VANGUARDA 25# (RTP2) - (01/10/13)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

VANGUARDA 25# (RTP2) - (01/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qui 26 Set 2013, 05:49


PAVILHÃO DA VANGUARDA DA LUTA LIVRE, LISBOA

COMBATE PRINCIPAL DA NOITE

DIOGO LOURENÇO & SANTIAGO LIMA (VERNO, C/AL GANTE) vs. ANTÓNIO ANDRADE & MOORE SD


*****
DELMAR BENTO (C/EUSTASS KID) vs. DAVID SOARES COURTEENER FALLS COUNT ANYWHERE
ANDRÉ NEBOJŠA vs. HENRIQUE COELHO
PHILLIP HUNT vs. PRODÍGIO SANTOS
CAIM EZEQUIEL vs. ROBERTO RIVELINO
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 25# (RTP2) - (01/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 02 Out 2013, 06:17

Na primeira imagem que temos da edição vinte e cinco da Vanguarda, vemos Lucas Brandão a mandar um SMS nos bastidores. Este parece bastante sorridente com o seu fato de grande qualidade. O supervisor geral do programa semanal da federação não fica indiferente com a presença da linda Catarina Albuquerque que passa no corredor em que se encontrava, na zona de bastidores.

Lucas Brandão (arrumando o telemóvel): Ó Catarina, importas-te de vir aqui?

Catarina mostra-se talvez ligeiramente indignada, mas esta desacelera e vai ao encontro de Lucas Brandão.

Lucas Brandão: Estás sensacional hoje...

Lucas começa a brincar com o cabelo da Princesa Gótica da Vanguarda da Luta Livre. Albuquerque está furiosa.

Lucas Brandão: E que tal o meu escritório? Tem muito mais privacidade.

Bofetada de Catarina Albuquerque em Lucas Brandão. A mesma volta a caminhar pelo corredor e o supervisor geral fica com a mão na cara, extremamente furioso.

*****

É mostrado um vídeo com um par de minutos com o que aconteceu na Vanguarda vinte e quatro. Destaque para o alegado desentendimento entre Jorge Gante e os restantes membros dos Verno. Foram mostrados também imagens dos restantes combates  da semana passada. O ecrã vai ficando negro e de seguida aparece pela primeira vez o público que esgota o pavilhão da Vanguarda da Luta Livre para a edição vinte e cinco!


Fogo de artifício no pavilhão da Vanguarda da Luta Livre! O fogo de artifício espalha-se pela zona superior da rampa de acesso ao ringue onde suor será derramado e heróis poderão serão coroados a todos os instantes. O público reage bem a esta introdução, sendo que brevemente após o término da pirotecnia a emissão mostra a mesa de comentadores.

Luís Barreira: Olá a todos os telespectadores da RTP2! O meu nome é Luís Barreira e hoje levamos até vossa casa mais um evento fantástico da Vanguarda da Luta Livre!

Diogo Beja: O meu nome é Diogo Beja e estou aqui ao lado do Luís Barreira para mais um animado evento da Vanguarda!

Luís Barreira: Mas continuo perplexo com a falta de respeito demonstrada por Catarina Albuquerque...

Diogo Beja: Até a mim me doeu o estalo! Parece que vamos já avançar para o primeiro combate da noite.

*Toca a música 1917, faixa de Roberto Rivelino*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate inaugural está marcado para uma derrota… A caminho do ringue, oriundo de Alpendorada, Marco de Canaveses e pesando 80kgs... Roberto Rivelino!

Beja: Vamos lá ver o que é que este indivíduo fará contra o crente Caim Ezequiel!

Luís: Err... nada...

Beja: Vamos lá ver isso!

Entrada imponente de Roberto Rivelino.

Luís: Abate o peito que vais levar na boca...

*Toca a música Invasion, faixa de Caim Ezequiel*

Raquel Jacob: E o seu adversário, a caminho do ringue, oriundo de Jerusalém, Israel, pesando 90kgs... "o escolhido de Jesus"... Caim Ezequiel!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Beja: E certamente não teremos apupos muito maiores que este durante a noite! Caim parece indiferente.

Luís: Afastem-se, polícias! Este é perigoso!

Caim vai entrando no ringue de bíblia na mão.

*Soa a campainha*


O combate começa com ambos os lutadores a serem examinados pelo oficial David Peralta, nenhuma irregularidade foi encontra em nenhum dos participantes desta contenda. Começam as contas com um teste de força, o qual Rivelino parece estar a tentar vencer. Porém, muita astúcia de Caim Ezequiel que dá uma cabeçada do português. Este fica atordoado e eis que surge um Big Boot por parte do nascido em Israel! Rivelino levanta-se e os fãs reagem positivamente, mas logo de imediato o crente prende um Side Headlock neste estreante.

Manobra de submissão presa, mas com cotoveladas na zona abdominal Rivelino consegue escapar à manobra! Este vai às cordas à procura de balanço... ouch! Uppercut em cheio no maxilar de Roberto Rivelino que tentava de certa forma inverter o ímpeto de Ezequiel. Roberto vai ao chão e o adversário avança para o assentamento, 1... 2... mas Roberto Rivelino safa-se!

Caim parece que está a rezar... Superkick em Roberto Rivelino que fica atordoado no meio do ringue! KO Punch e o português fica estatelado no tapete!

O devoto avançada para o assentamento, 1... 2... 3. Vitória clara como a água.


Raquel Jacob: O vencedor deste combate… "o escolhido de Jesus" Caim Ezequiel!

Beja: Bem, este foi rápido.

Caim exige um microfone a Raquel Jacob.

Caim Ezequiel: Queijadas...

Caim senta-se no meio do ringue.

Caim Ezequiel: Um homem de Deus não pode temer nada. E, na verdade...

O israelita de nascimento levanta-se e vai buscar a bíblia. Volta-se a sentar depois no mesmo sítio.

Caim Ezequiel: Na verdade, és até corajoso. Mas não deixas de ser um fraco. E é por isso que eu abro os meus braços na tua direção. Estou diposto a pegar ti e, finalmente, a ensinar-te a amar Deus.

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Pedro Portilho aparece no meio do público. Este está como o público: farto de ouvir Caim Ezequiel!

Pedro Portilho: Queijadas não está presente no recinto, não achas que é errado o que andas a fazer?

O mascarado aproxima-se e entra no ringue, tentando defender a honra de Toni Queijadas. Caim dá-lhe uma pancada com o seu cajado e foge de cena, deixando Portilho com as mãos na cara.

*****

A imagem foca a zona de entrevistas do pavilhão da Vanguarda da Luta Livre. Vemos Pedro Lombarda junto de um dos médicos da federação, Roberto da Luz.

Pedro Lombarda: Boa noite Roberto. Há uma pergunta que todos querem perguntar, mas não têm possibilidade de a fazer. Eu represento neste momento todas essas pessoas. Em que estado está o ombro de Yuri Petrov?

Roberto da Luz: Neste momento, e depois de realizar alguns exames adicionais nos últimos dias, conclui-se que nem tão cedo estará apto para voltar a competir.

Pedro Lombarda torce o nariz.

Lombarda: E de quanto tempo falamos, aproximadamente?

Roberto: Na verdade o mal já estava feito depois do ataque de Diogo Lourenço. Apesar do ombro ter sido castigado no combate com Jorge Gante, esse não agravou de forma grave a condição de Petrov que estará de fora durante perto de 1 mês.

Lombarda: Qual é o melhor e o pior cenário?

Roberto: O melhor é sem dúvida uma recuperação precoce, porventura em 2 ou 3 semanas. Mas duvido que consiga voltar tão cedo!

Roberto da Luz coça o cabelo antes da outra metade da resposta.

Roberto: O pior cenário? É sobre esforçar-se em demasia antes de recuperar totalmente. Isso poderá fazer com que se ressinta e não volte a competir mais em 2013.

Lombarda: Muito bem. Os fãs de Yuri Petrov desejam-lhe as melhoras e agradecemos também aqui o tempo que disponibilizou para responder às perguntas.

*****

Vemos os Verno na zona de bastidores.

Al Gante (numa voz autoritária): E é isso que têm de fazer, apenas! Estamos entendidos?

A imagem desvanece, mas fica impresso o registo extremamente autoritário de Al Gante, notoriamente frustrada com os últimos problemas na sua relação com Jorge Gante.

*****

avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 25# (RTP2) - (01/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 02 Out 2013, 06:18

A câmara volta a focar o ringue depois do intevalo publicitário. Está na hora de Phillip Hunt ter nova oportunidade de vitória, depois de ter sido derrotado por Arsénio Fuínha na edição vinte e quatro da Vanguarda.

*Toca a música No Love, faixa de Prodígio Santos*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, oriundo do Barreiro e pesando 94kgs... Prodígio Santos!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Beja: Uma reação menos boa para este rapper!

Luís: Invejosos! Querem é o SWAG dele!

Beja: Sabes o que isso quer dizer, certo?

Luís: Sei, sei...

Santos vai entrando no ringue a cantar, mas os apupos abafam a voz do rapper português.

*Toca a música American Idiot, faixa de Phillip Hunt*

Raquel Jacob: E o seu adversário, a caminho do ringue, oriundo de Marieville, Quebec, Canada, pesando 110kgs... Phillip "the hunter" Hunt!

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Beja: Explosão na Vanguarda da Luta Livre!

Luís: Quê!? Chamem a brigada anti-bomba!

O público vai aplaudindo Hunt e entoando FIGHT HUNT FIGHT.

*Soa a campainha*


O oficial designado para este combate é Afonso Martins que instantes após a campainha soar começa a inspecionar ambos os lutadores na busca de algum objeto ilegal. Ambos estão limpos e Hunt olha para o adversário com um olhar intenso e dedicado. Está frustrado com o que aconteceu na semana passada e espera vencer agora contra um adversário teoricamente mais acessível. Superkick de Hunt, do nada! Logo nos primeiros segundos de combate! O público reage muito bem ao sucedido, enquanto Prodígio Santos vai rebolando até fora do ringue.

Uma manobra intensa de Hunt nos primeiros instantes a dar-lhe uma grande vantagem, na teoria. Phillip sai também do ringue e leva a cabeça de Prodígio Santos até a um dos postes no ringue! O cómico lutador vai aqui mostrando a sua veia mais agressiva perante o rapper Santos. Kneeling Back to Belly Piledriver fora do ringue, uma manobra extremamente violenta por parte do canadiano! O árbitro está na contagem de 7 e Hunt volta para o ringue, arrastando também Prodígio Santos.

Uppercut de Santos! Manobra desesperada por parte deste português. O público começa a recear que este possa ser mais um mau indício para Hunt! Vai às cordas... Springboard Clothesline por parte do homem do Barreiro! 1... 2... Hunt ergue prontamente o ombro!

Prodígio vai provocando o seu adversário que se levanta... Superkick... não! Hunt esquiva-se, F5 do canadiano sobre Santos!  Package Piledriver!

Hunt vai para o assentamento, 1... 2... 3! Vitória de Phillip Hunt extremamente merecida!


Raquel Jacob: O vencedor deste combate... Phillip "the hunter" Hunt!

Beja: Grande vitória, extremamente merecida para este canadiano!

???: Ei, acalmem as pipocas.

Lucas Brandão aparece na rampa de acesso ao ringue com um microfone na mão.

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Beja: E agora, o que se passa?

Lucas Brandão tem uma expressão muita séria no rosto..

Brandão: Estava a ver este combate no meu escritório com o teu bom conhecido Arsénio Fuínha. Vim cá imediatamente depois de vermos que o assentamento foi feito junto das cordas e que Prodígio Santos tinha o pé debaixo da corda!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Brandão: Não me julguem. Quem tem culpa são as regras! Raquel, reverte a decisão, tal ultraje não pode sair ileso. O vencedor deste combate por desclassificação é obviamente Prodígio Santos! Vamos, Raquel!

Raquel Jacob: O vencedor deste combate por desclassificação... Prodígio Santos!

Brandão: Para a próxima... respeita as regras.

Lucas Brandão ruma aos bastidores com Phillip Hunt indignado e furioso, colocando as mãos à cabeça. A expressão de Lucas Brandão é de contentamento.

*****

A imagem foca a zona de bastidores, Catarina Albuquerque acabou de ver o que se passou no ringue e está tão frustrada que manda um berro para a televisão. Eustass Kid passa por ela e trinca-se para não rir à gargalhada.

Eustass Kid: Opá, tenho uma família espetacular...

Catarina Albuquerque vira-se e enfrenta Eustass Kid cara-a-cara.

Catarina Albuquerque: Mas quê, por seres maior do que eu e teres 3 pêlos na cara achas-te superior a mim? Estou longe de ter medo de ti e das tuas piadas subtis.

Eustass Kid aproxima a cabeça à de Catarina, mudando a expressão para um olhar ameaçador. Sai de cena logo de seguida, enquanto a lutadora da Vanguarda continua a olhar para o primo de Lucas Brandão.

*****

Na zona de bastidores, Moore SD e António Andrade preparam-se para o combate, porém sem falar muito um com o outro. Estavam demasiado concentrados no combate de mais logo e preferiam imaginar aquilo que aconteceria no ringue. A concentração de ambos foi um pouco perturbada com os passos de alguém a chegar ao vestiário. Moore e Antonio ficaram receptivos porque desconfiavam dos Verno, porém era Vinícius Nunes.

António (sorrindo): Você me assusta assim rapaz! Pensei que era alguém dos Verno!

Vinícius: Nem me cumprimentam direito... Que vergonha e que paranóia... Bem, os Verno não tinham acabado?

Moore (do outro lado do vestiário, enfaixando os pulsos): Achas?

Vinícius (olhando para Moore): Não viste o vídeo do Jorge dizendo que tinha acabado com a história dos Verno por causa do que ocorreu durante a luta com Petrov?

Moore: Creio que ele quer tramar-nos! Acho que é mentira!

António (acenando com a cabeça): Também acho, acredito que Jorge e os Verno não se separaram, eles querem nos iludir, o Jorge ainda vai ajudar para sermos tramados!

Vinícius: Calma pessoal, vocês vencerão e eu cuidarei para que não haja interferências... De qualquer modo, boa sorte!

Moore: O que pretendes?

Vinícius: Vocês verão... Tchau! Boa sorte e ganhem deles!

Antonio: Pode deixar!

Vinícius sai do sítio, enquanto Moore e Antonio se olham meio desconfiados do que Vinícius vai fazer, porém logo depois voltam para a preparação do combate.

*****

A câmara fixa volta a focar o ringue depois deste momento que incluiu o campeão Supremo da Vanguarda da Luta Livre. Está na hora do açoriano Henrique Coelho voltar à ação na federação depois de não ter consegudo recuperar o título da Vanguarda no Colisão.

*Toca a música Written In the Stars, faixa de André Nebojša*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, oriundo de Rudnik, Sérvia e pesando 71kgs... André Nebojša!

Beja: Uma reação razoável para o sérvio. O público ainda não o conhece, mas certamente aplaude a iniciativa da Vanguarda da Luta Livre se associar à Pride Portugal!

Luís: Uma Vanguarda sem preconceitos!? Quero ver se o Coelho respeita isso...

Beja: Este será um combate normal sem qualquer tipo de diferença. E parece que André Nebojša está motivado, vamos lá ver o que poderá fazer!

Nebojša mostra-se bastante humilde, sorrindo de orelha a orelha. Este chega ao ringue e agradece ao público pela sua presença e pelo carinho demonstrado nesta sua estreia.

*Toca a música Rabo de Peixe, faixa de Henrique Coelho*

Raquel Jacob: E o seu adversário, a caminho do ringue, oriundo de Ponta Delgada, São Migue, Açores e pesando 95kgs... "a sensação açoriana" Henrique Coelho!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Beja: Antigo campeão da Vanguarda, deteve o título por mais de cem dias. Aqui vem Coelho!

Luís: O meu brassard favorito!

O açoriano traz a típica bandeira dos Açores, o qual passeia à volta do ringue. Pousa-a na mesa de comentadores e de seguida entra no ringue.

*Soa a campainha*


A oficial designada para esta contenda é Adelaide Rodrigues. Esta tem o cuidado de verificar se algum dos lutadores não pode começar o combate por posse de algum elemento irregular. Tudo em ordem e começa a contenda com Henrique Coelho a olhar de lado o seu adversário. Aproxima-se sorrateiramente e arremesso de judo a gerar o primeiro momento de impacto no combate! Henrique Coelho faz um gesto de como se estivesse a driblar uma bola de basquetebol, claramente a gozar com a homossexualidade de André Nebojša. O público não gosta nada deste gesto do açoriano e vêem-se dedos do meio a surgir de fãs no público dirigidos ao antigo campeão da Vanguarda! Este levanta André Nebojša... mais um arremesso e mais um gesto idêntico. Está mesmo a pedi-las.

Coelho ri-se na cara do sérvio que se levanta e dá uma bofetada no açoriano! Rolling KneeBar, manobra de submissão no oriundo de Ponta Delgada! Rapidamente Henrique chega às cordas e Adelaide Rodrigues tem que forçar o estreante a largar a manobra de submissão. Parece que Coelho ficou com a perna num estado menos bom, pelo menos é isso que aparenta. Parece estar a manquejar. Side Kick do europeu na zona abdominal de Coelho seguido duma fenomenal Flying Knee! Joelhada no ar em cheio no rosto do açoriano que vai ao chão. o público aplaude esta estratégia e o arsenal de golpes de André! 1... 2... mas o ex-campeão da Vanguarda safa-se.

Neste momento André Nebojša vive o seu melhor momento no combate. Vai ganhando ímpeto aos poucos neste combate e agora há uma troca de murros que Henrique Coelho parece ir vencendo! Overhead Belly-2-Belly Suplex por parte do açoriano! Este olha com desprezo para o seu adversário, o qual poderá estar prestes a vencer! 1... 2... mas o sérvio mostra-se resistente e não cede a vitória!

André Nebojša levanta-se devagar e à contagem de 6, parece que Coelho quer acabar com isto... European Uppercut no meio do ringue que deixa Andre combalido! Mas não cai! Coelho quer terminar tudo agora... ui! Pontapé de André Nebojša em cheio da parte lateral da cabeça do açoriano, atenção! É sem dúvida um dos golpes mais letais deste jovem, sendo que Adelaide Rodrigues vai observando o estado de Henrique Coelho.

O sérvio abaixa-se e vai observar o estado de Coelho, aparentemente inconsciente... Triangle Choke por parte de Henrique Coelho que estava a fingir uma aparente lesão! Manobra de submissão presa  no meio do ringue!

André Nebojša não tem outra opção que não desistir perante Henrique Coelho!


Raquel Jacob: O vencedor deste combate... "a sensação açoriana" Henrique Coelho!

Beja: Desculpem-me lá o vocabulário, mas... sacana!

Luís: Instinto de campeão! Grande vitória para este patriótico açoriano...

Henrique Coelho vai à mesa de comentadores e agarra a sua bandeira dos Açores, a qual começa a abanar repetidamente.

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

*****

A câmara vai focando o escritório do supervisor geral da Vanguarda, Lucas Brandão. Este está a rir-se com bastante intensidade. A câmara afasta-se ligeiramente e vemos que Arsénio Fuínha está ao seu lado, sentado numa luxuosa cadeira e com os pés em cima da secretária.

Arsénio Fuínha: Eu ri-me que nem um perdido quando lhe disseste que tinha perdido.

Lucas Brandão: Só me faltava ter dito a tua linha da aula terminada.

Ambos riem-se bem alto.

Lucas: O mais épico de tudo foi obviamente a expressão facial dele. Mas por outro lado, e fora de tretas, tenho pena dele...

Fuínha: Tens?

Lucas: Não!

Fuínha trinca-se todo para não se rir à gargalhada Tira depois os pés da cadeira e põe a mão no ombro de Lucas Brandão.

Fuínha: Já sabes que posso fazer o que quiseres. Basta pedires. Vou buscar um café, queres que te traga outro?

Lucas Brandão abana afirmativamente com a cabeça. Arsénio Fuínha pisca-lhe o olho e sai do escritório.
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 25# (RTP2) - (01/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 02 Out 2013, 06:19

A câmara foca a zona de bastidores. Zé Maravilha está no espaço de entrevistas e recebe Vinícius Nunes como seu convidado. O campeão Supremo, simpático, cumprimenta Maravilha e sorri para o mesmo.

Zé Maravilha: Olá campeão! Obrigado pelo seu tempo. Tudo bem?

Vinícius: Mais ou menos Zé, gostaria de estar lutando hoje, mas fazer o quê... não podemos lutar em todos os eventos!

Zé Maravilha: Algo relacionado com os teus desentendimentos com a direção?

Vinícius: Acho que não, o Lucas e eu estamos tendo algumas divergências, porém não vejo muita relação nisso e esta situação, acredito que no próximo programa já terei combate...

Zé Maravilha: Alguma preferência no que toca a adversário?

Vinícius: Não, o plantel da Vanguarda é muito bom, atualmente só quero lutar seja com quem for!

Zé Maravilha (sorrindo): Até mesmo com a Catarina?

Vinícius (também sorrindo): Olha, eu fui criado em um ambiente onde se dizia que homem que bate em mulher é covarde, porém nesse caso é diferente, estamos no wrestling profissional, ela ainda não lutou e está doida para mostrar que é tão boa quanto qualquer homem, terá grande vontade de lutar... Seria muito estranho para mim, porém eu acho que ela merece uma oportunidade para mostrar o seu valor!

Zé Maravilha: Mas confessa lá campeão, quem tu queres é o Gante...

Vinícius: Também, ele é um grande lutador e não temos nos entendido bem, creio que seria uma grande luta.

Zé Maravilha: Falando em Gante, não nos podemos esquecer dos Verno... o que achas que vai acontecer no combate principal de hoje? Acreditas numa interferência de Jorge Gante para ajudar o Santiago e o Diogo?

Vinícius: Olha, sinceramente, não acredito, o Jorge está muito mais focado nele mesmo, porém não é algo que se possa excluir, por isso, para evitar qualquer interferência externa eu mesmo estarei no canto de Moore e de António para que a luta ocorra dentro da normalidade.

Zé Maravilha: Grande revelação! De qualquer forma, muito obrigado Vinícius, espero por ti em numa próxima ocasião!

Vinícius: Até mais Zé, foi um prazer.

O campeão volta a cumprimentar Zé Maravilha e sai de cena enquanto a imagem desvanece.

*****

A câmara fixa volta a focar o ringue depois da entrevista com o campeão Supremo da Vanguarda da Luta Livre. Está na hora de um dos dois eventos principais da noite, sendo que este é um Falls Count Anywhere Match.

*Toca a música Street Knock, faixa de Delmar Bento*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate é um Falls Count Anywhere e está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, acompanhado por Eustass Kid, oriundo de Lisboa e pesando 94kgs, ele é um Parceiro de Guerra... "the wall" Delmar Bento!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Beja: Aqui vem a parede, Delmar Bento, e o seu Parceiro de Guerra... o cunhas.

Luís: Invejoso!

Beja: Estou a reconhecer um facto. Toda a gente nesta arena sabe que é verdade!

Luís: Tenho demasiadas objeções, vou-me calar.

Beja: Ufa!

Delmar Bento, junto de Eustass Kid, vi calmo para o ringue, entra e levanta o braço direito no ar em forma nazi. O público também levanta... o dedo do meio.

*Toca a música Mundo Cão, faixa de David Soares Courteener*

Raquel Jacob: E o seu adversário, a caminho do ringue, oriundo do Porto e pesando 78kgs... David Soares Courteener!

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Beja: Primeiro combate de David Soares Courteener após ser atacado por Delmar Bento no Colisão!

Luís: Vou já preparar as pipocas, vai ser bonito isto...

Courteener não perde tempo e corre rapidamente até ao ringue, começando a trocar murros com Delmar Bento.

*Soa a campainha*


Jorge Mesquita manda soar a campainha num momento em que ambos os lutadores estão no ringue a trocar murros de esquerda e de direita de forma descontrolada. Como não há desclassificações o árbitro designado para esta contenda não pode terminar o combate por interferência, contagem, pelo uso duma arma exterior ou mesmo por não respeitar a regra dos 5 segundos numa manobra de sufoco/submissão. Delmar Bento vai para cima de David Soares Courteener, começa a dar-lhe cotoveladas na sua zona abdominal. Cabeçada no lutador de cabelo vermelho que fica atordoado no meio do ringue. A parede vai às cordas, toma algum balanço e aplica um Shoulder Block que derruba o seu adversário pela primeira vez na contenda!

Eustass Kid aplaude o seu Parceiro de Guerra que vai levantando David. Com toda a calma do mundo, já, Delmar Bento atira o seu antigo parceiro até ao canto. Vai tentar a Lariat... muito bem David Soares Courteener a evitar todo o peso de Delmar Bento! Este lança Bento às cordas dum lado, vai às cordas do outro... Running One Handed Bulldog! Tenta terminar rapidamente este combate, 1... Delmar Bento levanta Courteener, safando-se tranquilamente à contagem. Vai tentar o Lou Thesz Press, mas Powerbomb de Delmar Bento que contra-ataca o movimento tentado por David Soares!

Irish Whip tremendo que leva David Soares Courteener para fora do ringue. Delmar vai lentamente ao seu encontro, atirando o antigo Parceiro de Guerra para os degraus do aço que permitem a entrada no ringue. Soares vai-se contorcendo de dores, sendo que Bento prende o BearHug e vai consecutivamente atirando o lutador da cidade invicta contra as barreiras de proteção! Courteener vai mostrando estar em bastante sofrimento e tem os olhos vidrados. Delmar Bento está em completo domínio desta contenda.

Delmar tem a contenda na mão ao que parece. Arrasta David Soares Courteener para a rampa de acesso ao ringue, ou seja, aço puro. Esta levanta-o e vai tentar o Chokeslam... contra-ataque de Courteener que duma forma habilidosa consegue transformar a situação num Sleeper Hold! Larga o golpe, vira o seu adversário... Cup Jaran! Pontapé na parte lateral da cabeça de Bento! 1... 2... mas o Parceiro de Guerra acaba por sobreviver no combate!

Já estão ambos de pé e vão trocando murros, sendo que Delmar vence a disputa e empurra Courteener que cai de costas na rampa de aço! Estão já perto da zona onde está o ecrã gigante ou titantron do pavilhão da Vanguarda da Luta Livre. Courteener está sentado e rasteja, Delmar vai pegar-lhe na perna... pontapé de David Soares na cara de Delmar Bento que fica atordoado e dá a sensação que está a sangrar da boca! Está numa zona perigosa, está perto de cair para uma zona com algumas caixas de arrumação! São no mínimo 3 ou 4 metros!

Zona de perigo! Courteener levanta-se e... Bulldog para baixo, caem os dois duma distância de aproximadamente 4 metros! Os fãs que estão perto da zona ficam absolutamente loucos, estão de pé! Courteener não teve problema em sacrificar também o seu corpo para acabar com Delmar Bento!

Assentamento de David Soares Courteener, 1... 2... 3! Eustass Kid queria quebrar o assentamento mas não teve possibilidade de o fazer antes da contagem terminar!


Raquel Jacob: O vencedor deste combate... David Soares Courteener!

Beja: Mas que combate fenomenal! Excelente, mesmo!

Luís: Há que dar o braço a torcer, excelente prestação de ambos!

Por esta altura vemos David Soares Courteener a ir para o ringue.

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Beja: E ele vai mesmo até ao ringue para agradecer aos fãs.

David Soares Courteener vai ao segundo canto e ergue o punho em sinal de vitória. O público aplaude de pé a prestação sensacional de David Soares!

Beja: Merecido!

Desligam-se todas as luzes. O pavilhão da Vanguarda da Luta Livre fica completamente escuro, sendo que as luzes voltam alguns segundos depois.

Beja: Sh, Sh... Shotgun Eddy!

David Soares Courteener vira-se e vê Shotgun Eddy que atinge o português com um prego em cheio na testa, deixando-o ensanguentado no meio do ringue.

Luís: Este gajo é realmente estranho, mas...

Beja: Mas?

Luís: Já derrotou Gonçalo Ferraz, gosto dele!

Beja: E este, meus amigos, é o choque da semana...

Shotgun Eddy ergue o punho e o seu prego. As luzes voltam a desaparecer, assim como o perturbado lutador americano.

*****

Aparece um vídeo no ecrã gigante. Trata-se duma pequena recapitulação da shoot de Aníbal Fragas na Vanguarda passada.

Fragas: Pois é rapaziada, esse pavão que está no ringue queria que eu fosse para o pé dele e recitasse umas coisas que ele escreveu. Era suposto agora eu dizer mal do… o que é mesmo que está aqui…

(...)

Fragas: Ah sim, dizer mal do Vinicius, seja lá ele quem for… E de um Gante, também está para aqui um Gante… E dizer umas coisas sobre um título qualquer... Sabes o que é que eu te digo Augusto?

(...)

Fragas: Eu estou aqui porque me obrigam. Eu não sei quem é o Vinicius ou o Gante, a bem dizer nem me interessa. Eu não sou mais uma “estrela da Vanguarda”. Eu sou um prisioneiro da Vanguarda, obrigado a vir aqui dizer umas coisas hoje porque o senhor produtor definiu que era isso que eu ia fazer hoje com o meu agente de liberdade condicional. Mas como ele acabou de descobrir, ele não me pode obrigar a dizer o que ele quer. Porra, ele nem conseguiu sequer que eu vá ao ringue. Olha para ti, tão importante que és…

(...)

Fragas: Não se equivoquem, eu continuo numa prisão. E na prisão só existem inimigos.  Para mim nunca haverá aliados, estejam de que lado do ringue estiverem. Não tenho parceiros nem adversários... só alvos a abater.

PSHHHHHHHHHLOCCCCCCCCCCCCCCC

*****

avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 25# (RTP2) - (01/10/13)

Mensagem por vlladmin em Qua 02 Out 2013, 06:21

*Toca a música Lisboa Mulata, nova faixa de Alberto Valente*

Luís: Aqui vem o novo e melhorado Alberto Valente!

Beja: Melhorado? Ele era o campeão juntamente com Rob Este e simplesmente desistiu de tudo. Mas parece que agora teremos respostas perante o que aconteceu.

Luís: Tens de ver as coisas por outro prisma. Quem é que quer andar com o Rob na realidade? Imagina que vai ele a conduzir. Ainda tens um acidente.

Beja: És mesmo preconceituoso…

Luís: Ele não bebe cerveja?

Beja: Bebe...

Luís: Ah… pensei.

Valente entra no ringue, vestido com umas calças de ganga, uma camisola preta sem qualquer indicação de marca ou escritura e uns óculos de sol também pretos no seu todo, da rayban.

Alberto Valente: Muitos de vocês devem estar a perguntar-se “Porquê Valente?” e eu respondo calmamente e com razão… Porque sim.

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Beja: Que típico. O público parece estar completamente contra Valente.

Luís: Fez-se homem. Sempre me disseram que isto era visto pelas crianças. Por isso percebo, porque estão contra ele.

Valente: O Rob foi uma boa escada, para agora ter este tempo de antena e para eu me estabelecer como um lutador da VLL com impacto. Admito isso sem olhar para trás. Digo o mesmo do Ricardo Soares e digo o mesmo do Vinícius Nunes, no final das contas eles só serviram para isso.

O público começa a vaiar com maior intensidade Valente, que retira os óculos e coloca-os no típico lugar, segurados na camisola abaixo do pescoço.

Valente: Ninguém é amigo de ninguém e muito menos eu seria amigo de alguém como o Rob. A casa e tudo isso foi apenas um jogo. Por falar nisso… Ganhei um bom dinheiro com a venda aquilo. Depois de saberem que a casa do belo Alberto Valente estava à venda o valor triplicou!

Valente faz uma pausa no discurso enquanto o público canta pelo seu antigo parceiro, Rob Este.

Valente: Não vale a pena pensarem nesse idiota, muito menos evocar o nome dele. Ainda não perceberam que tanto vocês como ele foram passados para segundo plano? Agora Alberto Valente vai subir no roster da VLL como nunca!

*Toca a música Horns Up, faixa de Rob Este*

Beja: Olha Luís! É a música de Rob Este! Valente está preparado para a ação!

Luís: O Valente vai desfaze-lo!

Rob aparece pelo meio do público, enquanto Valente olha para o titantron preparado para o enfrentar, assim sendo Rob Este consegue “sair” por cima e atacar o jovem de Lisboa rapidamente.

Beja: Rob atira-se para cima de Valente cheio de vontade!

Luís: Só mesmo assim!

O público vai ao rubro com esta manobra de Rob que dá socos poderosos em Valente, que a certa altura consegue escapar, começa a arranjar a sua camisola e foge para a rampa de acesso.

Beja: Parece que não vamos ficar por aqui… Rob pega no microfone.

Luís: Vai pedir uma cerveja. Aposto.

Rob Este: Valente não penses que isto vai ficar assim. Tu fizeste-me perder o meu título! Título que eu fiz de tudo para conquistarmos. Já nem falo da nossa amizade, porque essa viu-se logo que não era de confiança ao teres-me deixado no ringue. Mas ao menos podias ter tido amor ao ouro que carregavas…

Beja: Valente continua a andar para os bastidores.

Luís: É o melhor que faz. O Rob não diz nada de jeito. Na ANW podiam-no ter ensinado a falar.

Rob: Eu vou fazer de tudo para te enfrentar aqui na Vanguarda! E podes ter a certeza que quando te meter as mãos em cima vais pagar. Por me teres feito perder todo aquele dinheiro na casa… mas principalmente vais pagar para aprender a teres valores morais pela primeira vez na tua vida!

Beja: Rob atira o microfone para o meio do chão, mas já lá vai Valente.

Luís: Isto pode ser o início de uma coisa boa? Pode. Mas desde que o Rob deixe a cerveja.

Beja: Tu és mesmo chato.

Luís: Pareces um bêbado. Sempre a repetir-te.

Beja: Olha quem fala.

A imagem começa a desvanecer.

*****

A imagem foca uma sala de estar, num enorme cadeirão encontra-se sentado o jovem Michel-Baptiste Bangalter, com um copo de champanhe na mão direita. O mesmo faz o movimento internacional de saudação com o copo e pisca o olho.

Michel-Baptiste Bangalter: Bem-vindo à minha nova casa, agora em Cascais. Ainda não tem o glamour da casa que vos apresentei na minha cidade natal, mas… Estou a trabalhar nisso mes amis.

O mesmo cruza a perna e coloca o copo em cima de uma mesa.

Bangalter: Depois da minha vitória sem contestação, contra o jovem gladiador e escuteiros de Amareleja, decidi tirar um tempo para descansar. Esta vida… É complicada. Eu não posso arriscar uma lesão. Porque a longo prazo a Vanguarda necessita de mim. Viram aquelas audiências do último evento? Sem dúvida que eu sou o responsável!

Michel sorri para a imagem calmamente, para depois continuar o seu discurso.

Bangalter: Provavelmente teremos aqui um evento mais monótono, com menos glamour e menos charme, visto que não estou na arena! Mas aos meus fãs eu peço calma! Para a semana que vem pode ser que eu apareça. Ainda não sei, no entanto, para todos os lutadores da Vanguarda tenho uma proposta. Esta casa precisa de animação e assim sendo sexta-feira vou organizar uma festa aqui. Quem quiser aparecer… tem de aparecer.

O mesmo volta a sorrir.

Bangalter: Porque se não aparecerem… Eu faço com que vocês todos sejam despedidos. Até lá.

Bangalter volta a pegar na taça de champanhe e brinda os telespectadores, enquanto a imagem desvanece.

*****

A imagem foca a zona de bastidores, neste caso uma sala bastante escura. Diante da escuridão é razoavelmente fácil avistar o rosto de Shotgun Eddy.

Shotgun Eddy: Eu odeio...

O americano cerra o punho e coloca-o perto do rosto.

Shotgun: Eu odeio quando veêm a luz. Cambada de merdosos...

Eddy ajeita o cabelo e aproxima-se da câmara.

Shotgun: Porque duma forma ou doutra tu és daquelas pessoas que num dia normal eu não pregaria na cruz. Mas por azar decidiste acender o interruptor porque tiveste medo dos monstros que outrora habitaram dentro de ti. Viste a luz e escondeste o interruptor de forma egoísta.

Os olhos de Eddy fecham-se.

Shotgun: Foste iluminado e nem reparaste na cruz que te bloqueia o caminho...

A imagem desvanece.

*****

A câmara fixa volta a focar o ringue depois deste segmento com o sorridente e excêntrico francês da Vanguarda da Luta Livre. Está na hora do evento principal da noite, sendo que os Verno terão Al Gante no seu canto e a equipa de António Andrade e Moore SD terá o campeão Supremo, Vinícius Nunes.

*Toca a música War of Change, faixa dos Verno*

Raquel Jacob: Senhoras e senhores, este combate é o evento principal da noite e está marcado para uma derrota! A caminho do ringue, acompanhado por Al Gante, com um peso combinado de 190kgs, Diogo Lourenço e Santiago Lima... Verno!

BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH.

Beja: E este é definitivamente o apupo da noite!

Luís: Sem dúvida alguma.

Beja: Sem a orientação de Jorge Gante, vamos ver o que podem fazer hoje os Verno!

A mulher de Jorge Gante, Al, acompanha os membros dos Verno até ao ringue. Esperam calmamente pelos seus adversários.

*Toca a música Ain't No Grave, faixa de António Andrade*

Raquel Jacob: E os seus adversários, primeiro, a caminho do ringue, oriundo do Rio de Janeiro e pesando 128kgs... António Andrade!

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Beja: Aqui vem o antigo campeão da Vanguarda!

Luís: Exato, porque o novo está no ringue...

António Andrade espera pelo seu parceiro para entrar no ringue.

*Toca a música Sixteen Saltines, faixa de Moore SD*

Raquel Jacob: E o seu parceiro, oriundo de Detroit e pesando 97kgs... Moore SD!

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Beja: Aqui vem o quarto membro deste combate, antigo candidato principal ao título Supremo e antigo campeão da Vanguarda!

Luís: Que equipa de falhados, esta!

Moore SD cumprimenta António Andrade e ambos sobem ao ringue, enquanto que o árbitro Marcos Mendes não permite qualquer tipo de contacto entre as equipas até soar a campainha.

*Soa a campainha*


Al Gante dá as últimas instruções aos Verno enquanto Moore SD e António Andrade fazem "pedra, papel, tesoura" para ver quem começa as hostilidades no evento principal na edição vinte e cinco da Vanguarda. António Andrade e Diogo Lourenço começam o combate, antigo e atual campeão da Vanguarda. O tamanho e o peso são favoráveis ao brasileiro que quer começar o combate de forma agressiva! Diogo Lourenço mostra a faceta de autêntico suicida e atira-se para cima do brasileiro sem qualquer tipo de piedade. Usa o seu corpo como arma. Running Dropkick em Andrade que vai para fora do ringue recuperar fôlego... Suicide Dive por parte do campeão da Vanguarda! Apesar de tudo o público reconhece esforço e algumas secções aplaudem este arranque fulminante de Lourenço.

O mesmo arrasta Andrade para o ringue que por esta altura encontra-se surpreendido com este início de combate. Diogo Lourenço, o jovem campeão, encontra-se na borda... tenta a Springboard Clothesline e aplica-a com sucesso! 1... António Andrade safa-se à primeira tentativa de assentamento neste evento principal. Grande início dos Verno. Diogo Lourenço vai lentamente até ao canto dos Verno e efetua o tag com Santiago Lima. O cabo-verdiano entra determinado e acerta com um Uppercut em cheio no maxilar no brasileiro.

Novo tag com Diogo Lourenço, mas este entra algo desconcentrado e permite a António Andrade aplicar um poderoso Big Boot que deixou o campeão da Vanguarda no chão! 1... 2... apesar do impacto o campeão safa-se facilmente. Tag com Moore SD e acontece a primeira explosão de alegria do público neste evento principal! Moore entra com tudo e vai aplicando murros de direita a Diogo Lourenço, o americano vai agora à segunda corda... Diving Crossbody! E o público canta pelo homem de Detroit. Mete o adversário às cordas... Tilt-a-Whirl Backbreaker! Uma manobra violenta e dolorosa, assentamento de Moore agora, 1... 2... mas Santiago Lima dá um pontapé nas costas de Moore, interrompendo a contagem!

Marcos Mendes manda Santiago sair do ringue imediatamente numa altura em que ambos os lutadores se começam a levantar e a trocar murros. Diogo Lourenço parece vencer a disputa, vai às cordas... DDT de Moore vindo do nada e certamente que o único campeão dos Verno não esperava por esta! Moore puxa pelo público que se vai levantando! Pontapé na barriga de Lourenço que está em posição para o Package Piledriver! Ah... Diogo Lourenço passa o seu corpo entre as pernas de Moore, ganhando algum tempo para respirar! Moore vai atrás dele, grande erro! Scoop Powerslam por parte de Lourenço perfeitamente bem executada! 1... 2... mas o assentamento não tem sucesso!

Lourenço dá um pontapé numa corda porque está notoriamente frustrado! Tag com o matulão Santiago Lima. De forma desesperada Al Gante sobe à borda do ringue para dar instruções ao seu irmão bastardo, mas Vinícius Nunes puxa-a e não permite que esta tenha interferência no combate! Lima toma balanço, procura a Clothesline! Moore SD esquiva-se, Package Piledriver em Santiago Lima! Onde está ele a ir... Rolling Elbow Smash em Diogo Lourenço para este não interferir com a contagem!

Moore SD parte para o assentamento, 1... 2... 3! Vitória de Moore e Andrade para desespero de Al Gante!


Raquel Jacob: Os vencedores deste combate... António Andrade e Moore SD!

Beja: E eis a forma perfeita de terminar mais uma Vanguarda, que combate sensacional!

Luís: Pé na corda, Lucas anda cá!

António Andrade e Moore SD abraçam-se no meio do ringue enquanto o público vai ovacionando ambos os lutadores.

YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Beja: Vitória limpa Luís, essa já não pega...

Moore e Andrade vão abandonando a arena cumprimentando alguns fãs, sendo que Al Gante vai observar a condição de Diogo Lourenço e Santiago Lima.

Beja: O karma, Alexandra!

*Toca a música Sleepwalking, faixa de ???*

Beja: Oi?

Luís: Deve ser o Lucas, antes tarde que nunca!

O público está notoriamente intrigado.

Jorge Gante (chegando ao início da rampa, com um microfone): Entristece-me…

Os membros dos Verno, incluindo Al, permanecem no ringue olhando para Jorge Gante, imóveis.

Jorge Gante: Durante muito tempo lutei por uma causa, e essa causa chamava-se amor. O amor por uma só pessoa. Uma pessoa que ainda amo.

Vê-se Alexandra a sorrir no ringue, após as palavras do seu marido.

Jorge Gante: Nunca foi o público que me apupava todas as noites aquando a minha chegada ao recinto que importava, nem o público que me aplaudia depois de me foder todo durante um combate… Foi sempre a pessoa que pensei mais se preocupar comigo. A mesma pessoa que esteve do meu lado, quando durante um combate de vale tudo, me viu quase morrer, ou melhor das hipóteses, quase me tornar paraplégico.

Alexandra começa a questionar-se sobre as palavras de Gante com Diogo e Santiago.

Jorge Gante: E para um público normal, isso seria algo mágico. Não vos censuro por isso. Pagam todas as semanas para ver lutadores a matarem-se, só para saírem daqui felizes, com um sorriso, ou, pelo menos, menos desgraçadas do que quando entraram. É esse o nosso trabalho, e é por isso que nos pagam, e é isso que vocês pagam para ver. Mas a Alexandra não.

Alexandra cai de joelhos no ringue, incrédula com o que acabou de ouvir. O público reage positivamente.

Jorge Gante: Alexandra Gante, ou quem sabe Alexandra Valente? Quase me viu morrer. E chorou, viu a sua vida a acabar naquele momento. Não por me ter visto quase morrer, mas porque sentiu a sua importância a desaparecer. Porque o seu marido muito provavelmente nunca mais iria conseguir lutar por ela. Porque o seu marido se iria tornar num incapaz, se sobrevivesse. Mas… quem diria… Estou vivo, e capaz! E qual é que foi a primeira coisa que a Alexandra me diz, quando sabe que eu fiquei fora de perigo? “Luta por mim, amor, põe-te bom!”

O público reage dividido, e a mulher de Jorge Gante baixa a cabeça.

Jorge Gante: Tornei-me dependente de morfina para suportar as dores que se me espetavam como facas a cada murro, a cada pontapé, poucos sabem o quanto batalhei para voltar a ser o mesmo, só para conseguir que a minha mulher se sentisse amada, e ao final de cada noite dar-lhe mais uma suposta prova de amor: uma vitória. E eu percebi, talvez tarde demais, mas percebi… Não te posso dar aquilo que nunca tive de ti. Cansei-me de jogos, injustiças, máscaras. Acabou-se. Talvez fosse melhor eu ter morrido naquele momento, em que levei o pontapé…

Ouve-se um silêncio arrepiante.

Jorge Gante: Mas como não morri… Quero o divórcio!

Luís: Que revelação chocante!

Beja: Forma surpreendente de terminar esta Vanguarda! Infelizmente não temos para a mais, juntem-se a nós para a semana para desenvolvimentos desta chocante reviravolta!

A imagem desvanece.
avatar
vlladmin

Número de Mensagens : 511
Data de inscrição : 30/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VANGUARDA 25# (RTP2) - (01/10/13)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum