VANGUARDA 28# (RTP2) - (22/10/13)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

VANGUARDA 28# (RTP2) - (22/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 16 Out 2013, 08:18


PAVILHÃO DA VANGUARDA DA LUTA LIVRE, LISBOA

COMBATE PRINCIPAL DA NOITE

VINÍCIUS NUNES vs. MOORE SD III


*****

ANTÓNIO ANDRADE vs. ANÍBAL FRAGAS
DELMAR BENTO & EUSTASS KID vs. FRANCISCO VIDRO & RONY OLIVEIRA
HENRIQUE COELHO vs. ROB ESTE
DIOGO LOURENÇO vs. REINALDO UNAS
TONI QUEIJADAS vs. DARREN KEANE
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 28# (RTP2) - (22/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 23 Out 2013, 06:01

Um vídeo com vários minutos é emitido. Este destaca os acontecimentos mais relevantes na última edição da Vanguarda, a vinte e sete. Destaque num primeiro momento para as estreias de Sogun Madden e Darren Keane e para a vitória do primeiro, mas com o norte-irlandês a sair claramente por cima no final das contas. Os discípulos de Caim Ezequiel voltaram a estar em incidência, contribuindo para arrumar Pedro Portilho com grande violência. Michel-Baptiste Bangalter conseguiu mexer com a cabeça de Alberto Valente, vencendo-o num combate com as suas habituais manhas. Por fim, mais uma defesa de título bem sucedida por parte de Diogo Lourenço onde o ponto de maior relevo esteve no regresso antecipado do russo Yuri Petrov.

*Toca a música da La Chanson des Vieux Amants, faixa de Michel-Baptiste Bangalter*

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Luís Barreira: Beja, o que se passa?

Diogo Beja: Bem-vindos senhores e senhoras a mais uma excitante edição da Vanguarda na RTP2. Teremos um evento fantático para todos vós, mas este começa com uma surpresa.

Luís: Michel-Baptiste chega aqui antes das nossas introduções iniciais e da pirotecnia na arena. Está apressado o homem.

Michel-Baptiste Bangalter está a caminho do ringue com um sorriso irónico no rosto. Entretanto pede um microfone.

Luís: É preciso ser-se insolente. Espero bem que valha a pena.

Michel-Baptiste Bangalter: Ah... oui! A Vanguarda tem agora outro brilho!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Bangalter: O vento a empurrar as vossas vaias até à casa da indiferença...

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Bangalter: Finalmente posso dizer q...

VÍDEO NO ECRÃ GIGANTE.

Américo Amorim: Ora muito boa noite, fãs da Vanguarda da Luta Livre. Para os mais novos seguidores da melhor federação de wrestling portuguesa, chamo-me Américo Amorim e sou o fundador deste projeto.

A imagem foca Bangalter por vários segundos que parece desconfiado.

Américo: Como é óbvio, espero que gostem de mais um evento que toda esta grande equipa preparou para vós. Por motivos profissionais não estarei em Portugal na altura em que o evento está a ser transmitido em direto. De qualquer das formas espero ter o mesmo impacto... e sei que certamente terei.

Américo Amorim coloca os óculos de leitura.

Américo: Excelentíssimos senhores e senhoras, Lucas Brandão tem sido tudo menos um exemplo para a massa associativa que acompanha de forma semanal este produto. As suas atitudes, erros e defeitos foram perdoados durante algum tempo. Desde o #FORALUCAS até à situação com Michel-Baptiste Bangalter.

O francês vai reclamando na sua língua mãe.

Américo: A parcialidade que o indivíduo em questão mostrou não é todo tolerável a alguém da sua categoria. Todo o sujeito que ocupa um cargo tão prestigiado deverá ter noções mais apuradas de educação, respeito e imparcialidade. Diz-se que na vida toda a gente tem direito a uma segunda oportunidade... mas não quando se tem a obrigação de suceder e gerir um negócio com sucesso.

Ouve-se um burburinho na arena.

Américo: Juntamente com os restantes diretores da Vanguarda da Luta Livre foi derramada muita tinta, muitas opções foram ponderadas. Mas não há outra opção senão destituir Lucas Brandão como supervisor geral da Vanguarda.

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Américo: Senhoras e senhoras, anuncio oficialmente o novo supervisor-geral da Vanguarda da Luta Livre... Augusto Lousada!

OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOH.

Américo: Resta dizer que Lucas Brandão ficará na tutela do seu superior, Augusto Lousada. Divirtam-se! Com os melhores cumprimentos do vosso presidente, Américo Amorim.

FINAL DO VÍDEO.

Beja: E isto é como se protagoniza um choque em cadeia...

Bangalter: Sacrebleu! C'est un scandale! Stupide!

WHAT?

Bangalter: Tais-toi! Calem-se insolentes!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Luís: Devo chamar os médicos? Parece que está prestes a colapsar.

Com os olhos a indicar uma expressão de surpresa, assim como a mão direita na cabeça, Michel-Baptiste Bangalter deixa cair o microfone e vai de cabeça baixa para a zona de bastidores. O mesmo vai insultando alguns dos fãs na arena. A imagem desvanece.


Fogo de artifício no pavilhão da Vanguarda da Luta Livre! O fogo de artifício espalha-se pela zona superior da rampa de acesso ao ringue onde seis combates irão realizar-se à moda da Vanguarda! O público reage muito bem a esta pequena introdução, depois do surpreendente comunicado de Américo Amorim.

Luís Barreira: Agora sim! Olá a todos os telespectadores da RTP2! O meu nome é Luís Barreira e hoje levamos até vossa casa mais um evento fantástico da Vanguarda da Luta Livre! Já são vinte e oito.

Diogo Beja: Eu ainda estou estupefacto com Américo Amorim que anunciou há momentos que o novo supervisor geral da Vanguarda da Luta Livre é... Augusto Lousada!

Luís Barreira: Antigo produtor executivo da estação toma agora um posto importantíssimo na federação. Veremos o que faz como uma das figuras da Vanguarda.

Diogo Beja: Bem, não entrando em grandes detalhes neste assunto pelo menos para já, podemos dizer que temos seis - isso mesmo, seis! - combates anunciados para esta grande noite na capital portuguesa.

Luís Barreira: Um evento inteiramente programado por Lucas Brandão!

Diogo Beja: No sítio oficial da federação na internet, www.vll.pt, os fãs escolheram o terceiro combate entre Moore SD e Vinícius Nunes como sendo o que lhes deixava mais expectativas. Veremos se correspondem dentro de ringue.

Luís Barreira: E aproveito também para consultarem o nosso site oficial para verem que David Soares Courteener abandonou a Vanguarda da Luta Livre. Mais detalhes no sítio.

Diogo Beja: Continuando. Fora esse excitante evento principal teremos mais cinco combates...

*Toca a música da Vanguarda*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, dêem as boas-vindas ao novo supervisor geral da Vanguarda da Luta Livre, senhor Augusto Lousada!

Augusto Lousada: Boa noite, Vanguarda! Façam barulho!

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Lousada: Muito resumidamente quero tocar em alguns pontos antes do primeiro combate da noite. A gestão de Lucas Brandão passou à história, apenas tem papel de relevo nos registos. E mesmo assim...

Luís: Forte. Bravo senhor Lousada!!

Augsto Lousada vai entrando no ringue.

Beja: Deu-se ao trabalho de vir falar ao público. Crédito por isso, vá lá.

Lousada: Eu não vos quero cansar nesta que vai ser uma das melhores noites da história desta federação, porque obviamente não terão que ver a cara do Lucas à vossa frente.

O público ri-se.

Lousada: Portanto, a minha missão é simples. Vou-me sentar naquela mesa de comentares e vou fazer deste programa a coisa mais excitante de sempre!

A plateia aplaude o gesto de Augusto Lousada. A imagem desvanece com o sucessor de Lucas Brandão a cumprimentar Diogo Beja e Luís Barreira com um especial abraço.

*****

A câmara foca a zona de entrevistas do pavilhão da Vanguarda da Luta Livre. Este diz que vai entrevistar alguns presentes na arena. O entrevistador vai a andar até à rampa de acesso ao ringue, aproximando-se da plateia.

Do outro lado do ecrã, perto da cortina de acesso ao ringue, vemos Diogo Lourenço a dizer a Alexandra Valente que o seu combate não vai demorar nada e que nem precisa de ir com ele para o ringue.


Zé Maravilha: Olá, muito boa noite jovem! Então, o que achaste da mudança? Aquele senhor na mesa de comentadores irá fazer um melhor trabalho do que Lucas Brandão?

O jovem abana afirmativamente com a cabeça.

Fã #1: As nossas preces foram ouvidas! #FORALUCAS realizou-se!

Maravilha: Certo, e o que espera do evento de hoje? Lembrando que foi totalmente vindo do escritório de Lucas Brandão.

Fã #1: Acredito que sim, mas com a mão de Augusto Lousada vai ganhar aquele gosto especial!

Maraviha: Certo! Vamos passar aqui a um menino de tenra idade. Como te chamas?

Fã #2: João Lopes!

Risos ensurdecedores na arena, nem Zé Maravilha se conteve.

Maraviha: Muito bem João, o que achas do senhor Lousada?

Fã #2: Eu acho que...

*Toca a música Still Worth Fighting For, faixa de Diogo Lourenço*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este é o combate inaugural da noite e está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, oriundo de Tomar e pesando 87kg... o campeão da Vanguarda... Diogo Lourenço!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Beja: Coitado do puto... de qualquer forma vamos dar início à contenda inaugural da noite dentro de momentos.

Luís: E com um dos campeões da federação!

Lousada: Obviamente isto é tudo muito bonito, mas falta referir que irá enfrentar um estudante da Academia Nacional de Wrestling. Resquício lamentável do que era a gestão de Lucas Brandão.

Diogo caminha até ao ringue de forma intensa e com uma expressão agressiva.

*Toca a música Estrela Morena, faixa de Reinaldo Unas*

Raquel Jacob: E o seu adversário, a caminho do ringue, oriundo de Lisboa e pesando 110kg... Reinaldo Unas!

Luís: Está sorridente, confiante...

Lousada: Coitado.

Beja: Já tivemos alguns resultados interessantes e surpreendentes nesta federação, vamos ver se Reinaldo Unas consegue provar esta anterior afirmação!

Reinado Unas desce a rampa de forma descontraída e entra no ringue.

*Soa a campainha*


Adelaide Rodrigues é a oficial designada para este combate. Ambos estão prontos para iniciar a contenda que começa com Unas a esquivar-se duma possível ofensiva de Diogo Lourenço. O primeiro começa a troçar do campeão da Vanguarda, mas Diogo apanha-o distraído e castiga-o com um intenso Flying Forearm Smash que deixa o estudante da ANW no chão. Olhar de desprezo na cara de Diogo Lourenço que vai dando pontapés no estômago do adversário. Este acaba por rebolar para fora do ringue. Diogo Lourenço olha para Alexandra e esta acena afirmativamente. Diogo vai às cordas para tomar balanço, corre pelo ringue e projeta-se para fora do ringue com um Suicide Dive sensacional para cima de Unas!

À contagem de 6 ambos voltam para o ringue. Vão-se levantando de forma razoavelmente rápido e Unas consegue aplicar com sucesso dois murros poderosos no rosto de Diogo Lourenço, avança para a Clothesline... mas Diogo Lourenço contra-ataca com um Belly-to-Belly Suplex de belo efeito. O campeão avança para a borda do ringue e espera que o adversário se levante para aplicar uma sensacional Springboard Clothesline!

Devil's Bite logo após de Unas se levantar! Lourenço avança para o assentamento, 1... 2... 3!


Raquel Jacob: O vencedor deste combate... o campeão da Vanguarda, Diogo Lourenço!

Lousada: Tal como eu ia dizendo. Uma vitória extremamente simples do campeão da Vanguarda. Este combate ter sido agendado já foi um erro... mais um, aliás. Parecem os candidatos a presidente do Sporting a mandar bitaites uns aos outros.

Luís: Realmente, eu concordo com o senhor Lousada. Dou-lhe toda a razão.

Beja: Era notória a frustração do campeão depois do regresso de Yuri Petrov na última edição da Vanguarda. Descarrega aqui a sua cólera num novato.

*Toca a música Dance With the Devil, faixa de Yuri Petrov*

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Luís: É Yuri Petrov!

O público vai ao rubro com a entrada do russo.

Yuri Petrov: Então Vanguarda, como é?

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Petrov: Eu poderia ter feito aquilo que tu mesmo fizeste há cerca de um mês na Vanguarda 24. Seria extremamente acessível, até. Bastava mandar tocar a música que ouviste há momentos para te desconcentrar e colocar a tinta permamente mais uma derrota no teu currículo.

Petrov sauda novamente a plateia.

Petrov: Há dois lados de analisares a situação. Por um deverias estar extremamente grato. Não te prejudiquei e deixei o teu combate prosseguir com toda a naturalidade que lhe é devida. Mas por outro...

Luís: Aqui vamos nós! Yuri Petrov corre pela rampa abaixo!

Yuri Petrov corre para o ringue, mas Diogo Lourenço é inteligente e vai também a correr, mas em direção ao público. Este quer tudo menos confrontar-se fisicamente com o russo.

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Lousada: Está a poupar-se para o inevitável combate entre ambos. Tem lógica.

A imagem desvanece com Diogo Lourenço a ouvir bocas menos agradáveis de alguns fãs enquanto sobe pela plateia do pavilhão.

*****

A câmara foca novamente a zona de bastidores onde alguns lutadores vão festejando o facto de Lucas Brandão ter deixado de ser o supervisor geral da Vanguarda da Luta Livre.

Sogun Madden: Meus amigos, ouçam-me. Este é o começo duma nova era no seio da federação, vamos mostrar que estamos à altura!

Ouve-se um SIM coletivo.

Valentim Pacheco: Sabem qual seria a melhor forma de festejar!

Phillip Hunt: Oh não, macacos me mordam...

Valentim: Dançando!

Phillip: Não me obrigues a atirar-te pizzas!

Os presentes no corredor vão-se rindo. Rob Este vai distribuindo uma lata de cerveja por cada um presente no cenário. A imagem desvanece com um brinde.

*****

avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 28# (RTP2) - (22/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 23 Out 2013, 06:01

Vídeo no ecrã gigante do pavilhão. O mesmo começa por mostrar uma floresta repleta de neve, porventura em pleno inverno.



*Toca a música Gud Giv Det Varer Ved *


Narrador: Floresta de Marielundsskoven no meio de mais um gelado e agonizante inverno. Onde o guerreiro reflete e prepara mais uma batalha sobre condições radicalistas. Estamos em Kolding, Dinamarca.

A imagem dá-nos um vislumbre da aparência física do lutador.

Narrador: O seu nome não será pronunciado antes do tempo. A sua aparência ficará em sigilo até ao erguer do machado na primeira batalha. A sua missão é única, é suceder.

A imagem continua a avançar até uma série árvores altas e imponentes.

Narrador: Aqui, neste mesmo espaço, travaram-se mortíferas batalhas. Colocaram no túmulo heróis dinamarqueses e fizeram outros nascer. É uma questão de ciclos.

A imagem avança em velocidade super-sónica até parar aos pés do "viking".

Narrador: E na floresta há quem os saiba renovar...

A imagem desvanece.

*****

A câmara volta a focar o ringue.

Beja: E está na hora do segundo combate da noite, por fim.

*Toca a música Impele a tua Própria Canoa, faixa cantada por Toni Queijadas*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, oriundo de Amareleja e pesando 53kg... “O Escuteirinho da Amareleja”... Toni Queijadas!

Beja: Que voz fantástica. Só por isto vale a pena pagar o bilhete.

Luís: Só se for para ver a tareia que vai levar a seguir...

Lousada: Mais uma contenda extremamente equilibrada marcada pela ousadia magnífica de Lucas Brandão. Tenho a impressão que isto não vai demorar muito.

Beja: Atenção!

De forma repentina Darren Keane aparece na rampa de acesso ao ringue, acelerando e atingindo Toni Queijadas nas costas com um cano de aço.

Beja: Que demonstração imensa de cobardia.

Luís: Queijadas fica estatelado no chão para não variar.

Os médicos vão prestando auxílio a Toni Queijadas, mas este indica que quer ir para o ringue e acaba mesmo por entrar no mesmo.

*Soa a campainha*


Jorge Mesquita é o oficial designado para esta contenda. Tudo a postos para o início do combate, mas Toni Queijadas vai-se queixando das costas depois de ser atingido por Darren Keane antes do início do combate. O gesto cobarde do norte-irlandês vai-lhe dando vantagem nesta parte inicial do combate. Lou Thesz Press, seguidos de murros de mãos alternadas no escuteiro de Beja que fica castigado no tapete. Knee Drop em cheio no rosto de Toni Queijadas. Jorge Mesquita está preocupado com o estado físico do escuteiro, mas não pode parar o árbitro nesta altura. Darren Keane quase empurra o árbitro e levanta Toni.

European Uppercut com uma violência enorme por parte do norte-irlandês. Toni Queijadas está encostando a um canto... Big Boot em Queijadas que fica sem saber onde está. Keane podia avançar para o assentamento e vencer, mas prefere brincar com o escuteiro de forma cruel. O árbitro Jorge Mesquita vai-lhe apelar pelo bom-senso, mas este ignora completamente.

Queijadas é um peso morto por esta altura. Keane eleva-o para a Powerbomb, socos de Toni no lutador que entra no ringue com a sua mota! Elevated Powerbmomb, os golpes de Queijadas não são suficiente para afugentar o anarquista.

Assentamento no escuteiro, 1... 2... 3. Vitória fácil de Darren Keane.


Raquel Jacob: O vencedor deste combate... Darren Keane!

Lousada: Mais uma derrota para Toni Queijadas, previsível.

Beja: Então!? Não há necessidade disto! Francamente...

Darren Keane executa no Brawl Slam em Toni Queijadas, indo imediatamente à bota. Coloca uma soqueira nas mãos e está determinado em usá-la.

Luís: Quer deixar a sua imagem bem vincada...

*Toca a música Doom and Gloom, faixa de Sogun Madden*

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Luís: Sogun Madden, o suíço!

O suíço corre até ao ringue e consegue travar Darren Keane com um Takedown.

Lousada: Isto está a aquecer, de facto.

Beja: Não só para ajudar Toni Queijadas, mas também para vingança. Sogun Madden quer retribuir o ataque ao norte-irlandês!

Sogun Madden tenta aplicar o Spinning Wheel Kick em Darren Keane, mas este rebola para fora do ringue e liga a mota para rumar de novo à zona de bastidores.

Lousada: E estes momentos ajudam imenso no meu trabalho. Temos combate daqui a duas semanas!

Luís: Concordo com a criação deste combate, senhor Lousada! Extraordinário!

A imagem desvanece com Sogun Madden a olhar para Darren Keane que está com a mota na parte superior da rampa de acesso ao ringue.

*****

Nos bastidores, a câmara focava Rob Este para contentamento do público presente na arena. Em seguida mostra-se também Pedro Lombarda que introduz o entrevistado.

Pedro Lombarda: Boa noite Rob. Há semanas que o Rob está bem vincado no momento presente da VLL desde que Alberto Valente o traiu, tendo inclusive na semana passada ocorrido uma rixa entre ambos até serem separados. Que tem a dizer sobre isto?

Rob Este: Pedro… a minha cabeça tem andado num turbilhão nas últimas semanas. Esta rivalidade quer apoderar-se de mim, a cerveja não me sabe ao mesmo, mas quero esclarecer uma coisa, Pedro: quem partiu para a agressão foi o Alberto, não eu, eu apenas me defendi.

Lombarda: Muito bem. Hoje o Rob vai enfrentar o ex-campeão da Vanguarda, Henrique Coelho. Sente-se confiante?

Rob: Claro, Pedro. Estou sempre confiante para qualquer desafio, quer seja contra o Henrique, contra o Alberto ou contra outro qualquer. Quero deixar claro para o Henrique que vou dar o meu melhor. De preferência, que não haja nenhuma aparição indesejada, sirva a carapuça a quem servir.

Lombarda: Está-se a referir a Alberto Valente certo? Quer deixar alguma última mensagem ao seu ex-parceiro?

Rob: Repito, sirva a carapuça a quem servir. E não vejo mais o Alberto como um ex-parceiro, a partir de agora vejo-o como meu rival, visto que ele quer fazer o mesmo. Alberto, lembra-te, eu conheço-te, bem demais.

Lombarda: Muito bem, Rob, daqui é tudo. Obrigado.

Rob: Eu é que agradeço.

*****

Phillip Hunt andava pelos bastidores, um pouco apreensivo, pensando na próxima estratégia para frustrar os planos dos Parceiros de Guerra, quando viu um lutador vestido com o mesmo uniforme do Goku. Parou e ficou a olhar para a figura. O homem reconheceu-o e sorriu. Hunt ficou com um sorriso meio amarelo. O homem em questão era Marcos Santos, o novo lutador da VLL.

Marcos Santos: BOOOM BOOOOM BOOOOM! Olá Hunt! Meu parceiro no pedaço. Olha, cara com meus poderes, vou ajuda-lo a derrotar o Freeza do pedaço e sua tropa Ginyu.

Hunt ficou a olhar sem entender o que Marcos dizia.

Phillip Hunt: Tropa? Freeza? Ginyu? O que é isso?

Marcos: Você não sabe? DBZ man! Ta ligado não? Bem, sabe, o Risoka da jogada, agora você me entende, né Kurapika?

Hunt: O quê?

Marcos: Cara... Preciso lhe dá aulas de anime! Pois bem, vou ser objetivo, vou ajudar a você a derrotar o Lucas e os Parceiros de Guerra! Eles pensam que são o Hades, mas estão muito enganados! Se nos juntarmos, sei que derrotaremos Delmar e Eustass Kid!

Hunt: Ah! Agora entendi, claro! Preciso de ajuda mesmo, mas, por favor, peço-te, não referencies muito essas cenas de anime, não percebo muito disto!

Marcos: Relaxe, que depois eu lhe ensino técnicas, e iremos derrota-los com o meu Kamehameha e meu Meteoro de Pegasus! Relaxe, é só concentrar no seu ki!

Hunt: Tudo bem! Mas não percebo nada do que estás a dizer!

Os dois saíram a conversar pelos bastidores, com Hunt a não entender quase nada do que Marcos dizia. Já o brasileiro tentava fazer com que o canadiano entendesse tudo sobre animes.
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 28# (RTP2) - (22/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 23 Out 2013, 06:03

A câmara fixa volta a focar o ringue, desta feita para o terceiro combate da noite. Depois da ida ao Luxemburgo o açoriano Henrique Coelho volta aos ringues da Vanguarda da Luta Livre, desta feita para enfrentar o justiceiro, Rob Este.

*Toca a música Rabo de Peixe, faixa de Henrique Coelho*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, oriundo de Ponta Delgada e pesando 95kg... “a sensação açoriana”... Henrique Coelho!

Beja: Cá está ele. Depois de ter feito moça no Luxemburgo um dos mais prestigiados lutadores da federação está de volta.

Luís: Esta vida não era para mim, eu não vou chorar... ter o Beja junto a mim, eu não vou chorar...

Beja: Meu coração corre sangue.

Henrique Coelho leva a bandeira dos Açores a dar uma volta ao ringue, pousando-a depois junto da mesa de comentadores.

Luís: Então meu brassard, tudo em cima?

*Toca a música Horns Up, faixa de Rob Este*

Raquel Jacob: E o seu adversário, a caminho do ringue, oriundo da Nazaré e pesando 102kg... “o justiceiro”... Rob Este!

Luís: Vamos ver se está apto para competir depois do enxerto de porrada que levou do Beto na semana passada.

Beja: Não foi nada de mais. O Valente é que se fez de macho-alfa.

Rob Este dá o resto da sua cerveja a um lutador nas primeiras filas e avança a correr para o ringue.

*Soa a campainha*


O oficial David Peralta inspeciona ambos os lutadores e está tudo em ordem para o início da contenda. Henrique Coelho e Rob Este travam um teste de força durante alguns segundos, mas tudo acaba com um característico arremesso de judo por parte do açoriano. Depois desta manobra inaugural este continua à carga, partindo de imediato para uma Armbar Submission. No início de combate o ritmo é francamente lento e nenhum dos lutadores quer arriscar em demasia. Continua presa a manobra de submissão, mas o antigo parceiro de Alberto Valente consegue pontapear a zona abdominal do antigo campeão da Vanguarda.

Consegue finalmente separar-se da manobra de submissão. O justiceiro avança assim para uma onda ofensiva, começando por aplicar uma Clothesline que derruba o açoriano por breves segundos. Aplica mais um par delas, segue-se então um Suplex. Tentativa rápida de assentamento, mas o pé do açoriano está debaixo da corda. Stomp então de Rob Este na sensação açoriana. Melhor fase do justiceiro nesta contenda.

Este agarra Coelho pelos cabelos e levanta-o...  Europen Uppercut no antigo Parceiro de Guerra! Grande golpe por parte de Henrique Coelho que deixa combalido o seu adversário. Vai às cordas, toma balanço e segue o seu momento de ímpeto com uma Clothesline. Coelho vê o adversário no chão, coloca-se rapidamente na posição de Triangle Choke! Vai acabar o combate! Rob Este está indefenso e o açoriano vai aplicando uma enorme pressão... mas depois de se esforçar o justiceiro consegue chegar às cordas!

Situação extremamente perigosa para Este que se vai levantando com o apoio das cordas. Levanta-se e vai cambaleando para o meio do ringue, Coelho atira-se... Samoan Drop por parte de Rob! Henrique Coelho ia cheio de balanço mas acabou mal na fotografia.  O justiceiro sente que este é o seu momento e coloca o açoriano no terceiro canto, sentado. Este coloca-se na segunda corda, será que vai tentar o Superplex!? Este eleva Henrique Coelho mas este esquiva-se e aterra de pé, Rob Este está a jeito... German Suplex!

Terra Nostra preso no meio do ringue, desta vez Rob Este não consegue escapar e desiste perante o açoriano!


Raquel Jacob: O vencedor deste combate... Henrique Coelho!

Lousada: O melhor combate da noite até ao momento. Este sim, deu para tirar notas.

Beja: Grande vitória para o açoriano neste grande combate! E que final frenético...

Henrique Coelho vai buscar a bandeira dos Açores e ergue-a, abandonando rapidamente o ringue.

Luís: 'Té logue brassard!

*Toca a música Solteiro, faixa de Alberto Valente*

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Luís: Isto agora é que vai ser bom!

Alberto Valente entra rapidamente no ringue e aplica um Valente Suplex a Rob Este.

Lousada: Isto é bom para o negócio, definitivamente.

Beja: Noite para esquecer esta do justiceiro.

Valente pede um microfone.

Alberto Valente: Quase que tenho pena de ti neste momento. Patético como todas estas pessoas na arena neste momento. Indefeso e sem forças.

Luís: Fortes palavras do Beto.

Alberto coloca os óculos de sol na t-shirt.

Alberto Valente: Ah, quase me esquecia. Só um dado curioso... presumo que tenhas visto o vídeo de quinta-feira. Sim, aquele em que se ouvem gemidos. Montes deles. Nada de novo para ti, quer dizer... em alguma fase da tua vida já deves ter a visto a tua mãe a (censurado).

OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOH.

Alberto Valente: Manda-lhe cumprimentos, diz-lhe que é o amigo com benefícios.

A imagem desvanece com o público a apupar Alberto Valente que coloca o pé no rosto de Rob Este, ainda indefeso.

*****

Novamente a câmara foca a zona de entrevistas onde estão Francisco Vidro e Rony Oliveira, os estreantes de hoje que se encontram acompanhados por Zé Maravilha e pela bela Gabriela Pilar.

Zé Maravilha: Ora boa noite pessoal! Comigo tenho Francisco Vidro e Rony Oliveira, que se vão estrear hoje num ringue da VLL ao lado da bela Gabriela, pela primeira vez e logo contra os campeões. Boa noite rapazes.

Rony Oliveira: Boa noite Zé.

Francisco Vidro mostra-se distraído, a olhar para Gabriela e a contemplar a beleza da mesma até que Rony lhe bate no ombro para o “acordar” e finalmente dar as boas noites a Zé Maravilha.

Zé Maravilha: Tendo hoje o vosso primeiro combate que marca o início da vossa aventura na VLL, quais são as perspectivas para esta noite?

Rony: Queremos vencer como é óbvio. Mas temos um combate logo contra os Parceiros de Guerra, uma equipa perigosa e fisicamente superior a nós. Teremos de usar as nossas armas com sucesso. Francisco?

Francisco: Concordo. Vai ser difícil mas vamos conseguir.

Zé Maravilha: Já percebemos que o Francisco não é de falar muito. Quais são as vossas ambições para o futuro aqui na VLL?

Rony: Bom… o futuro… ainda é cedo para dizer. Com trabalho tudo se consegue e eu pelo menos acredito nas minhas capacidades. Sei que sou capaz de chegar longe. Francisco?

Francisco: Concordo. Com trabalho tudo se consegue na companhia dos melhores fãs do mundo.

Zé Maravilha: Bom… este rapaz não poupa elogios aos fãs. Boa sorte na vossa estadia na VLL e sobretudo para esta noite. Daqui é tudo.

A câmara foca Zé Maravilha e enquanto a imagem muda vão-se ouvindo alguns fãs que se mostram conquistados pelas poucas palavras de Francisco Vidro.

*****

A câmara foca novamente a zona de bastidores.

Lucas Brandão: E o que queres que faça? Que contradiga o gajo que me pode mandar à alheta a qualquer momento?

Lucas Brandão vai conversando com Sebastião Fonseca e o primeiro está muito frustrado pelo anúncio de Américo Amorim-

Sebastião Fonseca: Podias falar com ele, chegar ao busílis da questão.

Lucas: Ao quê?

Fonseca: Ao centro da questão. Não custava nada falares com ele pessoalmente, ele tem sempre tempo para estas coisas. Além disso não te vai negar um ou outro esclarecimento.

Lucas: Talvez nem precise falar com ele. Aliás, as medidas estão tomadas e é pouco razoável tentar agir dessa forma.

Fonseca: Então é porque tens algo em mente...

Lucas: Tenho fama de espalhar e de criar segredos entre colegas. Desta vez não o farei, quero ver até onde me irão implorar por algo que pode nem ser real.

Fonseca olha desconfiado para Lucas que tira o telemóvel do bolso e está prestes a fazer uma chamada. A imagem desvanece.

*****

A câmara fixa volta a focar o ringue, está prestes a iniciar-se o quarto e antepenúltimo combate da noite. Estarão em ringue os Parceiros de Guerra, assim como a equipa de Rony Oliveira e Francisco Vidro.

Beja: Mais um combate a caminho nesta grandiosa noite no pavilhão da Vanguarda da Luta Livre!

*Toca a música Street Knock, faixa de Delmar Bento e Eustass Kid*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate de equipas está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, com um peso combinado de 240kg... os Parceiros de Guerra... Delmar Bento e Eustass Kid!

Beja: Aqui estão os campeões. Resta saber se com a destituição de Lucas Brandão do cargo de supervisor geral eles vão seguir o mesmo caminho descendente. O que acha, Augusto?

Lousada: É difícil de dizer. Mas uma coisa é certa, o momento para se mostrarem é agora. O seu verdadeiro potencial poderá ser determinado nas próximas semanas.

Luís: Lá está o Beja a ter ciúmes do Eustass...

Beja: O realismo é uma coisa bonita!

Os Parceiros de Guerra entram em ringue extremamente focados e com um olhar que transborda intensidade.

*Toca a música Younger, faixa de Rony Oliveira*

Raquel Jacob: E os seus adversários, a caminho do ringue, com um peso combinado de 180kg... a equipa de Rony Oliveira e Francisco Vidro!

Luís: Senhor Lousada, este Vidro é um deficiente. Tenha cuidado.

Beja: Olha quem fala...

Lousada ri-se num tom meio irónico enquanto os adversários de Delmar e Eustass entram em ringue para a contenda.

*Soa a campainha*


O combate começa com o típico aviso do árbitro designado para este combate, Afonso Martins, que queria um combate limpo sem infracções de regras. Eustass Kid mostra-se confiante e focado no combate, sendo ele a começar para a sua equipa. Do outro lado, começa Rony Oliveira com Francisco meio distraído ao canto. Ambos os intervenientes iniciais do combate começam o combate com um lock no centro do ringue que é ganho por Eustass, que empurra Rony para um dos cantos livres do ringue, nota-se a vantagem corporal do campeão aqui. Eustass vai forçando o pescoço de Rony com o cotovelo até o árbitro forçar a interrupção da manobra.

Após a interrupção Kid volta à carga tentando um Discus Elbow mas Rony para o ímpeto do mesmo com uma patada na perna do adversário que o coloca de joelhos. Headlock de Rony por breves segundos até ser interrompido por murros na região abdominal do One Man Army.
Irish Whip de Eustass Kid para um Tilt-a-Whirl Backbreaker.

Assentamento rápid, 1… Rony levanta o ombro a tempo e safa-se facilmente. Eustass levanta Rony que aplica uma cotovelada no abdómen do adversário seguido por um High Knee Strike potente. Rony olha para o seu parceiro que o aplaude sorrindo. Oliveira vira Eustass e parte para um Camel Clutch… Eustass Kid chega às cordas e o árbitro manda parar a manobra. Eustass Kid põe-se de pé e aplica um murro potente no adversário mal este se chegava perto de si.

Tag para os campeões. Delmar entra em acção com um Shoulder Block agressivo seguido por um Splash potente. Rony está a ser dominado nesta parte do combate. Delmar levanta-o e faz um novo Irish Whip, desta feita para o canto. Delmar posiciona-se no canto oposto e vai para uma Lariat mas Rony desvia-se e é tempo para Francisco Vidro se estrear.

O miúdo fica meio baralhado e tenta enfrentar Delmar pela força, sendo derrubado duas vezes mas percebe as diferenças físicas entre ambos e depressa conquista o público com dois Flying Forearm Smashes em Delmar para o derrubar, segue-se um Step-Up Enziguri quando o mesmo se levanta. Vidro vai ao canto: Missile Dropkick. Francisco sobe ao mesmo canto e aplaude enquanto o público faz o mesmo. Delmar levanta-se e faz a tag com Eustass. Rony avisa o seu parceiro que salta do canto mas Eustass desvia-se, Francisco vira-se para ele mas um Scan está à sua espera.

Cover: 1…2… e Rony interrompe a contagem do árbitro. Eustass Kid depressa se levanta e aplica um Leg Lariat no adversário ilegal. Eustass tenta aplicar o Shambles em Rony mas este empurra-o para Francisco Vidro, porém Eustass desvia-se de um Single Leg Running High-Knee do mesmo e sai do ringue, Delmar abalroa Rony Oliveira com uma Lariat na nuca que também atinge Francisco Vidro que se levanta e se encosta ao canto. Delmar faz a sua taunt e corre para Vidro que levanta o pé atingindo o adversário. Hurricanrana que atira Delmar para fora do ringue.

Suicide Dive de Francisco Vidro que atinge Delmar e o seu parceiro, Rony Oliveira. Eustass foge para o ringue à contagem de 8, Francisco corre atrás dele mas é surpreendido pelo Shambles. Vidro não esperava isto certamente. Assentamento, 1... 2... 3!


Raquel Jacob: Os vencedores deste combate... os Parceiros de Guerra... Delmar Bento e Eustass Kid!

Lousada: Uma boa demonstração dos campeões, sim senhor.

Beja: E há ali certamente alguma tensão entre Rony e Vidro. Atenção.

Rony está claramente frustrado com o desfecho do combate. A imagem desvanece enquanto este vai resmungando.

*****

Pedro Lombarda estava nos bastidores e o seu convidado desta vez era António Andrade, ex-campeão da Vanguarda, primo de Vinícius Nunes e o homem que vai enfrentar Aníbal Fragas mais logo. Os dois trocaram um aperto de mão cordial.

Lombarda: Boa noite António, vejo que estás tranquilo para o combate de mais logo contra Aníbal Fragas, o que achas deste novo desafio?

António: Perspicuamente, acredito que será um desafio deveras ímprobo, porém, indubitavelmente, alcançarei o êxito necessário para a vitória. Sei das armas de meu adversário, com isso, arrumei o meu arsenal bélico de manobras necessárias para derrotar o meu oponente.

Lombarda (confuso): Bem, parece que não estás intimidado com o adversário mesmo com a estreia imponente dele!

António: Precisamente. Ele teve uma estréia muito boa contra Vinícius, porém eu não sou o Vinícius, por isso não cairei nos truques dele, estou pronto para defronta-lo e derrota-lo da maneira devida.  

Lombarada: Mas tu não pensas que ele provou que é muito forte ao quase derrotar o grande campeão supremo, aquele que lhe derrotou no Dinastia dos Guerreiros?

António: Pois bem, António Nunes perdeu para Vinícius Nunes de maneira justa e definitiva, e esse Vinícius Nunes saiu por baixo diante de Aníbal Fragas, o que muda é que Antonio Nunes não existe mais. O que temos aqui é Antonio Andrade, Antonio Andrade é um seguidor de Locke, aquele que age da melhor maneira possível, sempre escolhendo o seu próprio destino. Antonio Andrade acredita que ele é uma folha em branco, um pouco rabiscado, mas remodelado, melhorado. Antonio Andrade que só perdeu uma vez, apenas para Diogo Lourenço, que venceu o combate por puro oportunismo em uma quadrilha fatal, fora isso, Antonio Andrade ainda não perdeu, e garanto-te, não será hoje!  

Lombarda: Bem, obrigado pela entrevista e boa sorte!

António: Obrigado Lombarda, até a próxima.

António dá uma pancada amigável no ombro de Lombarda e sai de cena.

*****

avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 28# (RTP2) - (22/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 23 Out 2013, 06:04

A câmara fixa volta a focar o ringue, o evento avança agora para o quinto combate da noite onde Aníbal Fragas irá enfrentar o primo do campeão Supremo, Vinícius Nunes.

Beja: Bem senhor Lousada, certamente este será o ponto alto do evento na sua perspetiva. Estarei correto?

Lousada: Não não, Diogo. Para lá vamos. Desfrutemos agora do combate.

*Toca a música Ain't no Grave, faixa de António Andrade*

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, oriundo do Rio de Janeiro e pesando 128kg... António Andrade!

Beja: Diga-nos senhor Lousada, como admirador e conhecedor do potencial de Aníbal Fragas, acredita que António Andrade será um adversário capaz de o parar?

Lousada: Podíamos fazer isto com uma lógica simples. Vinícius já derrotou António, Aníbal Fragas empatou com o campeão Supremo. Apesar de não fazer frequentes comparações neste prisma acredito que o Aníbal tem capacidades para dar de vencido o brasileiro.

Beja: Certo, de qualquer forma é uma lógica coerente.

Luís: Concordo! Estou confiante no Aníbal!

António Andrade retira o capuz após entrar no ringue, mostrando uma expressão intensa e extremamente determinada.

*Toca a música The Day I Tried To Live , faixa de Aníbal Fragas*

Raquel Jacob: E o seu adversário, a caminho do ringue, vindo diretamente da Cela 88 da Prisão de Linhó e pesando 102kg... Aníbal Fragas!

Luís: Donde virá ele desta vez?

Beja: Uma coisa é certa, esta entrada fá-lo automicamente ser diferente de todos os outros lutadores. E acredito que para um supervisor geral isso seja positivo.

Lousada: Claramente. Um indivíduo que se distingue de todos aqueles que ele considera serem os macacos domesticados dos bastidores. E tem alguma razão...

Beja: De qualquer forma, e depois de observar o combate com o Vinícius, terá António Andrade alguma vantagem?

Lousada: Não vejo como contrariar a estratégia dum tipo que mal te deixa respirar. Sinceramente.

Luís: Bem dito! Fragas já está no ringue, vamos lá ver a demolição.

Aníbal Fragas desce as últimas escadas da plateia do pavilhão, saltando a barreira de proteção e entrando rapidamente no ringue.

*Soa a campainha*


O árbitro designado para a contenda é Marcos Mendes que verifica se está tudo em ordem para o início da mesma. A resposta de António Andrade é afirmativa, Aníbal Fragas não responde. O brasileiro estica as mãos e quer um teste de força com o protegido de Augusto Lousada. O mesmo fica indiferente e olha com desprezo para o antigo campeão da Vanguarda. Passados alguns segundos este aproxima-se do brasileiro, mas dum momento para o outro Fragas liga o motor e começa a castigar Andrade com violentos murros e joelhadas na zona abdominal, levando-o pela primeira vez ao chão no combate. O português vai cautelosamente se protegendo de qualquer tentativa de contra-ataque por parte do brasileiro. Aníbal vai às cordas, toma algum balanço e acerta com um pontapé violento nas costas de António.

O antigo campeão da Vanguarda vai ao chão e é notório que Aníbal Fragas começou muito bem o combate novamente. Este levanta o brasileiro e parece querer avançar para o Reverse STO! Cotoveladas de Andrade na têmpora de Aníbal Fragas. De forma insistente o brasileiro vai magoando o português e consegue mesmo livrar-se da situação perigosa, deixando-o atordoado no meio do ringue. António vai às cordas e aplica um potente Big Boot na face do prisioneiro em reabitação. Elbow Drop no brasileiro em cheio no peito de Fragas que parece em relativas dificuldades pela primeira vez no combate. Assentamento, 1... Fragas safa-se de forma tranquila e presenteia imediatamente Andrade com um grande murro de direita.

Andrade levanta-se, mas dobra-se visto ter ficado a sentir depois do murro. Mete a mão à cara... Fragas levanta-se e momentos depois aplica uma joelhada no peito do primo de Vinícius Nunes. Aníbal vai às cordas, poderá tentar algo novo mas António Andrade a limpar a casa com um poderoso Europen Uppercut que mesmo assim não leva o antigo jogador de futebol ao chão. Andrade aproveita o momento de ímpeto, vai às cordas e tenta a Big Clothesline... Fragas abaixa-se e esquiva-se, António Andrade vira-se e sofre um Reverse STO repentino do português. Fragas novamente numa posição favorável na contenda e parece que Andrade está em bastantes dificuldades.

Pontapé de António Andrade que deixa Fragas combalido! O brasileiro ganha algum tempo para se levantar e tenta partir imediatamente para o Chokeslam, mas Aníbal usa o seu próprio corpo como arma! Cabeçadas poderosas na têmpora do antigo campeão da Vanguarda. Lariat Takedown por parte de Fragas! Pontapés em António Andrade enquanto este está no chão. Este último acaba por se encostar, sentado, a um dos cantos do ringue. Fragas parece querer acabar com as contas do combate, toma balanço e tenta acertar-lhe com a Grande Penalidade, mas Andrade esquiva-se na última fração de segundo!

O brasileiro esquiva-se de forma inesperada, o que apanha de surpresa Fragas! German Suplex, será? Aníbal não se deixa ceder e vai aplicando de forma constante cotoveladas, enfraquecendo o brasileiro que acaba ajoelhar-se no ringue. Fragas vai para trás dele... Sleeper Hold preso praticamente no meio do ringue. As cordas são uma miragem para Andrade! Aos poucos torna-se visível o enfraquecimento do primo de Vinícius Nunes. O árbitro levanta-lhe o braço, mas o mesmo deixa-o cair. E novamente... e pela terceira vez! Aníbal Fragas vence o combate!


Raquel Jacob: O vencedor deste combate... Aníbal Fragas!

Lousada: Uma grande exibição deste senhor. Deêm-me licença, tenho de o ir saudar.

Luís: Grande Fragas, está de parabéns por esta grande vitória!

Augusto Lousada entra em ringue para saudar o seu protegido, Aníbal Fragas. Este último ignora e vê que António Andrade está na posição ideal para a Grande Penalidade.

Beja: Não faças isso, Aníbal!

Fragas vai lentamente encostando-se a um canto, esperando que António Andrade levante a cabeça.

*Toca a música Até Quando?, faixa de Vinícius Nunes*

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Luís: Cheira-me que isto vai aquecer...

Beja: Eis o campeão! Vinícius entra no ringue e vai observando o estado do seu primo António Andrade.

Fragas abandona o ringue e sobe novamente as escadas do pavilhão enquanto Vinícius Nunes vai observando António Andrade.

Beja: Vinícius Nunes chegou na hora H! Só deus sabe o que lhe poderia fazer Aníbal Fragas... parece que temos novamente a companhia de Augusto Lousada na nossa mesa.

*Toca a música American Bad Ass, faixa de Moore SD*

Luís: Que final de loucos! Vai Moore, eu escolho-te a ti!

Beja: Aqui vem Moore lançado para o ringue! Marcos Mendes também está no mesmo.

Moore SD desce a rampa a toda a velocidade e entra no ringue, atacando imediatamente Vinícius Nunes. António Andrade estava ao mesmo tempo a ser acompanhado por um médico rumo aos bastidores.

*Soa a campainha*


O árbitro designado para a contenda é Marcos Mendes que logo à partida vai tentando afastar Moore SD que vai castigando Nunes logo à partida. O americano não diferencia muito da estratégia de Aníbal Fragas nos primeiros momentos iniciais do combate, recorrendo a murros e a joelhadas para enfraquecer o campeão. Vinícius Nunes tenta-se levantar, mas Moore SD aplica um Knee Drop em cheio na mão esquerda do brasileiro, merecendo uma repreensão do árbitro Marcos Mendes e apupos por parte do público presente no pavilhão. Por fim o homem de Detroit levanta o campeão Supremo e aplica-lhe um DDT que gera bastante impacto.

Vinícius está no chão e vai tentando recuperar o fôlego depois de ser bastante castigado por Moore nesta parte do combate. O americano levanta o brasileiro, levantando-o de forma imponente e deixando-o cair. Um belo Suplex, mas o assentamento terminou à contagem de 1. Moore vai controlando as operações por esta altura e o mesmo parece orgulhar-se disso. Levanta novamente o campeão e leva-o às cordas para aplicar depois um belíssimo Tilt-a-Whirl Backbreaker. Desta feita o campeão vai-se queixando com dores nas costas como seria previsível. O americano está extremamente confiante, levando isso para um campo de arrogância. O público não gosta da sua expressão facial, como se estivesse a gozar com o brasileiro.

Stomp de Moore SD em Vinícius Nunes, quase que como batendo no ceguinho. De forma lenta o antigo campeão Nacional vai à borda do ringue para aplicar a Springboard Clothesline. Este vai à terceira corda, salta... mas Nunes esquiva-se no último milésimo de segundo e isto dá-lhe algum tempo para respirar depois do domínio inicial do americano. Nunes abaixou-se e isso colocou-o novamente no tapete, mas utiliza as cordas para se colocar de pé. Ambos colocam-se de pé relativamente ao mesmo tempo e Vinícius não perde tempo! Lou Thesz Press do campeão Supremo seguido de poderosos murros de direita!  Moore tenta, contudo, meter as mãos à cara para minimizar os estragos.

O brasileiro levanta Moore que imediatamente joga sujo e coloca-lhe o polegar no olho! De alguma forma o árbitro Marcos Mendes não viu este golpe, tendo em conta a sua subtileza. Moore SD vai agora às cordas, mas atenção... Spinebuster de Nunes! O público vai ao rubro e o brasileiro vai aos poucos ganhando ímpeto neste combate depois de começar a contenda a ser atacado pelo seu adversário! Vinícius Nunes pelos fãs e espera que Moore SD se levante, o público está a sentir que este pode ser o fim do combate! Mão no pescoço do americano e Nunes sinaliza o Chokeslam! O campeão eleva-o no ar... contudo Moore SD esquiva-se e fica agora de frente para as costas de Nunes!

O campeão vira-se e sem qualquer hesitação Moore acerta em cheio no campeão com uma violenta cotovelada! Pode ser o final do combate, 1... 2... não! O homem de Detroit vai resmungando com Marcos Mendes pois acha que a contagem foi muito lenta! Moore sente que pode finalmente vencer o brasileiro! Este espera que ele se levanta, parece tentar o Superkick! Nunes abaixa-se e a expressão de Moore SD é de pânico! O americano vira-se e... Chokeslam por parte de Vinícius Nunes! Assentamento por parte do campeão Supremo, 1... 2... mas Moore SD mostra-se também bastante resiliente!

Os fãs sabem o que se segue após o Chokeslam! Poderá ser desta que o campeão vai garantir a vitória! Vinícius coloca o adversário em posição para a Falling Powerbomb, eleva-o no ar... contra-ataque de Moore SD com um DDT! Ambos estão caídos e Marcos Mendes vai contando juntamente com o público presente no pavilhão que vai repetidamente cantando pelo campeão Supremo. À contagem de 7 ambos estão de pé e começa a característica troca de murros, direitas e esquerdas. Moore SD aplica uma joelhada na zona abdominal de Vinícius Nunes que fica bastante mal tratado no centro do ringue.

Moore SD vai agora às cordas e toma balanço, eleva-se no ar para aplicar uma joelhada no rosto de Vinícius Nunes, mas no meio do ar o brasileiro apanha o americano! Depois de alguma insistência este consegue colocá-lo na posição apropriada... Falling Powebomb por parte de Vinícius Nunes!

Assentamento do campeão Supremo em Moore SD, 1... 2... 3! Vitória para o brasileiro!


Raquel Jacob: O vencedor deste combate, o campeão Supremo da Vanguarda da Luta Livre... Vinícius Nunes!

Lousada: Sim senhor, um excelente combate. Dois dos homens mais valiosos da federação a dar tudo dentro daquele ringue.

Luís: Ó amigo Marcos, aquela contagem a meio do combate foi muito lenta!

Beja: Foi igual às outras, não inventes. Grande combate!

Luís: Senhor Lousada, para onde vai?

Augusto Lousada entra em ringue e cumprimenta Vinícius Nunes. O supervisor geral da Vanguarda da Luta Livre tem um microfone na mão.

Lousada: Parabéns Vinícius! Façam barulho!

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Lousada: Queria só deixar uma curta nota antes do final do evento. Este foi o teu terceiro combate contra Moore SD e conseguiste mais uma valiosa vitória...

Vinícius Nunes olha meia desconfiado para Lousada.

Lousada: Mas será que te dás bem com todo o tipo de repetições?

O campeão Supremo abana afirmativamente com a cabeça.

Beja: Onde quererá Lousada chegar com isto? Confesso que estou à toa.

Luís: Cala-te palhaço, deixa-me ouvir.

Lousada: É isso que veremos na Vanguarda trinta. Pois o teu adversário não será Michel-Baptiste Bangalter...

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Lousada: O título Supremo irá estar em jogo na Vanguarda trinta contra o lutador mais particular e com maior potencial desta federação... Aníbal Fragas, a reedição!

Espanto geral na plateia.

Beja: Que surpresa! A primeira grande decisão de Augusto Lousada como supervisor-geral da Vanguarda da Luta Livre.

Lousada: Tens duas semanas para te preparar, campeão. Boa sorte, vais precisar!

A imagem desvanece com Vinícius Nunes a olhar incrédulo para Augusto Lousada.

*****

Triiiiiiiiiiiim Triiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim.

???: Pensava que tinha bons amigos, mas quando se tem uma posição de poder toda a gente nos dá palmadinhas no ombro... agora, perdi a casa, ninguém me arranja work, mas por pior que as coisas estivessem, o único objeto do qual não me separei foi o telemóvel, porque sei que basta uma chamada para mudar a minha vida... E espero, espero, espero...

Triiiiiiiiim Triiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim.
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 28# (RTP2) - (22/10/13)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum