mas este levanta-se com o campeão aos braços, coloca-o de pé e está preso o Bear Hug! Diogo grita de dor mas está longe das cordas, vai desistir? Não! Diogo Lourenço dá cotoveladas na cabeça do russo até este largar a manobra. Diogo ganha o fôlego, Petrov queixa-se da cabeça e o campeão prepara o Devil’s Bite, salta mas Petrov empurra-o violentamente ao chão.

Diogo levanta-se e Petrov corre para uma Clothesline! O campeão desvia-se e Marcos Mendes é atingido.
Os dois trocam socos no centro do ringue com o oficial estendido no chão. Irish Whip de Petrov e Diogo escapa-se para fora do ringue, e tira o título da mesa de Beja e Barreira em sinal de desespero. Diogo corre para o ringue e vai para atingir Petrov com o título!
Petrov para-o com um pontapé! Será? Petrov prepara a Bigorna!
Marcos Mendes levanta-se a esforço e conta o cover: 1……2…….3!!!! Há novo campeão!


Raquel Jacob: E o vencedor deste combate, e NOVO campeão da Vanguarda… “O Tanque Russo”, Yuri Petrov!

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!

Beja: Que combate, minha nossa! Estamos a presenciar aqui hoje um momento histórico para Yuri Petrov!

Luís: Não! Não! Isto podia ter sido doutra forma!

Beja: Olha ali!

Diogo Lourenço levanta-se a queixar-se da cabeça e tira o título das mãos de Marcos Mendes enquanto Yuri Petrov celebra ao canto do ringue para delírio do público.

Beja: Que vai ele fazer? Por favor, o combate já acabou…

Luís: Dá-lhe! Vingança!

Yuri sai do canto com serenidade, porém sério. Para espanto de todos, Diogo não ataca o novo campeão e entrega-lhe o título na mão, antes de sair do ringue perante o olhar de Yuri Petrov.

Luís: Mas que raios!? Onde está a garra do miúdo, também a perdeu no combate hoje?

Beja: Desportivismo acima de tudo, Luís.

A câmara foca os festejos de Yuri Petrov, com uma chuva de artifício a sair junto do ecrã gigante.

Beja: E daqui é tudo por hoje, caros telespectadores. Não percam a nossa selecção já de seguida e não percam a emissão da próxima terça feira onde começa a corrida pelo título Supremo. Boa noite.

A emissão termina.
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 32# (RTP2) - (19/11/13)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum