VANGUARDA 31# (RTP2) - (12/11/13)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

VANGUARDA 31# (RTP2) - (12/11/13)

Mensagem por vlladmin em Qui 07 Nov 2013, 07:34


PAVILHÃO DA VANGUARDA DA LUTA LIVRE, LISBOA

COMBATE PRINCIPAL DA NOITE

ALBERTO VALENTE vs. ROB ESTE - COMBATE DE JAULA


*****

MARCOS SANTOS & PHILLIP HUNT vs. MOORE SD & CAIM EZEQUIEL
YURI PETROV vs. ???
MICHEL-BAPTISTE BANGALTER vs. MIKE ORZAN
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 31# (RTP2) - (12/11/13)

Mensagem por vlladmin em Qui 14 Nov 2013, 07:01

A imagem foca a zona de bastidores numa zona extremamente escura. Nisto temos um vislumbre duma figura, também ela de propriedades sombrias. Esta vai andando de um lado para o outro, sempre com o mesmo cenário de escuridão.

???: Não sou um menino pequenino, não andei à espera e, perdoem-me todas as criaturas, mas nunca fui paciente. Não sou, certamente não serei. E é elementar, hoje ele volta. Ele volta com a frustração e com a ojeriza do comboio ter continuado a andar. Manteve-se em movimento e ninguém mo abrandou por mim. Não, antes pelo contrário, fizeram força para este continuar a movimentar-se com maior velocidade e intensidade. E há algo que eu não entendo.

Pausa deste estranho indivíduo.

???: É medo, é odio, eu entendo. Não entendo o porquê. Ou não entendia. Porque hoje tudo se irá tornar mais claro e transparente. O sangue, apenas esse, continuará vermelho.

A imagem começa a desvanecer.

*****

Um vídeo com vários minutos é emitido. Este destaca os acontecimentos mais relevantes na última edição da Vanguarda, a trinta. Começa com o destaque à vitória de Delmar e Eustass contra a equipa de Marcos Santos e Hunt, uma nova dupla que quase venceu os Parceiros de Guerra. A imagem segue para o ringue onde Darren Keane derrotou com clareza Sogun Madden, deixando-o extremamente mal tratado. Yuri Petrov quase conseguiu, mas acabou injustamente derrotado por Diogo Lourenço numa batalha a valer o título da Vanguarda. O misterioso Verme fez a sua estreia na Vanguarda da Luta Livre, deixando muitos assustados e outros boquiabertos depois da sua vitória sobre um dos homens mais duros da federação, Henrique Coelho. Para finalizar houve muita controvérsia e o título Supremo ficou, imagine-se, vago. Aníbal Fragas e Vinícius Nunes terminaram a Vanguarda estatelados no tapete depois duma luta não sancionada que os levou a pontos extremos.


Fogo de artifício no pavilhão da Vanguarda da Luta Livre! O fogo de artifício espalha-se pela zona superior da rampa de acesso ao ringue onde quatro combates irão realizar-se à moda da Vanguarda! O público reage muito bem a esta pequena introdução, momentos após um misterioso segmento na zona de bastidores do pavilhão! Inicia-se agora a Vanguarda trinta e um!

Luís Barreira: Olá, muito boa noite a todos os telespectadores da RTP2 e a quem nos vê diretamente do Luxemburgo! Estamos como habitual em direto do seu televisor, trazendo para todos vós mais um evento da categoria natureza da federação, a Vanguarda trinta e um! Tenho aqui ao meu lado o meu aprendiz nos comentários, Diogo Beja!

Diogo Beja: Ignorando qualquer tipo de comentários do senhor ao meu lado, uma boa noite a todos os telespectadores da Vanguarda da Luta Livre! A fasquia está alta e prometemos hoje mais um grande evento para deitar a casa abaixo depois daquilo que foi a Vanguarda trinta.

Luís Barreira: E falando nesse memorável evento da nossa federação há que dizer que o seu final foi fantástico, uma autêntica delícia! Reinou a justiça na decisão de Augusto Lousada, deixando o título Supremo vago por razões plausíveis.

Diogo Beja: Tivemos um evento memorável na semana passada com um final que para muitos deixou muito a desejar, é certo. Eu próprio não compreendo a cem por cento o que aconteceu na semana passada. Porém há vozes da razão, como tu, que chamam à atenção dos cépticos. Nesta semana os comentários mais sonantes dizem que o título fora das mãos de Vinícius Nunes é o melhor para a federação. Não vejo qualquer razão nisso.

Luís Barreira: É justo e promove a competição, assim como as audiências!

A imagem muda de câmara e vemos a plateia bastante animada, sendo que ainda existe muito barulho sobre o que se sucedeu no final da Vanguarda trinta, um dos eventos referência da federação.

*Toca a música da Vanguarda*

Diogo Beja: E parece que iremos começar o evento de hoje com o supervisor geral da casa, Augusto Lousada. Há muitas perguntas para responder, isso é certo. Resta saber se irá aderessá-las duma forma politicamente correta.

Luís Barreira: Eu agora poderia fazer aquela piada do dicionário, mas já está demasiado batida. Augusto Lousada é politicamente correto, Beja! Consegues entender assim?

Diogo Beja: É difícil não entender com esse berro que mandaste...

Augusto Lousada entra no ringue e pede imediatamente um microfone.

Augusto Lousada: Boa noite Vanguarda! Como estão? Imagino que ainda se sintam agitados depois do que aconteceu na semana passada! E estão obviamente no vosso direito, tenho de vos dizer. Um choque enorme para a maior parte de vós, para não dizer todos. E uma grande arma para a produção.

Luís: Politicamente correto! Augusto Lousada fala-nos do que aconteceu na Vanguarda trinta.

Lousada: Exatamente, uma grande arma para a produção. Posso dizer-vos de forma tranquila que hoje teremos uma das maiores audiências da história da Vanguarda da Luta Livre!

Luís: Enorme, gigante, adamastor, um monstro na produção! Viva Lousada!

Beja: Menos graxa...

Augusto Lousada não fica satisifeito com a reação do público.

Lousada: E daqui para a frente irá reinar a competitividade e a imprevisibilidade neste reino entusiasmante! E parece-me que a mim que irão gostar do seguimento de toda esta situação.

Luís: Vem aí coisa boa!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Lousada: Brevemente irá haver novo campeão Supremo! Não hoje, não na próxima semana e nem no final do mês! A minha missão é prender-vos todos ao ecrã e isso será cumprido. Portanto, para eleger um novo campeão Supremo...

Luís: Estou em pulgas!

Beja: Acalma os nervos, pareces uma miúda aos pulos.

Lousada: Teremos um torneio! Exatamente, um torneio! Quis vir ao ringue dirigir-me a todos vós para este massivo anúncio! A partir da Vanguarda trinta e três teremos um torneio enorme com vinte e quatro lutadores pela disputa do título outrota na posse do brasileiro Vinícius Nunes! E porque não na 32, perguntam vocês?

O público reage de forma mista a este anúncio.

Lousada: O porquê é simples: porque esta não é a gestão de Lucas Brandão. A era de Augusto Lousada será marcada por uma gestão meticulosa e cuidada! O programa da próxima semana tem um horário e um plano de trabalho que será cumprido na normalidade, sem euforias...

Beja: Cá está. Augusto Lousada consegue persuadir de forma bastante convincente, se me perguntaram, a plateia e certamente os telespectadores. Não que apoiasse o autêntico roubo do título a Vinícius Nunes, mas esta é uma forma justa de ver as coisas. Quer dizer, justo como quem diz...

Luís: O teu herói foi ingénuo e perdeu o título! Pimba!

Lousada: Claro, e é tudo sobre audiências. Faltam quinze dias para o início do torneio. Informem os vossos amigos, a vossa família e os vossos entes...

Pausa sarcástica do executivo..

Lousada: Ah, convém chamar Vinícius Nunes.

Luís: Beja...

Beja: Dos males o menor já dizia há pouco. Vinícius Nunes parece ser opção de Augusto Lousada para este torneio que irá determinar o próximo campeão Supremo. Resta saber como o mesmo será esquematizado!

Augusto Lousada sorri para a câmara, enquanto vai saindo do ringue. É vaiado até terminar de percorrer a rampa que dá acesso à zona de bastidores, para onde se encaminha.

*****

A câmara foca Yuri Petrov nos bastidores a treinar para o seu combate, levantando pesos de pequeno porte. Nesse momento aparece Rob Este perto do russo que o cumprimenta e começa também a levantar outros pesos que estavam no chão.

Rob Este: Então pá, preparado para o combate desta noite?

Yuri Petrov: O mais possível, mas o menos possível. Sem saber sequer quem me vai fazer frente é complicado. Mas estou pronto para tudo. Presumo que também não faças ideias de quem seja...

Este: Não sei. Os gajos da comunidade online têm falado no Gunn ou até no Jorge Gante… não sei, nem tenho pensado sobre isso. Mas é, é lixado.

Yuri Petrov suspira, começando a discursar logo de seguida.

Petrov: Compreendo amigo, mas esta incógnita chateia-me. A preparação tem de ser feita de forma diferente e eu gosto de estar preparado decentemente.
Estás estranho, passa-se alguma coisa?

Rob Este pousa os pesos e abre uma cerveja que tinha no bolso.

Este: Nada de mais, só que tem sido uma semana complicada. A minha mente está focada num objectivo apenas: vencer o Alberto. Nem tenho tido tempo para pensar em mais nada, a minha cabeça é um turbilhão agora.

Petrov: Pois, de mal o menos. Bem, já estou aqui a treinar ao tempo. Se calhar vou andando... treinei o corpo, vou agora treinar a mente. Faz parte.

Este: Força Yuri, boa sorte companheiro. Bebe cerveja que te ajuda.

Petrov sai então rumo ao seu balneário após dar uma palmada amigável nas costas do justiceiro, a quem a câmara foca a treinar até a cena terminar.

*****

A câmara fixa volta a focar o ringue. Dentro de poucos minutos terá início o combate inaugural da noite onde o matreiro francês Michel-Baptiste Bangalter irá enfrentar o estreante Mike Orzan.

Luís: Raios!

Beja: Senhoras e senhores, se puderem olhar para a janela de vossa casa podem ver que a previsão metereológica de hoje não é de todo má. Ou das duas uma, Luís Barreira piorou a sua condição de louco, ou... pirou duma vez.

Luís: Não é nada disso...

Beja: Estou na mesma. Desembuchasses duma vez!

*Toca a música La Chanson des Vieux Amants, faixa de Michel-Baptiste Bangalter*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este é o combate inaugural da noite e foi marcado para uma derrota! A caminho do ringue, oriundo de Bobigny, Seine-Saint-Denis, França e pesando 89kgs... "de Luxe"... Michel-Baptiste Bangalter!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Beja: Presumo que...

Luís: Sim, sim! Este degredo desta música deste gajo! Não posso com isto! Eu prometi que da próxima vez trazia tampões para o recinto, mas desta parece que vou ouvir novamente mais do que aquilo que quero. Raios parta estes gostos musicais da treta.

Beja: Posso não gostar deste jovem francês, mas há que admitir que Jacques Brel é um génio. E confesso que acho que o pavilhão tem a mesma opinião. Disse exatamente a mesma coisa há um mês, na Vanguarda vinte e sete. É coerente repeti-lo.

Luís: É uma música bem chatinha, mas uma entrada imponente... vá.

Beja: É irónico achares isso. Estás todo trocado.

Luís: Este tipo devia entrar com a música dos DeLuxe, sempre é mais suportável. Mas não, agora parece afirmar que é fiel aos seus princípios... de qualquer forma vou pedir à produção que lhe mude o tema. Não consigo mais.

Algum fogo-de-artifício cai do céu, daquele dourado e brilhante, a música começa. Michel entra, aos trinta e sete segundos da música, com um casaco que diz nas costas “De Luxe”. O espetáculo de luzes e de pirotecnia termina e este vira-se para o ringue. No ecrã gigante passam várias imagens, sempre com tons dourados e vintage. Paris e Bangalter são os temas do vídeo. Este caminha então tranquilamente para o ringue, entra no mesmo, retira o casaco e dobra-o de forma perfeccionista colocando-o no seu canto. Estica os braços e as pernas e no fim de fazer isso levanta o braço direito e aponta para as bancadas.

*Toca a música Adrenaline, faixa de Mike Orzan*

Raquel Jacob: E o seu adversário, a caminho do ringue, oriundo de Juneau, Alasca e pesando 110kg... "mr.KO"... Mike Orzan!

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Beja: Um estreante, mas o público parece gostar do entusiasmo deste jovem. Toda a sorte para ele!

Luís: Contra esta raposo? É impossível...

Beja: Deixa-te disso, sinceramente até acho que será um combate mais equilibrado do que aquilo que todos pensam. Temos aqui um jovem com imenso potencial e parece estar à altura do desafio. Vamos ver se isso se confirma no ringue.

Mike Orzan faz a sua coreografia de entrada, olhando diretamente para Michel-Baptiste Bangalter segundos antes do início do primeiro combate da noite.

*Soa a campainha*


O árbitro Jorge Mesquita dá início à contenda e Mike Orzan vai instantaneamente para cima do francês! Murros e pontapés de forma rápida a encostar o membro dos DeLuxe SAD a um dos cantos do ringue. O oficial designado para esta contenda separa ambos os lutadores, levando o americano para o centro do ringue para não ser desqualificado num momento precoce do combate. O francês olha-o nos olhos e reage com uma expressão de puro gozo e o público não gosta nada deste gesto. Orzan está novamente bastante frustrado e tenta aplicar um High Kick em Bangalter, mas este esquiva-se e faz-se à vida! Running Swinging Neckbreaker por parte do lutador galês que deixa o adversário plantado no tapete. Standing Somersault Senton em cheio no lutador americano. Assentamento, 1... 2... Mike safa-se!

Michel-Baptiste Bangalter conseguiu com a sua tradicional inteligência dar a volta ao texto nesta altura. Levanta o seu oponente e aplica novo golpe, desta feita um bruto DDT no meio do ringue. O francês vai às cordas e aplica uma cotovelada em cheio no peito do adversário, rindo-se logo de seguida. O público continua a vaiá-lo mas este não se importa minimamente. Parece que Michel-Baptiste quer terminar com as contas deste combate inaugural! O francês sobe à terceira corda e fica de costas para o adversário, indica para a Moonsault! Orzan levanta-se rapidamente e vai aplicando cotoveladas nas costas do francês, isto faz com que ele desça! Orzan vira o seu adversário, mas Bangalter dá-lhe um violento pontapé no estômago!

Michel-Baptiste com um Enzuigiri! Pega no americano... Puissance! Avança para o assentamento com toda a calma do mundo, 1... 2... 3! Vitória para o francês!


Raquel Jacob: O vencedor deste combate... Michel-Baptiste Bangalter!

Luís: Equilibrado, dizias tu. Michel-Baptiste Bangalter vence de forma imponente...

Beja: Absolut...

Luís Barreira dá um murro na mesa de comentadores.

Luís: Lá esta novamente o raio da música, que tristeza!

Michel-Baptiste Bangalter olha para a mesa de comentadores e ri-se, esticando os braços em posição horizantal e rodando. Vai-se vangloriando perante o pavilhão.

Luís: Ganhaste, pronto! Sai daqui agora...

Michel-Baptiste Bangalter ouve as palavras do comentadores e fica notoriamente irritado, mas continua com o ar arrogante e vai-se vangloriando até abandonar a arena. A imagem desvanece.
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 31# (RTP2) - (12/11/13)

Mensagem por vlladmin em Qui 14 Nov 2013, 07:02

Triiiiiiiiiim Triiiiiiiiiim.

???: Boa noite, o meu nome é Sérgio.

Vozes em coro: Olá Sérgio!

Sérgio: Sou lutador de wrestling, estou neste momento em tratamento para poder voltar aos ringues e retirar-me de uma forma digna. Há dez anos atrás comecei a treinar com o sonho de me tornar campeão e o melhor lutador do mundo. Era bom e podia ter sido excelente, mas o calendário tornou-se pesado e o meu corpo começou a ressentir-se, começaram os painkillers. Viciei-me rapidamente, o meu médico avisou-me para ter cautela, mas descontrolei-me: “não percebe aquilo que eu passo”, “não percebe a dor em que estou”, “preciso de me aliviar”. Arranjei outro médico, e outro, e outro. Tinha quatro médicos a receitar-me analgésicos ao mesmo tempo. Comecei a entrar em ringue todo f###d# – desculpem-me a expressão, eu...

???: Não tem mal Sérgio, continua.

Sérgio: Bem, eu entrava em ringue em péssimo estado. Sempre ouvi falar de lutadores que lutavam assim, noutro estado, e sempre me repugnavam. Prometi-me a mim mesmo que se algum dia combatesse com alguém assim, que lhe partia a cara. Mas tornei-me um hipócrita e fui eu que comecei a subir ao ringue, eu próprio, em mau estado. Tornei-me um hipócrita porque não me repugnei, porque achei que era normal, que era o que fazia sentido. Perdi os amigos que tinha e ganhei amigos novos: os que estavam interessados em receber o seu cheque para depois sair e causar o caos nos bares noturnos. Conheci o LSD, conheci a cocaína. Quando tens uma linha à frente, tudo o que te disseram sobre coca desvanece. É tão simples, tão branca, tão real... quando te falam nela parece que se estão a referir a um monstro encantado que pertence a outro universo. Ali é tão real... e uma snifadela e já está. E sentes-te bem...

Sérgio faz uma pausa e respira fundo, tentando conter uma lágrima ao canto do olho antes de continuar emocionado.

Sérgio: Quando não tomava nada disso, tinha de beber. Bebia ao pequeno-almoço, arrebentava uma garrafa num dia. Tornava-me violento, tornava-me...

Sérgio começa a chorar e tem de voltar a respirar fundo.

???: Não tem mal Sérgio, partilha.

Sérgio: Destruí a minha vida e a culpa foi toda minha. Algumas pessoas tentaram ajudar-me, mas só eu me posso ajudar, e as pessoas de quem gostava foram-me abandonando, compreensivelmente. O meu nome é Sérgio e estou a tentar mudar, estou limpo há 3 meses e estou a treinar no meu máximo. Em breve estarei na minha melhor forma de sempre e pronto para voltar a fazer aquilo que mais gosto. Obrigado.

???: Muito obrigado Sérgio, uma salva de palmas para o Sérgio!

Ouvem-se aplausos à medida que o ecrã escurece.

Triiiiiiiiiim Triiiiiiiiiim.


*****

Estamos nos bastidores do pavilhão e a imagem mostra Lucas Brandão, os Parceiros de Guerra Delmar Bento e Eustass Kid, e ainda Arsénio Fuínha, todos eles mesmo da nova facção da VLL, os DeLuxe SAD.

Lucas Brandão (olhando para os Parceiros de Guerra): Vocês os dois, estou satisfeitíssimo com vocês. Eu e não só, estamos todos. Fizeram um excelente trabalho a reter os Parceiros de Guerra na semana passada e nem sequer precisaram de uma mãozinha extra de quem quer que fosse.

Eustass Kid (num tom de gozo): Sabes como é primo, sempre gostei de poder escrever a história do lado dos derrotados. Sempre quis ver o Freeza a ganhar ao Son Goku.
Lucas sorri para o primo.

Lucas Brandão: Continua com essas piadinhas. Por mim podes ir pó ringue sempre pintado deste ou daquele se mantiveres o nível que apresentaste no Vanguarda trinta. Tens-me surpreendido, andas focado.

Eustass Kid (agora com um tom mais sério): Lucas, tu podes ter-me posto uma “cunha” aqui, mas isso foi só um empurrãozinho que me foi útil. O talento sempre o tive.

Brandão assente e foca o olhar em Delmar, que está na sua habitual pose, de braços cruzados.

Lucas Brandão: E tu, Delmar, não imaginas o quanto prefiro estar do teu lado do que contra ti. Falei com o Sebastião e gostei do que ele me disse de ti. Estás no caminho certo. Protege-nos as costas que nós protegeremos as tuas. Somos uma equipa.

Delmar confirma com a cabeça.

Delmar: Eu sei, Lucas. Não te preocupes, que eu bem sei. Farei o que for necessário quando for necessário.

Arsénio está ao lado de Delmar, com um belo fato. Encontra-se encostado à parede e com um ar calmo.

Lucas Brandão: A ti só tenho que agradecer a paciência, Arsénio. Eu, o Sebastião e o Jorge Mendes estamos a fazer o nosso melhor para os interesses de todos os membros da DeLuxe SAD. As tuas oportunidades virão, não te preocupes.

Arsénio (num tom descontraído): Eu não me preocupo, Lucas. Sei disso e confio em vocês. Só vos peço que me justifiquem a confiança.

Lucas Brandão: E irás vê-la justificada. Descansem rapazes. Até agora podemos não ter dado demasiado nas vistas, mas garanto-vos, vocês os três e o Bangalter em breve serão as estrelas mais brilhantes da VLL. Estarão no topo, cada um com o seu devido papel.

O plano começa a enegrecer e a desvanecer com a última imagem de Delmar, Eustass e Arsénio a assentir perante as palavras de Lucas.

*****

A câmara fixa volta a focar o ringue. Está prestes a iniciar-se o segundo combate da noite que irá opor Yuri Petrov a um adversário desconhecido.

Luís: Muito se tem falado sobre este combate, Yuri Petrov está completamente a leste e não sabe quem será o seu adversário. Quem quer que seja parece que vai aproveitar isso e dar cabo dele.

Beja: Há lutadores desconcentrados e concentrados, mas também há Yuri Petrov que consegue sempre superar as expectativas e levar a concentração para um nível totalmente diferente. E parece-me que irá fazer isso hoje mesmo contra um adversário desconhecido.

Luís: Não te iludas Beja, cá para mim ele vai ter que enfrentar o Prodígio Santos... oh espera, agora está alguém competente a gerir isto tudo!

*Toca a música Dance with the Devil, faixa de Yuri Petrov*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, oriundo de São Petersburgo, Rússia e pesando 135kg... "o tanque russo"... Yuri Petrov!

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Beja: E como de costume uma das ovações da noite para este grande lutador em Yuri Petrov! O russo continua a crescer dentro da federação e pode-se neste momento orgulhar de ter uma das prestações mais valentes dentro da Vanguarda da Luta Livre. Uma questão de tempo até ganhar algum título...

Luís: Fia-te na virgem. Já teve duas oportunidades nos últimos meses e não aproveitou nenhuma, perdeu nas duas.

Beja: À terceira é de vez. Yuri Petrov tem potencial para ser campeão e esperançosamente irá mostrá-lo na próxima oportunidade que tiver.

Luís: E que, de preferência, não seja brevemente...

Entrada simples de Yuri Petrov que ao entrar no ringue sobe ao segundo canto, fazendo pose e mostrando os seus enormes músculos. O público aplaude o tanque russo.

.

.

.

.

.

.

.


*Toca a música To Hell and Back, faixa de Shotgun Eddy*

Raquel Jacob: E o seu adversário, a caminho do ringue, oriundo de Carson City, Nevada, Estados Unidos… pesando 76 kg… “The Craziest Thing Ever”… Shotgun Eddy!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.


Beja: Oh não...

Luís: O perigo em pessoa. O homem que ignora completamente as normas de condução e parte um braço está de volta aos ringues da Vanguarda da Luta Livre. E daqui não se espera coisa boa, rapaziada...

Beja: Oi? O que aconteceu?

A arena fica negra durante uns momentos, quando voltam as luzes o americano Shotgun Eddy já está em ringue a desferir violentos murros e pontapés em Yuri Petrov.

*Soa a campainha*


David Peralta tenta acalmar o americano numa fase inicial do combate, mas este parece não querer tirar as mãos de cima do russo que vem sendo castigado com murros e pontapés de todas as formas e feitios. O árbitro acaba por separá-los, mas Shotgun volta a toda à carga atirando-se literalmente para cima do russo e a fazer lembrar Diogo Lourenço, o campeão da Vanguarda. A mesma impressão é dada ao seu adversário Yuri que fica receoso. Stomp Flurry por parte de Eddy ao candidato principal pelo título da Vanguarda que o deixa a queixar-se do ombro que outrora foi magoado na Vanguarda vinte e quatro.

O russo vai-se levantando e parece que o americano vai às cordas. Toma balanço, salta e atinge Yuri com uma violenta Springboard Clothesline! O público fica admirado e sem saber ao certo o que se passa, sendo que esse é mais um golpe do arsenal do campeão da Vanguarda, Diogo Lourenço. Jogos psicológicos por parte do regressado. Vai às cordas, mais uma vez... tenta o Running Dropkick mas Petrov esquiva-se com toda a sabedoria! Clothesline por parte do russo que quase decapita o maníaco! Assentamento, 1... 2... Shotgun safa-se da primeira ofensiva por parte do europeu de leste que irá certamente melhorar durante o prolongar do combate.

Chest Slaps por parte do tanque russo! Vai-lhe aplicando algumas chapadas de mão aberto, fazendo-o gritar durante alguns momentos. Joelhadas por parte do russo que vai ganhando ascendente na contenda! Joelhadas na zona abdominal do americano que contra-ataca com as suas próprias! Vão magoando o estômago um do outro, mas Shotgun parece levar a melhor! O adversário está dobrado no meio do ringue, corre e vai para a Knee Trember! Uppercut repentino por parte do russo! Impacto enorme que se sente em toda a arena, assentamento, 1... 2... não! Mais uma vez o americano a safar-se dum golpe do russo!

Petrov levanta novamente o seu adversário... Russian Irish Whip que projeta o leve lutador a um poste de aço com o seu ombro, agora para um DDT! Yuri Petrov tem o combate dominado e está a fazer aquilo que bem entende com Shotgun neste preciso momento! Prende o Russian Bear Hug! Manobra de submissão aplicada e parece que o americano vai desistir! Espera... o quê!? Shotgun!? Uma névoa negra a sair da boca de Shotgun Eddy em cheio nos olhos de Yuri Petrov! O árbitro David Peralta manda tocar a campainha, desclassificação para o americano!


Raquel Jacob: O vencedor deste combate por desclassificação... Yuri Petrov!

Luís: Eu compreendo o seu lado. Partiu o braço há pouco tempo, obviamente que não queria partir uma costela às custas deste matulão que fala português macarrónico.

Beja: Mais uma demonstração de cobardia por parte de Shotgun Eddy. Nada de novo.

Shotgun Eddy sai rapidamente do ringue.

Beja: Paramédicos!

Yuri Petrov parece temporariamente cego devido à substância que Shotgun Eddy cuspiu em direção aos seus olhos. Os paramédicos correm agora para o ringue, tentando melhorar a sua condição. A imagem desvanece.

*****


*****

As imagens mostram Augusto Lousada no seu escritório, passando os olhos por um molho de papéis que tem na mão.

Augusto Lousada: É pá, este russo...

Ouve-se um par de batidas na porta do escritório.

Augusto Lousada (sem tirar os olhos dos papéis): Entre, entre.

Surge então Eduardo Santos, o ex-lutador e actual backstage worker da VLL.

Eduardo Santos: Boa noite, Senhor Lousada.

Lousada levanta agora os olhos dos papéis e olha para Eduardo Santos, reparando que também ele tem uma folha.

Augusto Lousada: Eduardo, que bom ver-te. Isso é o que te pedi?

Eduardo Santos: Sim senhor.

Santos passa a folha ao superior, que a lê de imediato com um ar muito atento. Quando se aproxima do fim da leitura os seus olhos ficam absolutamente esbugalhados.

Augusto Lousada (num tom entusiasmado): Isto é verdadeiramente impressionante, Eduardo. Admito que não fazia ideia disto...

Eduardo Santos: É verdade senhor, também acho impressionante.

Augusto Lousada: As audiências que este tipo tem dado desde que voltou da sua lesão são incríveis. Os seus vídeos prendem o público à televisão e batem o recorde de visualizações online, os combates em que participa estão sempre nos mais vistos, isto é magnífico. E a verdade é que o russo tem talento.

Eduardo Santos confirma com a cabeça.

Eduardo Santos: E não é pouco.

Lousada encosta-se na cadeira com um ar reflexivo.

Augusto Lousada: Se tivesse ouro à cintura, só teríamos a ganhar. Tirando toda a situação que criei à volta do Fragas e do Título Supremo é ele quem tem dado mais audiências à VLL. Com o Título da Vanguarda elas poderiam atingir um novo pico...Eduardo, o que achas de lhe dar uma desforra contra o Diogo Lourenço na Vanguarda 32?

Eduardo Santos: Parece-me bem, senhor, mas...

Augusto Lousada (interrompendo Eduardo Santos): Mas não parece justo, não é assim? Depois de, por exemplo, o Andrade não ter tido a sua desforra pelo Título iria parecer estranho o Yuri ter mais uma oportunidade depois de já ter sido derrotado.

Eduardo Santos: Exactamente, senhor, era o que ia dizer.

Augusto Lousada (com um tom falsamente sincero): E eu quero ser justo, afinal de contas...

Lousada volta a recostar-se na cadeira com um ar reflexivo. Poucos segundos depois estala os dedos.

Augusto Lousada (com um sorriso rasgado): Já sei. Um último combate. Se o Yuri perder não volta a combater pelo Título da Vanguarda contra o Diogo Lourenço. Parece mais justo, não parece? Um tudo ou nada, afinal o miúdo também se quer livrar do russo de vez. E com uma estipulação assim ainda mais gente vai querer ver o combate. Que te parece Eduardo, é justo? Achas que o russo ganha?

Eduardo Santos (também ele com um sorriso): Sim senhor, parece-me mais justo. E sinceramente custa-me a crer que o Petrov perca mais uma oportunidade.

A imagem desvanece.
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 31# (RTP2) - (12/11/13)

Mensagem por vlladmin em Qui 14 Nov 2013, 07:03

Pedro Lombarda está nos bastidores ao lado de Vinícius Nunes, este estava com uma expressão mais abatida, não tão feliz ou confiante como nos tempos de campeão supremo, algo de perdido existia no brasileiro.

Pedro Lombarda: Vinícius, estamos aqui para falar sobre a perda do título supremo por sua parte, ainda achas que não mereces ser novamente campeão supremo?

Vinícius Nunes: Sinceramente eu não sei, agi de maneira infantil ao não defender o meu cinturão e caí na armadilha do Lousada, não sei se mereço ser campeão supremo, mas sei que Aníbal Fragas não merece, muito por ele ter se vendido e sei que Bangalter não merece por ele agir dessa maneira com o Lucas e os Deluxe SAD.

Lombarda: Como pretendes voltar ao caminho do título que está atualmente vago?

Vinícius: Me renovando, queria apresentar a minha agente, minha noiva Maria Soares, ela vai me representar nas negociações de lutas e cuidará da minha carreira no que diz respeito ao que passa fora do ringue, ela não deixará que eu tome decisões erradas como foi na Vanguarda trinta.

A câmara abre com Maria do lado de Vinícius, a mesma estava de vestido preto, brilhos nos lábios e cabelos soltos.

Lombarda: Sei, já tinha visto o vídeo onde ela falava disso... Maria, serás uma espécie de Al Valente para o Vinícius, apesar das óbvias diferenças?

Maria: Totalmente diferente, ao contrário de Alexandra Valente, não irei acompanhar o Vinícius nas lutas, sei que ele pode se virar no ringue, vou apenas cuidar da parte administrativa da carreira dele e não deixar que ele aja por impulso como foi no Vangugarda trinta.

Lombarda: Vinícius, tu podes ter perdido o título, mas protagonizaste uma das maiores rixas de sempre da Vanguarda e conseguiu sair por cima, como descreves aquela ação contra o Fragas no programa anterior?

Vinícius (com olhar mais intenso): Vingança, sei que não é o melhor sentimento, mas ele merecia depois de tudo, mas quero mais, não vou deixar ele ser campeão supremo, sei que no fundo ele quer isso, apesar de não admitir, e não vou deixar que um vendido seja o campeão.

Lombarda: Sobre a sua carta onde diz que o seu único foco no atual é o wrestling, quando tomaste essa decisão de abrir mão do controlo das suas empresas?

Vinícius: Bem, muitos pensam que foram por causa dos ataques do Aníbal Fragas, mas antes de voltar para o Brasil, o meu primo Antonio Andrade...

Vinícius hesitou porque Darren Keane surgiu quase do nada, olhando para Vinícius. Lombarda aproveitou a deixa para se afastar.

Darren Keane: Tu és mole, rapazola! Não defendeste o título Supremo como deveria ser e agora trazes uma babá, ne, sei como eras campeão.

Vinícius (olhando fixamente para Keane): Ousadia tens muita, se me achas mole, por que não comprovas no ringue?

Keane encara Vinícius sem piscar, o clima esta tenso.

Vinícius: Que tal na semana que vem? Vanguarda 32? Vinícius Nunes vs Darren Keane?

Keane sorri, olha fixamente para Maria tentando intimidá-la, volta depois a olhar para Vinícius.

Keane (sorrindo): Por mim está feito.

Depois disso Keane sai de cena, deixando Vinícius e Maria conversando sobre essa contenda. Maria parecia repreender Vinícius pela atitude intempestiva do ex-campeão supremo. A imagem desvanece.

*****

A câmara fixa volta a focar o ringue. A câmara foca a mesa de comentadores.

Luís: E, mesmo depois desta noite de grande ação, ainda se continua a falar da Vanguarda trinta! É verdade, é neste momento o assunto mais falado no twitter em Portugal mesmo ao lado de... #Vanguarda31.

Beja: E está na hora de ler alguns dos tweets e mensagens no facebook oficial da Vanguarda da Luta Livre. Via twitter, o @andrefernandes131 diz-nos que "Vinícius Nunes contra Darren Keane é quase um combate sonho", enquanto que também no twitter oficial de @FredericoDeQueirosVLL pode-se ler: "tenho fé em Rob Este para alcançar a vitória mais logo, como antigo e dedicado estudante da Academia Nacional de Wrestling".

Luís: É tudo muito bonito com esse Frederico. E com esta acabaram-se as redes sociais por hoje, pelo amor da santa. Vamos à ação que é isso que interessa...

*Toca a música Invasion, faixa de Caim Ezequiel*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate de equipas está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, oriundo de Jerusálem, Israel e pesando 90kg... "o escolhido de Jesus... Caim Ezequiel!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Beja: Uma reação repleta de vaias para o crente da Vanguarda da Luta Livre. Esperado, não estou surpreendido. Não tem merecido mais do que isso por esta excelente plateia.

Luís: Parece que Moore SD não quer esperar de maneira nenhuma!

Entoa a música de Moore SD no pavilhão da Vanguarda da Luta Livre e o mesmo aparece na rampa de acesso ao ringue para espanto de todos, até de Caim Ezequiel.

Beja: Olha Barreira, parece que Caim não ficou satisfeito com esta entrada de rompante por parte do americano Moore SD. E parece-me que tem todas as razões para isso!

Luís: Uma batalha de egos bem grande. Mas devem conseguir trabalhar juntos estes rapzes!

Moore SD entra no ringue e ri-se de forma irónica para Caim Ezequiel.

*Toca a música American Idiot, faixa de Phillip Hunt*

Raquel Jacob: Os seus adversários, introduzindo primeiro, a caminho do ringue, oriundo de Marieville, Quebec, Canada e pesando 110kg... Phillip "the hunter" Hunt!

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Beja: Aqui vem Phillip Hunt acompanhado por Marcos Santos que vai a passo acelerado para o ringue!

Luís: Coitado, pensa mesmo que é um desenho animado. Pobrezinho.

Marcos Santos vai rapidamente para o ringue, para não arriscar uma desvantagem numérica Phillip Hunt corre atrás dele e entra também para o quadrado da ação.

*Soa a campainha*


O árbitro Afonso Rodrigues manda soar a campainha e começam as hostilidades em mais um combate da Vanguarda da Luta Livre. Phillip Hunt começa o combate com Caim Ezequiel do outro lado que ainda parece meio irritado com Moore SD. Vão-se aproximando um do outro e Caim Ezequiel atinge o canadiano com um forte Uppercut que o coloca zonzo. Junta depois as duas mãos, atingindo o adversário na cabeça com um Standing Double Axe Handle. O canadiano fica zonzo e fica de pé graças ao apoio das cordas. Caim vai ter com o adversário, faz com que tome balanço no outro lado, Hunt corre e sofre um Big Boot aos pés do lutador mais crente da história da federação. Assentamento, 1... Hunt safa-se e o israelita faz o tag com Moore SD.

Entra o americano da Vanguarda da Luta Livre que já teve oportunidade de lutar pelo título Supremo. Entra e tem o seu adversário a levantar-se. German Suplex! Moore não deixa o seu adversário descansar durante 1 segundo, pega nele e DDT no tapete! Fica notoriamente mal tratado o canadiano que nesta altura vai necessitando do apoio do público. Tag com Caim Ezequiel que vai de imediato dar pontapés no adversário caído. Agora parte para murros de direita... Side headlock por parte de Caim Ezequiel! O público vai apoiando Hunt e com cotoveladas na zona abdominal do adversário consegue livrar-se da manobra! Superkick do nada! Os dois caem ao chão e o canadiano vai a rastejar até Marcos Santos... consegue o tag!

O brasileiro entra completamente lançado no combate! Entra para o ringue e aplica logo nesse momento um violento DDT em Caim Ezequiel. Deixa-o levantar, toma balanço e Dropkick em cheio no peito do israelita. Assentamento, 1... 2... Caim ergue o ombro de forma autoritária e não se deixa derrotar. Moore SD vai mostrando indiferença no seu canto correspondente.

Marcos Santos está lançado e sente que este é o seu momento! Vai tentar o Missile Dropkick da corda superior, mas o israelita consegue esquivar-se à última da hora! Vai a rastejar e consegue mesmo o tag com Moore SD! Rolling Elbow Smash por parte do americano no brasileiro que cai novamente, ficando estatelado no tapete. Assentamento, 1... 2... não! O brasileiro mostra uma grande resiliência, safando-se duma manobra muito, muito dura. Vamos ver o que se segue neste combate! Moore SD está melhor e aplica um Suplex com impacto em Marcos Santos. Tilt-a-Whirl Backbreaker e o impacto das costas de Santos a embater no joelho do adversário ouviu-se em toda a arena! Ouch! Moore sinaliza que está tudo acabado. O americano vai para o seu canto e toma balanço para aplicar o Superkick... bling tag por parte de Caim Ezequiel!

O israelita entra no combate do nada e deixa Moore irritadíssimo! O americano empurra-o e ambos discutem no meio do ringue... o árbitro vai lá e acalma os parceiros durante o evento de hoje, Caim Ezequiel vira-se... Scoop Powerslam por parte de Marcos Santos, ele chama a isto de Choque do Trovão! Este sobe agora ao canto donde se encontra Moore SD mas este nada faz sobre o assunto, Santos atira-se e atinge o adversário com o punho em cheio no rosto! Meteoro de Pegasus! Assentamento, 1... 2... 3!


Raquel Jacob: Os vencedores deste combate... Phillip Hunt e Marcos Santos!

Luís: E a expressão de Moore SD diz tudo: indiferença.

Beja: Exatamente, mas Phillip Hunt e Marcos Santos erguem o punho e abandonam rapidamente a arena! Grande vitória para a equipa que vai agora cumprimentando alguns fãs.

Moore SD entra rapidamente e subtilmente no ringue, prendendo o Golden Key em Caim Ezequiel.

Beja: Crossface preso em Caim Ezequiel!? Moore SD entra no ringue para atacar o seu parceiro durante o combate de hoje. Mas o que vem a ser isto? Que mau perder...

Luís: Eu também teria mau perder se tivesse um parceiro assim tão burro...

Moore SD deixa o Golden Key Crossface preso durante alguns segundos, deixando depois Caim Ezequiel estatelado no meio do ringue. A imagem desvanece com Moore a olhar de forma sínica para o lutador que deixou no ringue. O americano grita insistentemente que ninguém se coloca à sua frente.

*****

A câmara focava a entrada do pavilhão da Vanguarda da Luta Livre, num momento em que Michel-Baptiste Bangalter vinha do corredor, de mala ao ombro, com o cabelo um pouco húmido ainda do duche, parou no espelho para o ajeitar.

Na passagem pela receção, Miriam Guerra questiona o francês.


Miriam (interrompendo a passada de Bangalter): Senhor Bangalter! Vai sair do recinto?

Bangalter: Vou sim. Se quiser pode avisar o “senhor” Augusto Lousada.

Miriam (acenando positivamente com a cabeça): Com certeza.

Michel Bangalter compreende a resposta da recepcionista da VLL mas continua decidido a sair do pavilhão. Contudo, antes de passar à porta de saída volta-se de novo para um espelho para ajeitar o cabelo, segue o seu caminho mas é abordado por Roberto da Luz, chefe da equipa médica da federação.

Roberto (com um ar sério): Senhor Bangalter?

Michel roda a cabeça lentamente e arrogantemente de modo a olhar para Roberto da Luz.

Bangalter: Sim? Quer-me alguma coisa?

Roberto: Nada, mas… vai embora?

Bangalter (de forma clara): Sim. O meu combate já terminou, acho que estou no meu direito de abandonar a arena quando bem me apetecer. Agora se me dá licença…

Bangalter dá mais uns passos rumo à porta até voltar a ser interrompido pelo médico.

Roberto: Penso que o Sr. Augusto não vai ficar contente por isto…

O francês dá um suspiro profundo, como que tentando manter a calma com mais ou menos sucesso, volta-se para Roberto da Luz e chega-se mais perto do mesmo.

Bangalter (parecendo perder a paciência): Escute com atenção: estou-me a borrifar para isso. Não quero saber se o Sr. Augusto vai ou não gostar. Tive o meu combate, penso que sou bem livre de fazer o que eu quero.

Bangalter volta a retomar o seu caminho mas depressa volta atrás com um sorriso confiante no rosto para dizer mais alguma coisa.

Bangalter: Aliás, se o "Senhor" - pronuncia a palavra com claro sarcasmo - Lousada quisesse saber de mim dava-me as oportunidades que eu merecia no Main Event disto. Não me tiraria da rota do Título Supremo por causa de um joguinho dele nem me metia a abrir espectáculos contra novatos. Isto é uma falta de respeito perante o lutador mais talentoso que ele tem no plantel. Uma falta de respeito perante um homem que lhe dá as audiências de que ele tanto gosta. Enfim, para quê me justificar se todos vêem o que anda a acontecer. Agora com licença...

O francês finalmente sai do recinto da VLL enquanto a imagem desvanece focando Roberto da Luz.

*****

avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 31# (RTP2) - (12/11/13)

Mensagem por vlladmin em Qui 14 Nov 2013, 07:04

Vemos Verme a caminhar pelos corredores como se de um autómato se tratasse. Vai mexendo a cabeça de forma estranha, deixando-a inclinar para a esquerda e para a direita como se esta lhe pesasse. O lutador passa por uma esquina e a câmara filma Henrique Coelho encostado à parede, esperando Verme, que continua a andar em frente. O açoriano aguarda mais um pouco e ataca Verme pelas costas com socos e pontapés violentos.

Verme consegue-se virar e emite um berro horrível que ecoa pelos corredores. Responde a Coelho com um soco fortíssimo no maxilar, que o faz cambalear para trás, virando-lhe costas. Verme levanta o braço esperando que Coelho se vire, e quando o faz tenta aplicar o seu Mandible Claw, mas o ex-Campeão da Vanguarda percebe a intenção e desvia-se, acertando-lhe de seguida com uma joelhada nas partes baixas. Agarra-lhe depois no braço e aplica-lhe um arremesso de judo que o deita ao chão.


Coelho (gritando raivosamente para Verme, que está no chão a gemer de forma estranha): Achas que caía duas vezes na mesma coisa, sua besta?! Sou melhor do que isso!

Coelho coloca-se em cima de Verme e começa a socá-lo violentamente, com murros tanto de esquerda como de direita. O açoriano tenta então arrancar a máscara, que faz por o evitar conforme pode, mas é Coelho quem leva a sua avante. O ex-Campeão da Vanguarda levanta-se com a máscara do rival no chão e olha para a câmara com um sorriso arrogante.

Coelho (exibindo a máscara): Como vêem meus brassards, os monstros não existem. Eles não passam de homens mascarados e eu, Henrique Coelho, consigo derrubar qualquer homem dentro da Vanguarda da Luta Livre.

Vê-se uma figura distorcida a levantar-se em segundo plano por trás de Coelho.

Coelho (gritando): Aahh!!!

Verme faz uma placagem a Coelho que cai e derruba a câmara. Apenas vemos o corpo do açoriano que está estendido no chão, de barriga para baixo, e as pernas de Verme que está por cima dele. Verme dá-lhe um murro na parte de trás da cabeça e agarra a máscara, caída ao lado de Coelho.

“Ali!!! Separem-nos!”

Verme curva-se e já está de novo com a máscara. O estranho lutador deixa inclinar uma vez mais a cabeça. Coelho rebola-se por baixo dele e consegue pôr-se por baixo dele.

Henrique Coelho (furioso): Seu verme de merda!

Os dois iniciam uma nova troca de murros e a imagem corta quando o som de passos em corrida se vai tornando mais próximo.

*****

A câmara aparece agora a focar Augusto Lousada, o supervisor geral da Vanguarda, que obtém uma reacção um tanto negativa da parte do público. Está sentado na sua secretária e vai gesticulando enquanto fala.

Augusto Lousada: Bom, na Vanguarda 30 na semana passada, devem-se lembrar de uma conversa que eu tive aqui mesmo com o Gabriel Martins. Comuniquei-lhe que teria um combate na Vanguarda 32 e prometido é devido.

Augusto Lousada levanta-se da cadeira de escritório, colocando-se de pé, com os punhos sobre a secretária.

Augusto (num tom mais excitante): É por isso, que hoje, Vanguarda 31, anuncio que na próxima semana: Gabriel Martins estará em acção e já com adversário definido. Adversário esse desconhecido a vocês, público da VLL. Dá pelo nome de Crazy Man.

O público reage com contentamento e curiosidade em relação à entidade do adversário de Gabriel Martins para a Vanguarda 32 enquanto o supervisor geral da VLL se senta de novo na sua cadeira. A imagem desvanece.

*****

A câmara fixa volta a arena donde se passa a ação. Dentro de poucos minutos terá início o combate principal da noite entre Alberto Valente e o justiceiro, Rob Este. Combate de jaula.

Luís: É agora Beja! Todos e eu não sou excepção já conseguem sentir os arrepios de frio a cair pela espinha... a jaula vai começar a descer a qualquer momento, que momento.

Beja: E a verdade é essa. Um combate de jaula é sempre algo sensacional, mas nestas circunstâncias é ainda mais emocionante. Uma rivalidade extremamente pessoal que, em princípio, terá hoje a sua conclusão. Alberto Valente e Rob Este enfrentam-se num combate que promete ser extremamente físico!

A jaula começa a descer.

Luís: O público está ao rubro, não é caso para menos!

*Toca a música Solteiro, faixa de Alberto Valente*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate será disputado dentro duma jaula de aço e está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, oriundo de Lisboa e pesando 107kg... "o conquistador"... Alberto Valente!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Beja: Uma reação com muitos apupos para o conquistador! Alberto Valente tem sido muito criticado pelas suas ações fora do ringue e esta claramente é uma prova para tal. O antigo parceiro de Rob Este tem tido atitudes lamentáveis.

Luís: Cada um faz pela vida. Mas que este gajo tem muita pinta, lá isso tem...

Alberto Valente entra dentro da jaula, testando depois a estrutura com as suas mãos. Parece receoso.

Beja: Alberto Valente está assustado, não é para menos!

*Toca a música Horns Up, faixa de Rob Este*

Raquel Jacob: E o seu adversário, a caminho do ringue, oriundo da Nazaré e pesando 102kg... “o justiceiro”... Rob Este!

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Beja: Rob Este está pronto para a batalha da sua vida! Depois de tudo o que lhe aconteceu parece realmente motivado e determinado a destruir Alberto Valente nesta contenda. Os seus olhos dizem tudo, este, senhoras e senhores, é um indivíduo que não está para brincadeiras.

Luís: Vai beijar o aço. Está com medo, é um medricas. Não chora Roberto Oeste!

Rob Este vai para o ringue rapidamente. Depois de entrar o árbitro Marcos Mendes dá ordem a um oficial para fechar a jaula que só será aberta e levantada quando a batalha terminar.

*Soa a campainha*


Início do evento principal da Vanguarda trinta e um nesta estrutura demoníaca! Rob Este não perde tempo e vai para cima de Alberto Valente com murros de direita e esquerda, o conquistador vai fazendo pela vida e tenta esquivar-se ao máximo das tentativas de ofensiva do justiceiro. Valente esquiva-se duma Clothesline do adversário e começa a subir a jaula muito rapidamente, mas é uma questão de tempo até Este apanhá-lo e puxá-lo com muita força, sendo que Valente consegue mesmo assim aterrar de pé. Pontapé violento na zona abdominal do adversário! Rob Este levanta o português e parece aplica o Suplex, mas projeta o corpo do seu antigo parceiro contra o aço e o público sente o impacto! Valente fica próximo das cordas, Rob toma balanço... Baseball Slide... não! Alberto Valente esquiva-se à ultima da hora e o lutador que bebe tanta cerveja como água acaba a embater com o cotovelo no aço.

Alberto Valente coloca Rob Este numa posição desconfortável. O justiceiro está de pé, mas apertado e entre as cordas e a jaula de aço. Valente toma balanço e corre dum lado ao outro do ringue, atirando-se depois contra o corpo de Este que bate com a parte traseira do seu corpo contra o aço! Tamanha violência por parte do conquistador que teve um relacionamento carnal com a mãe do seu adversário e antigo parceiro. Fica muito mal tratado o lutador da Nazaré... chapadas com as costas da mão por parte de Alberto Valente no seu adversário que ainda se encontra na mesma posição desconfortável. Controlo absoluto por parte do lisboeta nesta parte da contenda. Vai para mais uma chapada ao que parece... cabeçada de Rob Este em Valente! Mais uma e mais outra! Valente vai ao chão!

O justiceiro consegue recuperar algum do seu ímpeto nesta contenda e Valente fica frustrado, toma novamente balanço e parece querer marcar as costas de Rob Este com o aço da jaula! Corre, projeta-se em direção ao adversário mas este baixa-se e Valente entra em contacto direto com a jaula! O mesmo emite berros de dores! Rob Este escapa da sua posição menos confortável e volta novamente à ofensiva com muitas cotoveladas sucessivas no peito do conquistador. Valente está numa posição vulnerável e o justiceiro pega nele em posição para o Samoan Drop! Este vai andando para trás e faz com que Valente embata  com as costas na jaula de aço! Agora sim, Samoan Drop! Rob Este pode vencer escapando da jaula, mas não o faz e prefere continuar a castigar Valente!

Este levanta novamente o seu adversário, mas rapidamente um Low Angle Dropkick por parte de Alberto Valente em Rob! Vai ao canto e aplica um Double Axe Handle muito bem executado, dando-lhe algum tempo para respirar e agora parece que quer acabar o combate, saindo da jaula! O mesmo vai trepando com muita velocidade, mas Rob apercebe-se disso mesmo e pontapeia com agilidade a perna direita de Valente, fazendo com que este se desequilibrasse e caísse desamparado com as joias de família a bater nas cordas! Este volta a pegar no seu adversário e desta feita aplica um poderoso Belly-to-Belly Suplex... não! Alberto Valente consegue aterrar de pé e mostra tamanha agilidade também! Spinning Wheel Kick por parte de Alberto Valente que coloca o seu adversário em posição para o Sitout Suplex Slam, pode acabar desta feita o combate!

Alberto Valente levanta o seu adversário e tenta o Valente Suplex, vai insistindo e levantando cada vez mais o justiceiro! Rob Este não cede e não deixa o seu adversário aplicar o seu golpe mais sonante! Pontapé na zona abdominal do lisboeta! DDT repentino de Rob Este em Alberto Valente que levanta agora o seu adversário! Está em posição! Spinning Crucifix Toss, já está! Assentamento por parte do Rob Este - o público está ao rubro -, 1... 2... 3!


Raquel Jacob: Os vencedores deste combate... "o justiceiro" Rob Este!

Luís: Não, não! Conclusão injusta deste combate, Alberto Valente foi claramente superior durante todo o combate, praticamente!

Beja: Ouve esta arena que está ao rubro! Rob Este vence o seu grande rival na federação, Alberto Valente! Grande combate a culminar numa grande vitória! Não haja dúvidas em quem foi o melhor homem durante toda esta história!

Rob Este sobe a jaula, colocando-se no topo da mesma e erguendo o punho.

Beja: Esta foi certamente a vitória mais importante da carreira deste grande lutador. Rob Este fez por merecer e se este triunfo não lhe servir de ânimo na Vanguarda da Luta Livre, nada o fará...

Luís: Enfim, e com este nabo a comemorar em cima da jaula nos despedimos. Até para a semana, fiquem com a RTP2! Voltamos dia 19!

A imagem desvanece pela última vez com Rob Este a celebrar no topo da jaula, enquanto Alberto Valente ainda está imóvel no centro do ringue.
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 31# (RTP2) - (12/11/13)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum