VANGUARDA 27# (RTP2) - (15/10/13)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

VANGUARDA 27# (RTP2) - (15/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 09 Out 2013, 08:41


PAVILHÃO DA VANGUARDA DA LUTA LIVRE, LISBOA

COMBATE PRINCIPAL DA NOITE

DIOGO LOURENÇO (c) vs. ARSÉNIO FUÍNHA - TÍTULO DA VANGUARDA


*****

ALBERTO VALENTE vs. MICHEL-BAPTISTE BANGALTER
CAIM EZEQUIEL vs. PEDRO PORTILHO
SOGUN MADDEN vs. DARREN KEANE
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 27# (RTP2) - (15/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 16 Out 2013, 05:33

Um vídeo com vários minutos é emitido. Este destaca os acontecimentos mais relevantes na última edição da Vanguarda, a vinte e seis. Destaque inicial para o choque que foi o ataque do americano Moore SD a António Andrade depois destes terem sido vitoriosos num combate de equipas na edição vinte e cinco da Vanguarda. Nota também para o professor Arsénio Fuínha que terá uma oportunidade pelo título da Vanguarda que pertente a Diogo Lourenço. Destaque claro para a brutalização de Eustass Kid a Catarina Albuquerque que a fez ficar fora de ação por mais de um ano. Destaque para a vitória de Alberto Valente e Shotgun Eddy. O vídeo termina com os melhores momento do evento principal entre Vinícius Nunes e Aníbal Fragas, um dos combates mais intensos da história da Vanguarda da Luta Livre.


Fogo de artifício no pavilhão da Vanguarda da Luta Livre! O fogo de artifício espalha-se pela zona superior da rampa de acesso ao ringue onde quatro combates irão realizar-se à moda da Vanguarda! O público reage muito bem a esta pequena introdução, sendo que brevemente após o término da pirotecnia a emissão mostra a mesa de comentadores!

Luís Barreira: Olá a todos os telespectadores da RTP2! O meu nome é Luís Barreira e hoje levamos até vossa casa mais um evento fantástico da Vanguarda da Luta Livre! Já são vinte e sete, sempre a contar!

Diogo Beja: E aproximamo-nos dum dos eventos mais importantes da história da federação, a edição trinta da Vanguarda!

Luís Barreira: Hoje teremos um evento principal digno de destaque! Diogo Lourenço irá defender o seu título da Vanguarda pela primeira vez após o pay-per-view Colisão!

Diogo Beja: Exatamente, esse será um combate pelo qual todos esperam. Já sem Jorge Gante e aparentemente sem Santiago Lima, ausente da última Vanguarda, vamos ver como o lutador suicida conseguirá, junto de Al Gante, passar pelo verdadeiro professor.

Luís Barreira: Teremos também Alberto Valente em ação! Irá enfrentar o... o... francês!

Diogo Beja: Michael-Baptiste Bangalter. Certamente um adversário mais forte que Toni Queijadas, vamos ver se o calculista francês conseguirá manter ativo o registo de vitórias.

Luís Barreira: Isto e muito mais a acompanhar hoje na edição da Vanguarda, na qual Jorge Gante e Gonçalo Ferraz certamente estarão a ver pela televisão.

Diogo Beja: Além disso teremos mais 2...



*Toca a música da Vanguarda*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, dêem as boas-vindas ao supervisor geral da Vanguarda da Luta Livre, senhor Lucas Brandão!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Luís: Que forma fantástica de começar mais um Vanguarda! A figura mais relevante de toda esta companhia!

Beja: Vamos ver o que terá Lucas Brandão a dizer depois da polémica conversa com Michel-Baptiste na última edição da Vanguarda. Devem andar a esconder algo.

Luís: Devia despedir-te, ó senhor teorias da conspiração!

Lucas Brandão vai saudando o povo de forma irónica e entra no ringue logo a seguir, pedindo imediatamente um microfone.

Luís: Calem-se todos, o vosso superior vai falar!

Beja: Completamente em vão as tuas palavras, o público vai vaiando Lucas Brandão duma forma extremamente intensa e non-stop!

Lucas Brandão vai revirando os olhos no centro do ringue, aparentemente irritado com a atitude o público no pavilhão da Vanguarda.

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Luís: Deixem o homem falar pelo amor de deus!

Lucas Brandão: Boa noi...

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Lucas: Ou calam-se todos ou mando terminar o evento mais cedo. Nem o combate dos novatos vão ver. Escolham.

O público apupa timidamente o supervisor geral, mas já sem grande intensidade.

Lucas Brandão: Lá esta, bem me parecia.

Luís: Autoritário! Bravo, senhor Lucas!

Sorriso de Lucas Brandão a gozar com o público presente no pavilhão. Luís Barreira levanta-se e aplaude o supervisor geral da Vanguarda da Luta Livre.

Lucas: Vamos começar de novo, então. Boa noite Vanguarda!

WHAT?

Lucas: Boa noite, Vanguarda!

WHAT?

Lucas: Não vos ouvi, Vanguarda! Querem terminar o evento mais cedo?

Luís: Classe...

Lucas: Devido às vossas birras já perdi imenso tempo útil em que podia estar nos bastidores a coordenar o evento. Depois peçam reembolsos!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Beja: Este gajo não para de me surpreender...

Lucas Brandão: Portanto, terei que ser breve. Tenham santa paciência.

WHAT?

Lucas: Sabem que se aproxima um dos eventos mais importantes da história desta federação, celebramos trinta eventos semanais de forma bastante honrada!

WHAT?

Lucas: Portanto, os campeões terão que defender os seus títulos... e Vinícius Nunes que na Vanguarda 25 tanto pediu um combate, irá ter mais um!

Canta-se por Vinícius Nunes no pavilhão.

Lucas: Reuni-me com o concelho governativo desta federação. Diretores, oficiais e concelheiros do supervisor geral.

Lucas respira fundo.

Beja: Mas que raio...

Lucas: Pensei nisso como a corte régia de que o nosso país tanto se gabava há uns séculos atrás. E obviamente o rei sou eu.

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Lucas: A corte da Vanguarda da Luta Livre decidiu de forma unânime. Que rufem os tambores, cabine do som! O novo candidato principal ao título Supremo na Vanguarda 30 é...

Rufam os tambores no pavilhão.

Lucas: Michel-Baptiste Bangalter! Parabéns!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Beja: Previsível. Que nojo.

Luís: Se o Lucas acredita nele, eu também!

Lucas: O porquê da decisão? Irão descobrir no seu combate de hoje.

Lucas Brandão deixa cair o microfone e ri-se ironicamente até à cortina de acesso aos bastidores.

*****



Vídeo no ecrã gigante com uma música de fundo a fazer lembrar os vikings da antiga Dinamarca. É mostrado um cenário medieval de batalha.

Narrador: Bagsecg e Halfdan Ragnarsson na conquista de Wessex. 4 de janeiro de 871. Um povo a defender o que insistia ser seu, outro ambicioso a conquistar o seu povo com novas e ricas terras. Os audazes dinamarques foram à Saxónia de oeste.

As imagens mostram reconstituições da batalha do século IX.

Narrador: Corajosos que comandavam o seu exército de forma naturalista, sem remorsos. Líderes natos que não foram correspondidos pelos seus soldados.

É exibida a retirada dos dinamarqueses de Reading no mesmo ano, após serem derrotados pelos que hoje são chamados de ingleses.

Narrador: Valentes foram os comandantes que ainda hoje têm um lugar no seu enorme e bravo coração, motivado pela vontade de suceder e triunfar pelo seu povo, ao contrário do que aconteceu no século IX. Um coração feito do mesmo tecido do que o machado de Halfdan Ragnarsson, o eterno.

Vislumbre duma figura alta e de cabelo longo. Porém, a imagem não é clara.

???: En ny helt af størrelsen af hjertet Ragnarsson og med enorm modet og sjæl Bagsecg. Missionen er unik, lykkes. Og hævne den tidligere besejret i kamp. Min slagmarken, Vanguarda da Luta Livre.

[Narrador: Um novo herói do tamanho do coração de Ragnarsson e com a imensa coragem e alma de Bagsecg. A missão é única, suceder. E vingar os antigos derrotados em batalha. O meu campo de batalha, Vanguarda da Luta Livre.]

A imagem desvanece ao som da mesma música.

*****

Depois deste misterioso vídeo a câmara foca a zona de bastidores. Vemos uma das entradas para o parque de estacionamento e aparece na imagem Darren Keane com a sua Harley-Davidson. O mesmo vai acelarando até à zona de bastidores.

Pedro Lombarda: Darren, Darren! Tem um minuto para conceder uma pequena entrevista?

Keane ignora completamente o entrevistador da Vanguarda e avança até à arena propriamente dita onde está terá o seu primeiro combate contra Sogun Madden.



*Toca a música I Wear My Skin, faixa de Darren Keane*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este é o combate inaugural da noite e está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, oriundo de Belfast, Irlanda do Norte e pesando 119kg... "the son of violence"... Darren Keane!

Beja: Mais uma de muitas estreias que a Vanguarda da Luta Livre tem promovido nas últimas semanas. E este Darren Keane parece ser um osso duro de roer.

Luís: É dum país de gajos que quase que se matam em bares, queres o quê?

Beja: Seja como for, parece ter aqui uma missão também difícil em tentar derrotar Sogun Madden. Mas obviamente já leva vantagem no que toca a peso e altura.

Darren Keane dá uma volta ao ringue com a sua Harley-Davidson, a qual estaciona depois perto do ringue. Dá um salto pela corda superior e entra no ringue.



*Toca a música Doom and Gloom, faixa de Sogun Madden*

Raquel Jacob: E o seu adversário, a caminho do ringue, oriundo de Zurique, Suiça e pesando 91kgs... "o lutador de quatro olhos"... Sogun Madden!

Luís: Ainda bem que o gajo não traz os óculos para o ringue...

Beja: Temos visto alguns vídeos deste experiente lutador com passado em MMA no canal da Vanguarda da Luta Livre no youtube! Parece ser extremamente calculista e inteligente, vamos ver como se comporta contra um lutador corpulento como Darren Keane.

Luís: Vai ser atropelado. Aposto.

Sogun Madden cumprimenta alguns dos fãs nas primeiras filas, os quais reagem de forma positiva. Entra no ringue, mas é imediatamente atacado por Darren Keane!

*Soa a campainha*


Antes do árbitro David Peralta ter oportunidade de se certificar que estava tudo em ordem Darren Keane começa a atacar Sogun Madden de forma impiedosa. O norte-irlandês mal deixou o suíço entrar no ringue, começou a carregar com murros fortíssimos. Sogun está agora encostado a um canto, sendo que Keane vai aplicando várias joelhadas na zona abdominal do filho duma família de emigrantes. Toma balanço, vai tentar acertar-lhe com o pé em cheio no rosto! Sogun esquiva-se e levanta-se com o apoio das cordas!

Saito Suplex por parte do suíço que avança imediatamente para o assentamento, 1... mas Keane ergue o ombro e levanta com enorme violência o adversário! European Uppercut por parte do norte-irlandês, já de pé. Nota-se que Madden está atordoado, Darren toma balanço e vai às cordas... Roundhouse Kick de Sogun na têmpora do mais jovem participante neste combate. Pontapé, cotovelada e joelhada, combo de artes de marciais por parte de Madden que deixa o adversário atordoado no meio do ringue, levanta-o para a Powerbomb mostrando uma enorme demonstração de força! Levanta Keane, cotoveladas do norte-irlandês... que se consegue livrar da tentativa de manobra!

Keane toma novamente balanço, eleva o corpo na tentativa de aplicar o Lou Thesz Press, mas grande contra-ataque de Madden que efetua com sucesso o Fish Hook! Joelhada na cara de Keane com o norte-irlandês também no meio do ar. 1... 2... Keane volta a safar-se! Apesar de tudo Sogun tenta preservar o seu sangue frio para sair vitorioso deste combate. Este sinaliza que está na hora de terminar o combate! Keane está no chão sem se movimentar, Sogun sobe rapidamente até à terceira corda... Diving Headbutt!? Darren Keane esquiva-se no último milésimo de segundo! 1... 2... Keane quase vencia o combate após esta falha do suíço.

O norte-irlandês parece agora ter novamente a iniciativa na contenda. Este levanta Madden, o outro estreante, vai às cordas... Big Boot de Sogun Madden que não cai ao tapete! Keane sente-se novamente obrigado a ir às cordas... tentativa de Big Boot, mas Sogun abaixa-se e fica por trás do suíço! Roll-Up rápido, 1... 2... 3!


Raquel Jacob: O vencedor deste combate... Sogun Madden!

Beja: Dizias, Luís?

Luís: Este gajo teve sorte. Levou uma tareia!

Beja: Para de choramingar. Grande vitória para Sogun Madden, todo o mérito vai para ele neste Roll-Up. Apesar disso a contenda poderia ter caído para qualquer um dos lados. Darren Keane é um digno vencido, teve uma estratégia deveras interessante!

Luís: Não sabes do que falas. O Keane foi superior em todos os aspetos, mas fica lá com a tua.

Sogun Madden está a cumprimentar alguns dos fãs nas primeiras filas enquanto Darren Keane vai ligando a sua Harley-Davidson.

Beja: Ei, onde é que ele...

Darren Keane sai de cima da mota e vai a correr, correndo sorrateiramente e abalroando Sogun Madden. O público vaia o norte-irlandês.

Luís: Tau, no focinho!

Beja: Mais um com mau perder, portanto.

Keane leva Madden para dentro do ringue.

Beja: Não há necessidade disto...

Brawl Slam em Sogun Madden! O norte-irlandês elevou o suíço, parecia que o ia colocar no chão mas deixou-o cair de costas e cabeça no tapete com uma enorme violência.

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Luís: Este sabe o que quer! Bem-vindo, amigo!

Beja: Lamentável. Um grande combate de abertura que não precisava de terminar desta forma. Grande prestação de Keane estragada por este momento de maldade.

*****

avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 27# (RTP2) - (15/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 16 Out 2013, 05:35

António Andrade estava em num lugar inóspito, meio desértico, não era dos melhores lugares para se estar, o ar era deprimente e as poucas pessoas que passavam tinham expressões expressões amigáveis. António parou de andar, sentou-se num banco e ficou de frente para uma câmara.

António Andrade: Bem, aficionados da VLL, estou aqui mais uma vez, só que com outro assunto, na última vez que fiz um vídeo foi na parceria com Moore SD. Moore SD que semana passada me atacou de maneira covarde, e confesso, de maneira surpreendente, nunca esperei isso, pois apesar de nossas divergências, até mesmo quando trabalhávamos juntos para o combate contra os Verno, bem, eu via muito de mim em ti, pois ambos confrontamos Vinícius e tentamos de tudo para vence-lo, fizemos coisas horríveis, descemos baixos, e no final saímos por baixo, ou seja, praticamente a mesma história, eu perdi a minha família e tu perdeste o título supremo.

António abana a cabeça negativamente.

António (mais sério): E até então, pensamos que depois disso, nós estaríamos no caminho da redenção, eu mesmo sempre pensei em regenerar-me, mostrar o que valho, pois percebi que Vinícius me derrotou por causa do caráter e da força por estar fazendo aquilo que é certo, e pensei que tu entendeste isso, mas não, cometeste o mesmo erro.  

Andrade muda a sua expressão facial.

António (sorrindo): Tu me mostraste o quanto John Locke estava certo ao afirmar que o homem nasce com uma folha em branco e que vai preenchendo ao longo da vida, pois bem, preenchi de muitas coisas erradas, e agora estou mudando o meu destino, pois eu não sou bom de nascença como dizia Russot nem mal como dizia Hobbes, eu tenho livre-arbítrio de mudar o meu destino... eu que não sou domesticado, Moore.

O brasileiro coloca novamente um ar mais sério.

António (com ar de desafio): Por isso eu lhe desafio, Vanguarda 30, eu contra você, em uma luta sem regras, para eu lhe dar uma aula de história e filosofia, mostrar o valor livre-arbítrio, e a minha capacidade de mudar quem eu sou, jamais privando de minha liberdade. Moore, juro que vou me vingar de ti!

A imagem desvanece enquanto António Andrade se levanta do banco.

*****

A câmara foca a zona de bastidores. Vemos o cameramen a correr e a aproximar-se duma cena feia, onde Delmar Bento e Eustass Kid vão atacando Phillip Hunt de forma bruta e sem piedade.

Vozes de fundo: Parem! Quietos!

Delmar Bento atira Phillip Hunt contra uma parede os ânimos exaltam-se novamente. Alguns lutadores e oficiais da federação separam os Parceiros de Guerra.

Delmar Bento: Larguem-nos! Caso contrário Lucas Brandão irá despedir cada um de vós com a mesma indiferença.

Os Parceiros de Guerra afastam-se com um olhar sínico enquanto Rob Este e alguns outros lutadores vão tentar comunicar e chamar os paramédicos. Phillip Hunt está muito mal tratado, dizendo apenas que quer falar com Augusto Lousada.

*****

A câmara fixa volta a focar o ringue do pavilhão da Vanguarda da Luta Livre. Está na hora do segundo combate da noite que irá opor Caim Ezequiel a Pedro Portilho, um dos mais queridos lutadores para os fãs da federação.

Beja: Vamos agora para o segundo combate da noite.

Luís: O Caim vai enfrentar quem, mesmo?

Beja: O mascarado Pedro Portilho!

Luís: Não conheço.

Diogo Beja mete a mão à cabeça, enquanto a câmara volta a focar o ringue ao invés da mesa de comentadores.



*Toca a música Move Along, faixa de Pedro Portilho*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, oriundo de Coimbra e pesando 78kg... "the youth energy"... Pedro Portilho!

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Luís: Acho que já se acobardou, nem aparece para o seu combate.

Beja: Estás mesmo a leste. Não te lembras que Portilho entra sempre pelo público?

Luís: Não sabia. Nem o conheço.

Beja: Seja como for, temos aqui um adversário bastante complicado para Caim Ezequiel que já de seguida irá também fazer a sua entrada na arena! Pedro tem como principal objetivo incentivar os jovens a praticar desporto e poderá aqui abrir as hostes com uma boa arrancada no combate.

Pedro Portilho entra no ringue depois de demorar algum tempo no meio do público a cumprimentar as crianças e os mais jovens da arena. Quando chega ao quadrado de ação dá um backflip do canto.

Luís: Olha este, esteve quase KO antes de soar a campainha...



*Toca a música Invasion, faixa de Caim Ezequiel*

Raquel Jacob: E o seu adversário, a caminho do ringue, oriundo de Israel e pesando 90kgs... "o escolhido de jesus"... Caim Ezequiel!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Luís: Imponente esta entrada do israelita. Mete medo ao Patrício.

Beja: Concentra-te no wrestling, Luís. Wrestling.

Luís: Sim, certo. Só tenho de levantar a cabeça e olhar para o ringue.

Beja: De qualquer forma, e como dizia anteriormente, Caim Ezequiel é um duro adversário para este Pedro Portilho. Mas na quadrilha fatal da semana passada estes dois travaram duelos bastante intensos e Pedro Portilho conseguiu contra-atacar alguns aspetos do arsenal poderoso de Ezequiel. Vamos ver como será hoje.

Caim Ezequiel entra no ringue com a sua bíblia e cajado, deixando-os depois na borda do mesmo.

*Soa a campainha*


O oficial designado para esta contenda, Jorge Mesquita, certifica-se que ambos os lutadores estão limpos e prontos para iniciar a contenda. A resposta de ambos é afirmativa e abrem as hostes. Caim Ezequiel é o primeiro a montar ofensiva com uma tentativa de Standing Headlock. Teste de força, mas rapidamente Caim aldraba e dá uma joelhada na zona abdominal do português. O escolhido de Jesus está mais à vontade e avança para uma cabeçada em cheio na têmpora do mascarado. Side Headlock de Caim Ezequiel preso no jovem da Vanguarda da Luta Livre.

Manobra de submissão presa, mas com cotoveladas rápidas Portilho consegue esquivar-se, indo diretamente às cordas e aplicando um Head Scissors ao lutador israelita. O público reage positivamente com mais um Dropkick do lutador de máscara vermelha. Este tenta o assentamento, mas Caim Ezequiel é inteligente e rebola para uma zona mais longínqua do ringue. Pedro Portilho está indiferente à ação de Caim e vai às cordas na tentativa duma Springboard Clothesline, mas o israelita mostra-se habilidoso e esquiva-se.

Pedro Portilho cai desamparado no meio do tapete pois desconcentrou-se depois do desvio de Caim Ezequiel. O português levanta-se logo de seguida, Uppercut de Ezequiel em cheio no maxilar do lutador mascarado! Super Kick em Pedro Portilho que continua de pé, mas notoriamente combalido!  Caim Ezequiel está junto dele, Pedro Portilho nas suas últimas forças tenta aplicar um Enziguri mas o israelita esquiva-se para trás dele... Backstabber!

Assentamento de Caim Ezequiel, 1... 2... 3! Está tudo acabado nesta contenda!


Raquel Jacob: O vencedor deste combate... Caim Ezequiel!

Beja: Pedro Portilho foi incapaz de combater a maturidade de Caim Ezequiel em ringue. Boa prestação de ambos, mesmo assim.

Luís: Que saco de porrada... apesar disso uma vitória cheia de mérito para o Caim!

Beja: Portilho podia ter feito melhor, foi imprudente em algumas zonas desta batalha. Mas é isso que ele faz, corre riscos. Para a próxima há de correr melhor.

Caim Ezequiel pega no seu cajado e ergue-o bem alto, fazendo uma curta oração.

Luís: Agradecer a Jesus por esta grande vitória, sim senhor! Bravo!

Aparecem no meio do público os dois discípulos de Caim Ezequiel.

Beja: Mas que raio!?

Luís: Os discípulos de Caim Ezequiel! Não neguem e sigam-no!

Ambos saltam as barreiras de segurança e entram no ringue com com cadeiras de aço. Caim Ezequiel mando-os acertar em Portilho à vez.

Luís: Tudo se trata duma questão de paciência, de saber esperar pela sua vez. Classe, senhor Caim!

Beja: Ó Luís... estás todo cego. Cuidado!

Cadeirada do primeiro discípulo em cheio na têmpora do mascarado Pedro Portilho. O segundo acerta-lhe nas costas múltiplas vezes.

Beja: Que ultraje, isto é absolutamente vergonhoso!

Ambos levantam o português e seguram-no. KO Punk de Caim Ezequiel em Portilho!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Luís: O Caim quer um microfone. Raquel, faz-te útil por amor de Ezequiel!

Caim Ezequiel: Desconhecido porque o Senhor será a tua esperança, guardará os teus pés de serem capturados.

Beja: Prefiro abster-me de qualquer tipo de comentários por esta altura.

Caim, com o cajado e a bíblia na mão, abandona o ringue junto dos seus discípulos. Pedro Portilho fica arrumado no meio do ringue. A imagem desvanece.

*****

A câmara foca a zona de entrevistas. Zé Maravilha ao lado do campeão supremo Vinícius Nunes. O brasileiro estava concentrado e sério, mas cumprimentou Zé Maravilha de forma cordial e simpática.

Zé Maravilha: Boa noite Vinícius, tiveste um combate difícil contra Aníbal Fragas onde as coisas não correram tão bem no final, o que achaste sobre a tua performance e sobre o desempenho de Aníbal?

Vinícius: Boa noite Zé, acho que eu lutei da maneira que sempre faço, dando tudo de mim, usando golpes de força, tentando sempre impor a minha força física, mas tive um Aníbal muito duro que também soube jogar muito bem e fez um grande espetáculo, acho que essa luta foi das melhores do Vanguarda RTP.

: É o teu segundo empate na VLL, achas que poderias ter vencido?

Vinícius: Empate com sabor de derrota, eu fiquei claramente por baixo, claro que tive bons momentos, quase executei o Brazilian Bomb e tal... Mas ele é realmente muito bom, oponente mais duro que já enfrentei, e acho que foi uma das maiores estréias no wrestling profissional, o homem nunca lutou wrestling na vida e fez aquilo tudo, realmente é impressionante, respeito-o, apesar de não gostar da atitude dele perante ao wrestling.

Zé: Achas que ele mudou de opinião sobre o wrestling depois da luta?

Vinícius: Com certeza mudou, ele viu que também bato forte e sou bem resistente, estou bem e pronto para outra, wrestling é assim, ele vai manter a fachada e dizer que pensa o mesmo, mas sei que ele agora vê o wrestling de outra maneira, porque falar de fora é fácil, fazer é difícil e ele ficou sabendo disso semana passada.

Zé: Como avalias a nomeação de Michel-Baptiste Bangalter como contender pelo título supremo, já agora? Supreendido? Desiludido?

Vinícius: Decepção... Não vou desmerecer o Bangalter, hoje ele luta contra o Valente e tal e mostrou ser muito forte contra o Queijadas, mas mesmo assim, não gostei da nomeação até pela maneira que foi... Enfim... E outra coisa, eu achava mais justo ser o Fragas, mas acho que eu e o Bangalter teremos um bom combate também.

Zé: Até que ponto tu achas que o Bangalter beneficiará com esta ligação a Lucas Brandão no combate pelo título Supremo?

Vinícius: Se beneficiará e muito, ou seja, terei que me arrumar fora dos ringues para ter alguma chance, pois sei que no ringue tenho totais condições de vencer, mas os aspectos fora do ringue beneficiam o Bangalter totalmente, basicamente ele é o que é por causa dos aspectos fora do ringue.

Zé: Acreditas que ele não teria potencial para chegar ao título sem esta ligação com o supervisor geral?

Vinícius: Olha, acredito que ele tenha potencial, mas essa ligação acelerou muito as coisas, e ele pode ser campeão por causa dessas relações externas, mas darei meu jeito para reter meu título, como ele disse naquela carta, eu também sou um homem de negócios.

Zé: Sobre a carta, o que tens a dizer sobre a mesma? A que leste na entrevista que cedeste ao Esporte Espetacular, diga-se.

Vinícius: Bem, o que eu disse está no programa, bem, só digo que eu não sou o Lucas Brandão para dar as coisas de mão beijada, se ele quer algo, ele que tente pegar de mim, porém ele não conseguirá, isso eu garanto.

Zé: Bem, obrigado Vinícius, espero ver-te em ação na próxima semana, força!

Vinícius: Até mais.

A imagem desvanece com Vinícius a sair do local.
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 27# (RTP2) - (15/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 16 Out 2013, 05:37

A câmara foca o escritório de Lucas Brandão, acompanhado por Delmar Bento e Eustass Kid. Os Parceiros de Guerra vão dialogando entre si enquanto Brandão vai agitando negativamente a cabeça. Sebastião Fonseca também está presente.

Lucas Brandão: Rapazes, vocês sabem que eu não posso estar sempre ao vosso lado. Isto de ser supervisor geral mata-me. Não sou omnipresente.

Lucas Brandão mete a mão à cabeça e levanta-a, dando a palavra a Delmar.

Delmar Bento: Nós fizemos o que achamos ser melhor para n...

Sebastião Fonseca dá uma palmada no ombro de Delmar, interrompendo-o, mas de forma amigável.

Sebastião Fonseca: Amigo Lucas. O que sugere?

Lucas: Delmar e Eustass, vocês são espantosos. Dois grandes talentos e igualmente grandes campeões. Porém, eu não aprovo essa faceta de imprudência. Guardem essa impulsão para os combates, acho que seria mais proveitoso. O que me dizem?

Ambos abanam de forma afirmativa a cabeça.

Lucas: O que vocês precisam... é de ficar na tutela de alguém. Ou de algo. Com o vosso talento e uma dose extra de descernimento alheio aliado a vocês a grandeza é apenas uma questão de tempo.

O supervisor geral pisca o olho a ambos, enquanto Arsénio Fuínha entra no escritório, aparentemente pronto para o seu combate contra Diogo Lourenço mais logo.

Lucas: Fecha a porta, Arsénio. Vamos conversar.

A imagem desvanece com o último vislumbre da porta a fechar-se.

*****

A câmara fixa volta a focar o ringue do pavilhão da Vanguarda da Luta Livre. Está prestes a iniciar-se mais um combate, sendo que Alberto Valente irá enfrentar o francês da federação e um dos aliados de Lucas Brandão, Michel-Baptiste Bangalter.

Beja: Já de seguida teremos um que promete ser um ótimo combate! Entrará em ação Michel-Baptiste Bangalter, novo candidato principal ao título Supremo.

Luís: Eu se fosse o Vinícius... ponha-me a pau.

Beja: Certamente irá tirar notas durante o combate de hoje. Tomara que lhe sejam úteis para o combate na Vanguarda trinta.

Luís: Também devia ter tirado notas contra o Aníbal, não achas?

Beja: Abstem-te, por favor.



*Toca a música Solteiro, faixa de Alberto Valente*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, oriundo de Lisboa e pesando 107kg... "o conquistador" Alberto Valente!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Luís: Aqui vem o carrasco de Rob Este ao som de Orelha Negra!

Beja: Sinceramente, Luís? Fiquei com dores de cabeça. Prefiro o tema do Bangalter.

Luís: Tens os gostos todos trocados, és uma vergonha. Nem para valorizares a música nacional!

Beja: Uma música a falar de sexo para um evento de wrestling. Tu é que sabes.

Valente retira o casaco na rampa enquanto olha algumas raparigas, piscando o olho para uma ou outra. Ao entrar no ringue levanta o braço direito e faz o sinal de paz.

Luís: Paz para ti também, amigo Beto!



*Toca a música La Chanson des Vieux Amants, faixa de Michel-Baptiste Bangalter*

Raquel Jacob: E o seu adversário, a caminho do ringue, oriundo de Bobigny, Seine-Saint-Denis, França e pesando 89kgs... "de Luxe"... Michel-Baptiste Bangalter!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Luís: Sim, porque a grande música é este, hein Beja?

Beja: Não tenhas dúvidas. Posso não gostar deste jovem francês, mas há que admitir que Jacques Brel é um génio. E confesso que acho que o pavilhão tem a mesma opinião.

Luís: Vou começar a trazer tampões para os eventos então. Antes prevenir que remediar.

Beja: E é este o meu parceiro de comentários. Seja como for, este combate promete ter repercussões na prestação de ambos dentro da Vanguarda da Luta Livre. Enquanto Alberto Valente continua em guerra com Rob Este, Michel-Baptiste terá certamente pressão acrescida tendo sido anunciado na abertura do evento de hoje que iria enfrentar Vinícius Nunes pelo título Supremo na Vanguarda trinta.

Luís: É uma música chatinha, mas uma entrada imponente. À campeão. Dizias, Beja?

O espetáculo de luzes e de pirotecnia termina e Bangalter vira-se para o ringue.

*Soa a campainha*


O oficial designado para este combate, Afonso Martins, certifica-se que está tudo em ordem com ambos os lutadores. A resposta é afirmativa e partem ambos para um teste de força. Partem para um teste de força o qual está bastante equilibrado até Michel-Baptiste tirar uma mão e roçá-la no olho direito de Alberto Valente. O público apupa esta atitude, mas ainda se ouvem ligeiros aplausos por parte do público. Bangalter manda calá-los para se concentrar, mas depois desse gesto é vaiado por praticamente todo o pavilhão. Alberto Valente está meio atordoado e o árbitro vai vendo o estado do seu olho, mas parece estar tudo em ordem.

O francês ri-se e aproxima-se novamente do português. DDT extremamente seco no conquistador, plantando-o no meio do tapete. Bangalter tenta o assentamento, mas Valente coloca o pé por baixo duma corda. Standing Sommersault Senton em Valente era a ideia de Michel-Baptiste, mas o português consegue esquivar-se à ultima da hora. Backhand Chop em cheio no peito de Bangalter, entoam-se os tradicionais WOO no pavilhão da Vanguarda! Mais um, Michel vai gritando de dores no meio do ringue. Teremos mais um? O de Luxe desvia-se e sinaliza ao árbitro que vai pedir um desconto de tempo para amarrar a bota.

O árbitro não sabe como reagir, Bangalter vai-se rindo e amarrando uma das botas. Valente ignora completamente esse facto e vai na procura dum Low Angle Dropkick, mas Michel-Baptiste volta a esquivar-se. O público não gosta. Valente mostra-se irritadíssimo com o francês! Polegar no olho de Alberto Valente enquanto o árbitro olhava para a bota do francês! O lisboeta vai-se queixando do olho e rebola para fora do ringue. Bangalter sente o ímpeto, toma balanço nas cordas... Suicide Dive para cima de Alberto! Que voo sensacional!

O mesmo, à contagem de 6, arrasta Alberto Valente de volta para o ringue. Parece ter a contenda controlada e parece estar-se nas tintas para o adversário. Enzuigiri que deixa o adversário atordoado, mas ainda de pé! Pontapé na zona abdominal que dobra Valente... parece que o francês vai às cordas! Excelente golpe este, Running Swinging Neckbreaker no meio do tapete. 1... 2... Alberto Valente mostra-se bastante resiliente neste belo combate!

Michel-Baptiste coloca uma expressão facial mais uma séria e vai ao canto superior! O que terá ele em mente? Elbow Drop... mas o conquistador consegue desviar-se nos últimos milésimos de segundo, porventura por instinto! Bangalter levanta-se logo a seguir, assim como Valente! Inverted Atomic Drop por parte do antigo parceiro de Rob Este que aplica também um Dropkick no francês! Valente vai sentido o ímpeto nesta parte do combate. Bangalter protege-se como pode, encostando-se a um dos cantos do ringue. Mas parece que está a tirar a proteção do mesmo, deitando exposto o aço!

O árbitro vê imediatamente e vai colocar novamente a proteção no seu lugar. Bangalter arrasta-se pelo meio do ringue... Low Blow em Alberto Valente! Soco ilegal de Michel-Baptiste no abono de família do português! O árbitro não viu! Bangalter já está de pé e pega em Alberto Valente... Black Crush! Ele chama a este golpe de Puissance!

Está tudo acabado, Michel-Baptiste avança para o assentamento. 1... 2... 3! Vitória para o francês.


Raquel Jacob: O vencedor deste combate... Michel-Baptiste Bangalter!

Luís: Eu se fosse o Vinícius dispensava o uso duma coquilha. Certamente não será necessário.

Beja: É este o novo candidato ao título Supremo!? Que valente treta.

Luís: Foi inteligente, Beja! Vive com isso!

Beja: Eu vivo, sim senhor. Mas este tipo não é digno de lutar com o Vinícius.

Luís: É certamente a maior ameaça que já sentiu o brasileiro. Garanto-te.

Beja: Óbvio. Os outros não usavam golpes ilegais.

Michel-Baptiste Bangalter vai dançando lentamente ao som da sua música e também dos apupos do público presente no pavilhão.

Luís: Um show de bola digno dum campeão, não haja dúvida.

Luís: És pouco cego tu.

A imagem desvanece com Bangalter a sorrir ironicamente.

*****

A câmara foca a zona de bastidores. Alexandra e Diogo Lourenço estão sentados num corredor.

Alexandra: Vamos recapitular, certo?

Diogo: Tudo bem, onde está?

Alexandra: Eu tinha-a aqui mesmo ao lado, Diogo.

Alexandra olha para uma caixa ao lado dela e encontra a ficha médica de Arsénio Fuínha que retiraram do departamento médico na última Vanguarda.

Alexandra: Muito bem, olha aqui na página três. Tens que ter especial atenção ao braço. Este é um tipo de lesão que não engana ninguém.

Diogo: E é este o aspeto mais importante de todas estas páginas?

Al: Sabes que eu não tenho mesmo talento que o J...

Diogo: Não. Não menciones o nome dele sequer.

Al: Sabes que ele tinha o dote de analisar os adversários duma forma que mais ninguém consegue. Era analisado e esmiúçado passo-a-passo. Contudo acho que realizamos um bom trabalho.

Diogo: Está tudo bem, Alexandra. Só espero que seja suficiente.

Al: Não te esqueças do que falamos.

Diogo: A minha mente é um túmulo. Nada do que nela entra sai.

Alexandra abraça Diogo e este último regressa aos aquecimentos.

*****

Ainda nos bastidores, a câmara foca a zona de entrevistas onde se podia ver Pedro Lombarda. O entrevistador da VLL introduz Moore SD, cuja câmara foca em seguida para audíveis apupos do público.

Pedro Lombarda: Boa noi…

Moore SD (interrompendo Lombarda): Pedro, Pedro! Ouviste isto? Os assobios do público aqui presente? Sentem-se enganados, destroçados por um pequeno jogo em que eu fui claramente o jogador mais inteligente enquanto eles se limitavam a ver-me jogar, como pessoas sem pensamento próprio capaz de decifrar uma jogada. Como marionetas devo dizer.

Lombarda: Como eu ia a dizer antes de ser interrompido: Moore, pode-nos explicar o porquê de ter feito esse “jogo” de forma a enganar os fãs e toda a VLL após a venda da ADW?

Moore SD: Ainda bem que te referes à venda da ADW, Pedro. Essa parte não foi jogo. Continuo a achar que foi o melhor que fiz, não sou lacaio de ninguém, o meu lugar é no topo da cadeia alimentar e é lá que quero estar, como tal não posso estar sob a alçada de ninguém, como estava com o André Remédios.

Moore coloca o cotovelo sobre o ombro de Pedro Lombarda, enquanto esboça um sorriso mais arrogante. Lombarda mostra-se algo desconfortável acerca disso mesmo.

Moore SD: Sabes… outra coisa curiosa é teres referido “toda a VLL”. Porque eu enganei mesmo toda a gente, não foi? Até a ti, certamente, que também caíste no jogo quando me entrevistaste no Colisão e sorrias enquanto eu enganava todos vós com as minhas palavras.

Lombarda (mostrando-se constrangido): Finalmente, Moore, certamente que Antonio Andrade procura vingar-se do ataque da semana passada após ele o ter chamado ao ringue para comemorar a vitória da semana passada. Está receoso acerca disso?

Moore SD (após um sorriso): Eu? Receoso? Diz-me. Pareço-te uma pessoa que mostra medo a alguma coisa? O Antonio não estava à espera, eu estou sempre à espera. Ele pode querer vingar-se, eu estarei lá para me defender. Se ele jogar a bisca, eu jogo o ás e levarei os pontos até não haver mais cartas na mesa. Deixarei que as suas jogadas sejam controladas pela minha mente… como se de uma marioneta se tratasse.
Obrigado pela importância

Lombarda: Bom, é tudo da parte de Moore SD.

A câmara foca agora apenas Lombarda, após Moore sair.

*****

A câmara foca um corredor que está a ser percorrido por Alberto Valente. Este vai insultando Michel-Baptiste Bangalter.

Alberto Valente: [censurado] que pariu aquele avec! Além de não saber os básicos do wrestling só sabe ganhar sujo. É um aldrabão como o Lucas. Ficavam tão bem juntos.

Empregado de bastidores: Acalme-se, sr. Alberto. Tudo irá resolver-se.

Valente: Acho piada a tipos como tu. Não percebem meio corno disto e tentam animar-me agora. Metam-se todos na alheta.

O empregado abaixa a cabeça e sai de cena.

Valente: É isso, exatamente... manda beijos à minha.

Alberto Valente distrai-se e olha para trás, mandando bocas ao empregado. Nisto acaba por chocar com um velho conhecido.

Valente: Olha por onde andas car...

Rob Este e Alberto Valente entram numa violenta rixa no meio do corredor. Alguns seguranças e oficiais separam ambos os lutadores enquanto a imagem vai desvanecendo.

*****

avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 27# (RTP2) - (15/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 16 Out 2013, 05:41

A câmara foca novamente a zona de bastidores. Vemos alguns lutadores da Vanguarda numa disputada troca de ideias.

???: Senhores, senhores. O que se passa aqui?

Silêncio geral na sala. A câmara desloca-se foca agora Augusto Lousada.

Augusto Lousada: Estejam tranquilos. O que vos preocupa?

Ninguém fala mais uma vez.

Lousada: Eu começo a perceber. Ai, se eu falar o Lucas despede-me...

Os lutadores olham desconfiados uns para os outros.

Lousada: Já percebi tudo companheiros. Dêem-me licença que tenho uma chamada a fazer.

A imagem desvanece com a dúvida no ar.

*****

A câmara fixa volta a focar o ringue do pavilhão da Vanguarda da Luta Livre. Dentro de momentos terá início o evento principal do evento, onde Diogo Lourenço irá defender o título da Vanguarda contra o professor Arsénio Fuínha.

Beja: Bem-vindos novamente à zona de ação da Vanguarda depois dum polémico discurso de Augusto Lousada! Teremos agora o evento principal da noite.

Luís: Um professor contra um suicida. No fundo, não vai tudo dar ao mesmo?

Beja: Um campeão e um pretendente. Simples quanto isso.

Luís: Oh, tá bem...

Beja: Diogo Lourenço é teoricamente favorito nesta contenda. É ele o atual campeão da Vanguarda depois de vencer o título no pay-per-view Colisão. Por sua vez, Arsénio Fuínha tornou-se no candidato principal ao título depois de vencer uma quadrilha fatal na Vanguarda vinte e seis.



*Toca a música Teacher Leave Those Kids Alone, faixa de Arsénio Fuínha*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate é o evento principal da noite e é pelo título da Vanguarda! A caminho do ringue, o pretendente, oriundo de Lisboa e pesando 91kg... "o verdadeiro professor" Arsénio Fuínha!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Luís: Louvado seja Fuínha, cujo impacto foi tão grande num curto período de tempo.

Beja: É amigo do Lucas Brandão, acaba por ser natural.

Luís: Tu e essa dor de cotovelo davam uma novela mexicana de horário nobre!

Beja: Fala para a mão. Foi uma noite cansativa, não tenho paciência para te ouvir.

Arsénio entra no ringue calmo e sereno, ignorando qualquer tipo de reação por parte do público.

Luís: Na paz de nosso senhor o nosso amigo Arsénio.



*Toca a música Still Worth Fighting For, faixa de Diogo Lourenço*

Raquel Jacob: E o seu adversário, a caminho do ringue, oriundo de Tomar e pesando 87kgs, o campeão da Vanguarda... Diogo Lourenço!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Luís: Parece que o tipo desistiu da música do V... V... Verno. Finalmente, paz sonora.

Beja: Esta pode ser a machadada final para aqueles que realmente apreciavam esta facção. Parece que caiu por terra.

Luís: Só espero que este gajo também não deite por terra a belíssima Alexandra.

Beja: É provável. Jorge Gante já não está na equação, tal como Santiago Lima ao que parece. Diogo Lourenço tem aqui uma grande oportunidade para se afirmar a solo e separar-se de Alexandra é de facto uma forte possibilidade.

Luís: Que ideia ridícula. Odeio essas tuas intervenções.

Diogo surge com um olhar focado e agressivo e caminha lentamente em direção ao ringue.

*Soa a campainha*


O árbitro designado para esta contenda é o mais cotado da federação, Marcos Mendes. Este ergue o título da Vanguarda bem alto e ambos os lutadores estão prontos para iniciar o combate. Arsénio Fuínha vai fazendo alguns movimentos corporais dando a ideia que vai atacar Diogo Lourenço, mas não passam de simulações. O campeão aproveita uma hesitação do professor para ser o primeiro homem com a ofensiva no combate. Atira-se autenticamente para cima dum dos homens de Lucas Brandão. Levanta-se o pretendente, mas Diogo Lourença volta a aplicar um Flying Forearm Smash, atirando-se autenticamente para o adversário ignorando o seu bem-estar físico.

Arsénio parece querer levantar-se, mas Diogo Lourenço já sabe o que quer a seguir. Mete-se na borda do ringue junto às cordas, vai à terceira e tenta a Springboard Clothesline, mas Fuínha consegue rebolar para fora do ringue duma forma inteligente! Este vai recuperando o fôlego, mas está de costas para o adversário que toma balanço e projeta-se para fora com um belíssimo Suicide Dive. Fuínha caiu de cara no chão e vai-se queixando. O campeão da Vanguarda coloca o adversário no ringue à contagem de 5 e entra imediatamente no ringue também.

Domínio absoluto do campeão por esta altura que vai à terceira corda e vai esperando que Fuínha se levante. Este fá-lo de forma rápida e apanha Lourenço de surpresa, pegando-lhe na perna e fazendo com que batesse com as joias da coroa no canto superior. Este vai gritando de dores, enquanto Fuínha vai fustigando o campeão com socos de direita e esquerda. Parece que quer o DDT daquela zona, mas Diogo dá-lhe uma cabeçada, colocando em perigo também o seu corpo! Mas resulta, pois Fuínha cai! Levanta-se lentamente e o campeão tenta a Crossbody! Arsénio Fuínha desvia-se no último momento e aplica um DDT seco logo de seguida. 1... 2... Lourenço safa-se de forma tranquila.

Fuínha parece estar ligeiramente por cima depois do golpe. Este levanta Lourenço... cabeçada do campeão da Vanguarda! Este atira Arsénio em direção às cordas, porventura à procura da Scoop Powerslam... Big Boot do verdadeiro professor em cheio no rosto do campeão da Vanguarda! Vai para o assentamento, 1... 2... mas Diogo safa-se mais uma vez! Na arena pensava-se que o título iria mudar de mãos, grande prestação de Fuínha como tem sido habitual. Fuínha reclama com Marcos Mendes porque queria uma contagem mais rápida do mesmo. Está de cabeça perdida, é visível! Muito frustrado o verdadeiro professor. Este levanta Diogo Lourenço pelo cabelo... cabeçada de Diogo Lourenço seguido duma Scoop Powerslam! Fantástica reviravolta nesta contenda enquanto o campeão avança para o assentamento, 1... 2... Arsénio ergue o ombro de forma instintiva! Ainda não foi desta.

O campeão vai à corda superior, diz que está na hora de acabar com tudo! Este sobe rapidamente e atira-se de forma suicida para cima de Fuínha, mas este acerta-lhe com o seu High Impact Elbow Smash! Pelo menos foi o que pareceu! O próprio Arsénio Fuínha está com dúvidas, mas avança para o assentamento... Devil's Bite por parte de Diogo Lourenço! O campeão da Vanguarda estava a fingir estar inconsciente! Avança agora para o canto superior... SkyFall! Está tudo terminado!

Diogo Lourenço avança para o assentamento, 1... 2... 3! O campeão retém o título da Vanguarda!


Raquel Jacob: O vencedor deste combate e ainda campeão da Vanguarda... Diogo Lourenço!

Luís: A música deu-lhe sorte. Um bom presságio para o jovem campeão.

Beja: Que grande combate em que Arsénio Fuínha esteve muito perto de se tornar o novo campeão, diga-se!

Luís: Eu gostei da prestação de ambos, mas o Arsénio foi imprudente.

Beja: De facto...

Luís: Diogo Lourenço soma e segue, é isso que importa. Vamos ver quem se segue.

Beja: Bem, esperamos pela próxima Vanguarda para ver que novidades terá o panorama do título! Até lá...

Diogo Lourenço vai festejando com Alexandra até ser interrompido por uma música.

Luís: Estes gajos do som...



*Toca a música Dance With the Devil, faixa de ???*

Beja: Olha que por acaso esta música fez-me lembrar...

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Beja: Não pode ser!

Yuri Petrov aparece na rampa de acesso ao ringue e vai direto a correr para o ringue.

Beja: Aparentemente recuperou mais rápido que o previsto! Lá vai ele!

Troca de murros de ambos os lutadores a qual Yuri Petrov acaba por vencer. Diogo Lourenço vai fugindo com uma cara de espanto junto de Alexandra.

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Luís: Meh.

Beja: A arena está ao rubro! O regresso do russo levanta o pavilhão! Infelizmente não temos tempo para mais, até para a semana! Mas antes fiquem com um vídeo muito especial...

A imagem desvanece com Petrov no meio do ringue a festejar com os fãs.

*****

Trim Trim.

Vê-se uma pequena mesa de madeira, redonda com três pernas, com um pequeno pano e um telefone antigo por cima, quando se faz ouvir ao fundo uma voz rouca.

???: Sou um rapaz paciente, espero, espero, espero... esperei tanto que nem sei quanto tempo passou. Tudo o que eu queria era uma chamada, de um amigo, alguém que se lembrasse de mim. Mas onde estão os meus amigos?

???: Quem quis saber de mim quando eu caí no estado mais baixo da minha vida?

A imagem fica escura.

???: Mas não faz mal, sou um rapaz paciente, espero, espero, espero...

Triiiiiim Triiiiiiiiim.
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 27# (RTP2) - (15/10/13)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum